Últimas

Segunda-Feira, 10 de Março de 2008, 21h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

SEGURANÇA PÚBLICA

Brito se despede, manda recado e promete agir

Carlos Brito e Blairo Maggi, na chegada para a posse do novo secretário. Foto: Ednilson Aguiar    O ex-deputado Carlos Brito discursou por 45 minutos na solenidade de despedida da pasta da Justiça e Segurança Pública nesta segunda. Ele repassou o cargo de secretário ao delegado federal Diógenes Curado. Fez um balanço de seu trabalho e demonstrou ressentimentos. Mandou recado àqueles que o criticaram e que o “boicotaram”. “Deixo o cargo com a consciência tranquila, de um trabalho bem feito. Enfrentei fatos lamentáveis, até mesmo infortúnios pessoais”, disse Brito, logo no início de seu discurso. O ex-secretário do governo Blairo Maggi também falou em perseguição política. “Aqui enfrentei intrigas e falsidades de alguns. Pior do que inimigos são os falsos amigos”, completou, sem citar nomes.

  Brito revelou que vai aproveitar que está fora da Sejusp para tomar uma atitude de combate às críticas e às supostas perseguições. “À frente da secretaria estive impedido de emitir opiniões dado a importância do cargo que assumia. Mas agora, no momento certo, irei responder. Às demagogias responderei com trabalho. Às agressões responderei dentro do que a lei estabelece”, declarou.

    Brito não citou nomes, mas deixou nítido em seu desabafo o recado para os deputados, pré-candidatos a prefeito e apresentadores de TV,  Walter Rabello (PP) e Maksuês Leite (PP) e também para Clóvis Roberto. Eles são desperdiçaram críticas à gestão de Brito, que comandou a Sejusp por mais de um ano. O ex-parlamentar deixa o staff desgastado politicamente e até com a relação de amizade com o governador um tanto abalada. 

    Ele considera que sua nomeação foi uma quebra de paradigmas pelo fato de possuir um perfil político e não técnico, como é a expectativa. “A segurança pública não é uma atividade única de policiais. Está posto isto”, disse.

    Balanço

    Quebra de paradigma, implantação do núcleo sistêmico, aparelhamento das Polícias Civil e Militar, entrega de novos uniformes aos policiais, otimização de recursos e aumento do orçamento da pasta são algumas das ações destacadas por Brito. Segundo ele, Diógenes vai comandar uma pasta já transformada. “Lapidei uma pedra bruta e outro vai vender. Tenho a ciência que os deveres foram cumpridos. Saio com a secretaria extremamente fortalecida. Muitas necessidades já licitadas, agora é pôr em prática e gerir o que está por vir”, despediu-se Carlos Brito, sob olhar do governador Maggi. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Jocélio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vc é muito corajoso.Caminhou desde o começo ao lado de Blairo.A memória.... é curta. A minha não.
    Vamos ao teste? Quem se lembra de quem foi o Secretário de Planejamento em tempos de Julio Campos? Acho que nem o próprio se lembra.Isto é política.
    "Os meios justificam os fins". Maquiavel.Imoral, isto sim.
    Segue em frente Brito. Vc está aprendendo com seus próprios erros.Parabéns.

  • Jose Mauricio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Carlos Brito,
    Alguns que o criticaram não apresentaram propostas para resolver o problema em conjunto, infelizmente a segurança pública no Brasil é historicamente conhecida. Parabens pela sua coragem e determinação.

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...