Últimas

Terça-Feira, 14 de Abril de 2009, 07h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

RUMO A 2010

Caciques políticos afirmam não temer disputa contra Taques

 Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação
Senador Jayme Campos (DEM) e o vice-governador Silval Barbosa (PMDB), pré-candidatos ao Paiaguás, elogiam Taques, mas acham que ele terá dificuldades para fechar alianças e torcem pela desistência

  Os caciques políticos mato-grossenses não se mostram preocupados, por enquanto, com a disposição do procurador da República Pedro Taques de disputar o governo do Estado em 2010 pelo PDT. Analistas avaliam, contudo, que ele tem um perfil diferenciado e que pode influenciar e definir as eleições. Além de representar "fato novo", Taques possui credibilidade por atuar no Ministério Público Federal, uma das instituições em quem os brasileiros mais confiam. Também tem ampla aceitação da classe média por ter conseguido "mandar" para a cadeia o temido "comendador" João Arcanjo Ribeiro, além de denunciar políticos acusados de corrupção.

    Lideranças políticas regionais, por outro lado, acreditam que a candidatura de Taques não vai "decolar" pelo fato dele não ter experiência e não conhecer a realidade do Estado como velhos caciques, entre os quais o ex-governador e senador Jayme Campos (DEM), o ex-deputado e vice-governador Silval Barbosa (PMDB) e o ex-deputado e hoje prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB). Os três são pré-candidatos ao Palácio Paiaguás. Também avaliam que o PDT não tem estrutura para eleger um governador, já que a organização partidária na maioria dos municípios é fundamental na disputa.

   Silval disse ao RDNews que respeita o nome de Taques, mas que é necessário construir a candidatura dentro de um arco de alianças. "É um nome muito forte e respeitado e o PDT conta com uma estrutura muito boa, mas ele terá de trabalhar alianças porque ninguém se elege sozinho". Cauteloso, Silval comenta que Taques possui as mesmas chances de se eleger que os nomes já cogitados para a disputa. Numa insinuação de que Taques estaria mais propenso a concorrer ao Senado do que ao Paiaguás, o vice-governador menciona os nomes do presidente da Assembleia, José Riva (PP), da senadora Serys Marli (PT), do empresário Mauro Mendes (PR), do deputado federal Valtenir Pereira (PSB) e do senador Jayme Campos (DEM). "É um nome tão forte quanto o dos demais candidatos lançados neste primeiro momento pelas legendas. Mas acredito que ele (Taques) não poderá vencer a eleição sozinho", pondera Silval.

   O presidente regional do DEM, Oscar Ribeiro, também acredita que a candidatura de Taques não influenciará o cenário político do Estado, nem a pré-candidatura de Jayme. "A candidatura do Taques não muda em nada nossa avaliação, até porque só estamos focados nas candidaturas do DEM. Não temos tempo para nos preocuparmos com os outros partidos", disse. Perguntado se Jayme Campos manterá a pré-candidatura se Taques vier a entrar no páreo, Oscar disse que não acredita na possibilidade do senador recuar. "Recebemos a candidatura do Taques como mais uma alternativa de escolha para o eleitorado, mas estamos muito confiantes de que o candidato do DEM terá apelo eleitoral e musculatura suficiente para se eleger", avaliou.

   O cacique do PMDB, deputado federal Carlos Bezerra, disse que Taques é um bom nome em qualquer partido político e que chegou a convidá-lo, há dois anos, para que ingressasse no PMDB. À época, o procurador optou por permanecer no MPF. "É um nome muito forte, mas precisamos saber se ele realmente será candidato", diz Bezerra. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (33)

  • Fernando Oliveira - JORNAL A FOLHA DE SI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Faltou o Riva nessa lista...

  • MIRELA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Oi, cade o Riva? esta faltando ele nessa lista!

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meu pastor, na Igreja presbiteriana, acha que os deputados eleitos pelos evangélicos, devam ser cobrados quando os assuntos legislativos ferem as instituições cristãs.
    Não concordo o Legislador Evangélico tem que se posicionar contra qualquer projeto que fira os seus principios religiosos e o da igreja, que o elegeu, independentemente de pressões, pois existe, aqui, a presunção de que estariaestariamos dando legitimidade ao mesmos.
    O mesmo caso acontece quando se lança um nome com fraca penetração e conflito social e de justiça, como é o caso de Taques e Otaviano, portanto vou reformar a minha posição tradicional e passo a partir de agora , a dizer: VENHA Taques com o sem Otaviano e vamos ver seu desempenho nas urnas.
    É isso que é democracia.

  • Eleitor Consciente | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Riva não faz falta nenhuma....

  • Samir Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Juventude Socialista do PDT acredita que o Pedro Taques está preparado para assumir e contribuir para que o Estado de MT cresça mais ainda!!!
    Tenho certeza que a falta de experiência Política é justamente o que ele tem a seu favor!!! Pois estamos cançados da Política Tradicional, ou seja, dos Politicões ou cacicões, Coreneis da Política!!!
    Chega de Falsas Promessas e Marketing bem feitos.
    Vamos lutar pela Democracia e com Pedro Taques.

    Samir Ribeiro
    Vice-PreSidente do Diretório Municipal de Cuiabá
    Presidente da Juventude do PDT- MT

  • Juliana Tavares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Riva nesta lista ? Eu não ouvi em nenhum momento ele disser que vai sai candidato ao governo.



    Meu voto vai para Taques ou para o Juiz Federal Julier Sebastião, dois nomes de PESO DE HONRA.

  • JEDAE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • ANTONIO -22 | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    kd o mauro mendes

  • Chico Oliveiraa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fala serio ae.... quém falou que o candidato do PR é o sergio Ricardo... acorda!

  • Jose Ap. Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Está faltando o PIVETTA.

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...

PT, candidata vetada e novo ajuste

bob pt 400 curtinha   O PT em Cuiabá, comandado pelo assessor do deputado Lúdio, Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), terá de ajustar de novo a chapa proporcional, especialmente sobre candidaturas femininas em Cuiabá. Depois que foi intimado pela Justiça a completar a cota de mulheres, sob pena de indeferimento da...

MAIS LIDAS