Últimas

Quarta-Feira, 23 de Abril de 2008, 13h:54 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

ARTICULAÇÃO

Brunetto nega acordo e diz que não vai a federal

  O deputado Admir Brunetto nega que esteja usando o PT para fechar acordos com vistas a fortalecer sua eventual pré-candidatura a deputado federal em 2010. Ele classificou de invenção o conteúdo da matéria postada aqui sob o título "Brunetto usa PT, faz acordos e vislumbra Câmara". "Não existe nada disso", reagiu.

  Sobre a pré-candidatura à prefeita de Alta Floresta de sua esposa Lucimara, Brunetto observa que o nome está posto para análise e que não há imposição. Para ele, dificilmente haverá chapa pura, com candidato a prefeito e a vice do próprio PT. Observa que a tendência é de se buscar alianças e abrir espaço na majoritária para composição. Brunetto enfatiza que se o candidato petista à sucessão municipal for, por exemplo, o empresário Valdemir Lino, é natural que o partido abra a vice para indicação de partido aliado, o que tiraria sua esposa do páreo.

  Brunetto garante que não fez acordo com o colega parlamentar Otaviano Pivetta (PDT) para conduzir o PT para aliança com o candidato que o pedetista escolher com vistas a disputar a Prefeitura de Nova Mutum. O petista observa que está fazendo o contrário, ou seja, se articulando para o PT não apoiar o grupo de Pivetta, que tem o irmão Adriano Pivetta como prefeito de segundo mandato.

  O parlamentar assegura que, sequer, tem visitado Sinop para tratar de questões político-partidárias. "Não tenho participado do processo eleitoral lá (em Sinop), só vou entrar no debate quando eles se acalmarem", diz Brunetto, numa referência a brigas internas no diretório local sobre o rumo do partido na cidade-pólo do Nortão. "Vou deixar primeiro eles se definirem". Também nega que esteja articulando pré-candidatura para deputado federal.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Porque que o Dep. Brunetto se cala com referência a sua ligação com o Dep. Riva, cacique e manda chuva da AL, será que é rabo Preso? ou efeito da eleição da me$a?

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O Ministério Público entrou com nova ação para declarar a verba inconstitucional. Um dos problemas é a falta de prestação...

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...