Últimas

Sábado, 27 de Setembro de 2008, 21h:27 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

PRIMAVERA DO LESTE

Câmara rejeita de novo contas do prefeito Viana

  A Câmara Municipal de Primavera do Leste (a 231 km de Cuiabá) reprovou as contas do prefeito Getúlio Viana (PR) referentes ao exercício de 2005, na sexta à noite. A votação foi marcada por muita tensão, tumulto e troca de acusações. Viana vinha protelando sua presença no Legislativo para responder a uma série de questionamentos sobre o balancete do primeiro ano do seu governo, contendo diversas irregularidades.

   Dos vereadores, quatro se abstiveram e quatro votaram pela reprovação. Dois parlamentares da base do prefeito não compareceram à sessão. O presidente do Legislativo, Eraldo Fortes (DEM), único candidato de oposição à sucessão municipal e que virou ameaça ao projeto de reeleição de Getúlio Viana, preferiu se abster para não ser acusado de agir com perseguição ao adversário político.

  O balancete de 2005 foi rejeitado pelo Tribunal de Contas do Estado e pelo Ministério Público que atua junto ao TCE e, posteriormente, pela Câmara Municipal. Por causa disso, o prefeito entrou na chamada "lista suja", impedindo-o de concorrer as eleições novamente. Para se tornar elegível, Viana recorreu à Justiça. Pediu revisão do processo sobre suas contas já reprovadas. Voltou-se, então, à pauta nesta sexta e, novamente, o prefeito amargou derrota a menos de 10 dias das eleições.

   Getúlio x Eraldo

   Até então, Getúlio Viana era tido como "imbatível". Agora está em apuros. Ele trouxe para o palanque nada menos que 15 partidos, sendo eles PR, PC do B, PDT, PTC, PTB, PMDB, PRP, PV, PT, PSDC, PR, PSDB, PSB, PTN, PRTB e PRB. De quebra, o prefeito republicano ainda definiu como vice o ex-adversário, médico Paulo Eromar Berch (PMDB), que disputou as eleições em 2004 contra o próprio Getúlio.

   A oposição entrou na disputa, em princípio, com o vereador Luizinho Magalhães (PP). Na véspera da convenção, o progressista resolveu "jogar a toalha" e empurrar para a briga contra Viana o presidente da Câmara, Eraldo Fortes. O bloco oposicionista conta com apoio de quatro partidos: DEM, PP, PPS e PMN. Fortes tem como vice a agricultora Neusa Chiarelo Riva (DEM).

   As maiores queixas da chapa Eraldo-Neusa é quanto à censura da imprensa local que privilegia a candidatura de Getúlio Viana o que chama de poderio econômico da turma da botina, grupo ligado ao governador Blairo Maggi e que em Primavera do Leste é representado pelo prefeito, que tem no mesmo palanque o ex-prefeito e secretário de Estado de Infra-Estrutura Vilceu Marchetti.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Marcelo Dias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Qualquer cidadão de bem desta cidade sabe que Getulio Viana é o melhor prefeito que Primavera do Leste ja teve e vai continuar mais quatro anos, ja demonstrou sua competencia e honestidade, portanto é fato qua a camara formada por heraldo fortes(candidato gasolina, diaria e dos parentes carentes), Luis Magalhães(carretas clonadas), fio baraldi (se for falar as falcatruas nao sobra espaço) esta fazendo julgamento politico das contas do prefeito, quem dera como sentenciou uma juiza dessa comarca se todos os governantes fossem como getulio, nao teriamos sanguessuga, mensaleiros e etc...............afe nao teriamos eraldo e compania..................politicos que nem profissao tem.

  • Marcelo Dias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Senhora Bortolim(eraldo fortes) vai acabar a eleiçao e nao vai dizer ao povo que vc sonha mas com fe em Deus nunca vai ser prefeito, dizer porque gastou tanta gasolina em um uno mille, tanta diaria e dou so para um irmao tres terrenos, eu ja sei que esta no sobrado quer o senhor esta fazendo mas o povo que vc esta pedindo votos derrepente nao sabe.....o SENHOR ERALDO ESQUECE QUE NA NOSSA CIDADE TEM mINISTERIO PUBLICO E DEPOIS VAI TER QUE EXPLICAR ISSO ................O POVO QUER SABER

  • Glauber | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Opa Opa Opa! O que esse indivíduo está fazendo em uma sala de aula? Pelo que sei, ele nunca foi para a escola!

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...