Últimas

Quarta-Feira, 05 de Setembro de 2007, 08h:53 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Câmara mais ou menos

     Os vereadores de Cuiabá, bem como a Câmara Municipal, têm uma avaliação de média a ruim, segundo a percepção dos cuiabanos. É o que revela estudo de percepção aplicado em Cuiabá pela KGM Pesquisas nos dias 18 a 21 de agosto, com 838 eleitores da cidade.
     Intitulado “Percepção dos Cuiabanos sobre os Vereadores de Cuiabá”, o estudo seguiu os mesmos princípios de pesquisa realizada em março deste ano pelo instituto, buscando as percepções gerais dos nossos eleitores sobre os deputados federais de Mato Grosso.
     Percepção é uma imagem que o eleitor possui sobre algo, seu feeling, uma função cerebral pela qual nós atribuímos valor a tudo, e pela qual interpretamos (percebemos mesmo) o mundo. É um sentido sensorial, portanto, uma sensação. Isto dito para se dirimir eventuais divergências sobre o que significa percepção (é um processo em constante mutação), para não ser confundida com convicção, que por sua vez é uma certeza fundamentada, estruturada.
     Sabendo-se que percepção é uma sensação e não uma certeza - logo, que pode mudar em função de diferentes estímulos -, o estudo foca a imagem subjetiva que pulula a mente dos entrevistados sobre aspectos como atribuição de um vereador, sua relação com a sociedade, sua atuação.
     É curioso notar, por exemplo, que 65% dos entrevistados não se lembraram em quem votaram para vereador na última eleição (contra 72,2% que não se lembraram em quem tinham votado para deputado federal), assim como que 41,3% dos vereadores defendem, segundo os entrevistados, seus próprios interesses (contra 48,8% sobre os deputados federais).
     Quando fizemos o estudo sobre os deputados federais, em março deste ano, estávamos a menos de seis meses das eleições que os elegeram (já os vereadores estão há dois anos e sete meses no cargo), por isso imaginávamos que o indicador de lembrança de voto dos vereadores seria infinitamente menor.
     O estudo de agora permite a conclusão de que o fato tempo não foi tão importante nessa comparação, em que pese a alegada falta de memória política dos eleitores. O que se ressalta nessa comparação é a proximidade do vereador com o eleitor. O vereador é o primeiro representante do chamado poder local. Quando se vota em um vereador, vota-se normalmente em alguém próximo, que se possa acionar em diversos tipos de caso.
     Essa aproximação pode explicar, por exemplo, dados bastante significativos do estudo sobre os vereadores, tais como 80% não se lembrarem de uma ação importante do vereador para a cidade, enquanto o número sobe para 86% sobre os deputados federais; ou mesmo de 66,7% acharem um privilégio os salários dos vereadores, contra 73,6% sobre os dos federais.
     Apesar do estudo mostrar em geral muitas negatividades consistentes sobre a Câmara e sobre os vereadores, eles ainda conseguem ser percebidos com mais positividades que os deputados federais. E esse é um dos fatores importantes para se concluir que, apesar de tantas negatividades, os legisladores municipais ainda gozam de certa credibilidade junto aos eleitores. Não estão ótimos, mas também não estão péssimos. É a isso que chamamos de “mais ou menos”. Voltaremos ao assunto pela riqueza dos dados disponíveis.

 

Kleber Lima é jornalista pós-graduado em marketing e consultor da KGM Comunicação, Marketing e Pesquisas( kleberlima@terra.com.br / www.kgmcomunicacao.com.br)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.