Últimas

Quarta-Feira, 20 de Fevereiro de 2008, 08h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

SEGURANÇA PÚBLICA

Brito entrega o cargo; Maggi quer saída honrosa

   Sob pressão, o secretário de Justiça e Segurança Pública Carlos Brito resolveu entregar o cargo. Foi durante uma longa audiência com o governador Blairo Maggi nesta terça, no Palácio Paiaguás. Maggi busca agora uma saída honrosa para um dos seus fortes aliados. Para a Sejusp, detentora de um orçamento de R$ 687,6 milhões para este ano, o segundo maior da estrutura da máquina estadual, o governador deve nomear o seu ajudante de ordens, major PM Eumar Novack.

   Brito enfrenta uma nova crise, desta vez por suposta ingerência e por denúncias de irregularidades envolvendo assessores próximos. É críticado também pela falta de pulso e firmeza na condução de uma das pastas mais complexas do Executivo. Antes de anunciar a exoneração, o governador, que tem Brito como aliado desde as eleições de 2002, pretende convidá-lo para uma outra pasta. Não está descartado a hipótese de Brito vir a ser secretário de Desenvolvimento do Turismo, de Cultura ou de Esportes. O Paiaguás estuda até fundí-las, formando uma superpasta, tudo para contemplar o ex-deputado.

   Outra negociação nos bastidores seria um eventual retorno do deputado Otaviano Pivetta (PDT), ex-secretário de Desenvolvimento Rural, ao primeiro escalão. Maggi mandou até emissários na Assembléia "costurar" entendimento nesse sentido. Pivetta, porém, já adiantou que não aceita deixar a Assembléia.

   Então deputado, Carlos Brito começou o governo Maggi como secretário-chefe da Casa Civil. Depois da derrota à reeleição foi acolhido na Sejusp. Assumiu o posto em janeiro do ano passado. Neste período de um ano enfrentou várias crises. Maggi resolveu aproveitar o momento de discussão de troca de ao menos cinco secretários, dentro do que se convencionou chamar de maior reforma do staff desde que assumiu o governo estadual, para troca o comando da Justiça e Segurança Pública. Antes de pedir o cargo, Brito o entregou. Na segunda, numa solenidade, o secretário já fazia discurso de despedida.

Postar um novo comentário

Comentários (34)

  • Jean M. Van Den Haute | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É preciso parabenizar o Secretário pela coragem demonstrada nesta "Missão Impossível" sem grandes reformas ao nível da Constituição Federal.
    No turismo não vai ser muito mais fácil, mas, aí existe solução sim. No entanto, vai exigir muito trabalho, muita dedicação para impor uma cronologia certa que deveria partir da revalorização do Bairro do Porto em Cuiabá.

  • cristiano silveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Demorou, só não entendo por que o governador fica tentando dar serviço p/ ele. Blairo deve favor p/ Brito quem paga e o povo?

    Cristiano

  • Marco Vieira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    Quem não tem competência, não se estapelece. Saio tarde.

  • Ademar Adams | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Afinal qual o pecado de Carlos Brito. Não sou seu admirador, mas o problema seriam os ataques do Walter Robálo?
    Dar uma Secretaria destas para PP (Riva, Henry, etc. caterva), é algo perigoso demais para a cidadania.
    Abra o olho Blairo Maggi!

  • Marli Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Não entendo nada da herarquia militar, mas um major ser secretário, vai pegar muito mau, como ele vai chamar atenção por ex-cel. Campos Filho? O secretaria complicada. Acorda governador o caso e SEGURANÇA PÚBLICA e com isso não se brinca, por favor coloca gente do ramo e com competencia. Chega de tanto assalto, homicidios.

    Marli

  • eduardo neves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    já saiu da SEJUSP POR PROBLEMAS, E VAI SER INDICADO PARA OUTRO CARGO, NÃO TEM CABIMENTO, ISSO É UM ABSURDO, AGRADECEMOS PELA COLABORAÇÃO DELE NO GOVERNO DE BLAIRO MAGGI, MAS CHEGA!!!

  • Luis Carlos - Policial | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    G O V E R N A D O R...o senhor já viu em sua vida padre dar ordens a bispo? Como um major vai mandar em coronel?

    Pare com isso, seja realista, essa pasta precisa de gente que saiba e entenda os seus subordinados, pulso firme, homem, forte, bravo, duro, que passe confiança e respeito.

    Tá na hora de chamar o TRAVASSOS...DR.JOÃO BOSCO BARROS...UM JUIZ OU PROMOTOR...POXA VIDA...

    ACORDA!!!!!!!!

  • Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Uai, Major mandar em Coronel? Se acontecer, Essa vai ser inédita no Brasil.

    Mais uma "quebra de paradigmas" do Sr. Governador.

    Carlos Brito gerenciou uma estrutura falida, ineficiente e viciada por práticas do passado.

    Está pagando caro por tentar mudar conceitos e acabar com "esquemas" dentro da SEJUSP, principalmente na PM.

    Seja quem for o novo Secretário, vai se engolido do mesmo jeito...

    Carlos Brito é um grande Secretário, sim senhor !!!

    Pegar a bucha de canhão que ele pegou, com gente "remando contra" dentro da SEJUSP e conseguir os bons resultados que conseguiu não é pra qualquer um...

  • Dr. Paulo Rodrigues | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    senhor governador, a solução do problema da segurança pública é em colocar nesse cargo, pessoa capacitada e conhecedora do assunto. notadamente, quanto ao pulso forte pra comandá-la. Por que não convidar para assumir o então ex-secretário Dr. Benedito Corbelino, sem dúvida foi um dos melhores que ali passou. Ora, basta convidá-lo, não há iliegalidade, pois ele é membro do Ministério Público antes da CF 88.

  • Silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tempos bons foi na época do Dr. Travassos, bandidos não tinha vez, andavamos pela cidade sossegados, dormiamos com as portas abertas. Portão do inferno era a cadeira para marginais.

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

Chefe do Escritório de ROO em Cuiabá

mario marques 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, que iniciou neste mês o 3º mandato, mantém como parte da estrutura da administração um cargo de chefe do Escritório de Representação do município na Capital. E Pátio nomeou para esta...

Prefeito cria comitê pra debater modal

emanuel pinheiro 400 curtinha   Mesmo o governador Mauro Mendes já tendo anunciado que vai implantar o BRT na Região Metropolitana, em detrimento do VLT, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto) criou um comitê de análise técnica para, segundo ele, definir o modal de transporte para a região. Emanuel...

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), vai pagar uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados e que foram programados pelo ex-presidente Carlos Alberto para liberá-los no orçamento...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.