Últimas

Terça-Feira, 06 de Novembro de 2007, 12h:58 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

LEGISLATIVO

Câmara debate rejeição de Maggi ao passe-livre

    O passe-livre, que virou polêmica na gestão Roberto França e prosseguiu com Wilson Santos, agora também provoca debate na Câmara de Cuiabá em relação ao posicionamento do governador Blairo Maggi. Ele avisou que é contra a proposta do deputado Sérgio Ricardo (PR) se instituir a gratuidade do transporte coletivo para estudante em todo o Estado. Hoje, esse benefício só é assegura em Cuiabá.

    O assunto voltou à tona na sessão desta terça. Os vereadores aproveitaram a resposta de Maggi, contrário ao projeto do passe-livre, para, de um lado, criticar e, de outro, fazer elogios à postura do governador, que alega não haver recursos para bancar o benefício. Segundo o governador, o passe-livre traria "prejuízo ao bolso do trabalhador porque custearia a gratuidade".

      Leia abaixo o que disseram os vereadores.

Edivá Alves (PSDB) - "O governador sabe que as finanças do Estado não pode encarar tamanha despesa. O passe-livre precisa ser organizado. Ele (o passe) não pode levar estudantes para Lan House, shopping. Não pode extrapolar e assim seguir a idéia de inclusão social".

Enelinda Scala (PT) - "Vou lutar junto à bancada federal para que seja criado um projeto em nível federal".

Ivan Evangelista (PPS) - "O governador está certo. Já Wilson está sendo populista, pois a Capital não tem condições de bancar o benefício. Esta Casa fez a coisa correta: vetou o uso irregular do passe-livre". Concordo com Sérgio Ricardo. O Estado deveria ter responsabilidade de bancar pelo menos o transporte da rede estadual de ensino".

Luiz Marinho (DEM) - "O prefeito patrocina a andança de alunos. Uma andança sem necessidade. Agora é hora desta Casa de Leis se unir aos estudantes e apoiar o projeto de Sérgio. É hora de pegar o dinheiro perdido com os incentivos fiscais e dar para o passe-livre. É hora de ir às ruas, já que Maggi rejeita discutir a proposta".

Francisco Vuolo (PR) - "Temos que respeitar e endurecer a posição do governo. Maggi está sendo responsável em conduzir recursos para Educação". (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Ivan Deluqui | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Agora vamos ver se o CLTP coloca cara como faz com o prefeito, ou sera que oque fazem e só questão eleitoreira do GIBRAM PT, o prefeito foi na imprensa e falou que não acaba COM O PASSE e não fai ter restrinção a horario e a linhas.Agora se o governador não tem capacidade de conduzir a educação que passe p/ o municipio horas, VAMOS a rua estudantes acabar com LA RAÇA deste butinudo.

  • agnello | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Morei em Campo Grande por quase seis anos. Meus flhos eram beneficiários do passe livre. Lá, o passe só vale para o aluno ir para a escola e voltar para a casa, nada de ficar perambulando pela cidade

  • agnello | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Morei em Campo Grande por quase seis anos. Meus flhos eram beneficiários do passe livre. Lá, o passe só vale para o aluno ir para a escola e voltar para a casa, nada de ficar perambulando pela cidade às custas do tal passe livre.

    Esse, digamos excesso de uso que existe em Cuiabá, favorece, inclusive, que adolescentes fiquem longe de casa e, muitas vezes, fazendo o que não devia.

    Acho corretissima a limitação. É justa e coerente com o objetivo central da proposta e até economicamente, já que o passe-livre, na verdade, não é livre. Alguém paga por ele. Ou é o usuário, através do aumento da tarifa, ou é o contribuinte, através de subsidios pagos pelo contribuinte.

    O que parte dos estudantes querem é realmente bagunçar. Que saudades dos bons tempos em que o movimento estudantil discutia propostas sérias e coerente!

  • Pedro Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Agora vamos ver o posicionamento do Gilbran-PT, da Verinha, do Saguas, da Enelinda, do Walter Rabelo, do Lino Rossi, do Waldebran Padinlha, do Dep. Riva, do Dep. Eliene. Esse pessoal deve sim, manisfestar-se contra o Butinudo do B. Magi, e mobilizar-se tambem na ajuda de R$ para o Passe Livre.

    E agora Gilbran Padilha, qual vai ser sua posicao.

  • Antonio Carlos Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria que os vereadores ao inves de esrarem indo contra os estudantes, levantassem os incentivos fiscais que o prefeito concede principalmente a Unic, aos empresarios do transporte coletivo entre outros que nao pagam ISSQN aos cofres do municipio. Por que será que so os estudantes tem que ser sacrificados? Será que tem alguem ganhando por fora da UNIC e das empresas de onibus?

  • Maneporrete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estudei tôda minha vida sem o tal passe-livre. Essa aberração,nada mais é que uma esmola com chapéu alheio,pois quem paga a conta,são os usuários,emprêsas e os que não tem como escapar da facada.À mim bastaria que melhorassem a renda dos trabalhadores ao invés de aumentar o número de esmolés. Em tempo;ia andando prá escola.

  • Thâmara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que é muito fácil avaliar algo que não faz parte de nosso dia a dia. É muito fácil para quem anda de mercedes, corola, caminhonetes, dizer que o passe gratuito não se faz necessário. Acredito que seja necessário uma reavaliação do projeto, pois assim como nosso amigo Agnello (veja a cima depoimento) diz, em Campo Grande os alunos utilizam o benefício somente para ir e voltar das escolas. Mas dai a cortar o direito de gratuidade dos alunos é muita coisa. Contrate mais empresas de transportes...mais funcionários...crie formas diversificadas de transporte...não sei...sua função Governador Blairo Maggi é somente essa...criar subsídios e boas condições aos munícipes do Estado.

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

Chefe do Escritório de ROO em Cuiabá

mario marques 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, que iniciou neste mês o 3º mandato, mantém como parte da estrutura da administração um cargo de chefe do Escritório de Representação do município na Capital. E Pátio nomeou para esta...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.