Últimas

Domingo, 14 de Junho de 2009, 22h:28 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

EXCLUSIVO

Caminhão da Funai capota, mata 6 índios e deixa 23 feridos

  Ronaldo Couto, de Barra do Garças
  Especial para RDNews









Com o caminhão sem freio na descida, motorista perdeu controle do volante e capotamento provoca tragédia

 Um caminhão que transportava indígenas da nação Bororo perdeu o freio pela MT-110, em Novo São Joaquim (a 450 km de Cuiabá, no Araguaia), veio a capotar e provocou a morte de 6 índios e deixou 23 feridos. A tragédia aconteceu neste domingo, por volta de 14h30, no km 16 da rodovia estadual. O acidente mobilizou as polícias Civil e Militar e a Funai. O clima é de consternação, principalmente junto à comunidade Bororo.

   O coronel Valdemir Benedito Barbosa, comandante da Polícia Militar no Araguaia, revela que os índios estavam sendo transportados na carroceria de um caminhão Mercedez Benz, HBE-8868 de Aragarças. Trata-se de um pau-de-arara" da Funai, utilizado para atender os indígenas. Numa ladeira, o motorista entrou em desespero quando percebeu a falta de freios. Não conseguiu controlar o caminhão que veio a capotar e ficou completamente destruído, principalmente a parte da cabine.

   Faleceram 5 adultos, sendo eles Raiane Bororo, Maria Goreth Bororo, Laura Bororo, Rafael Bororo e Inácia Bororo. A sexta vítima é uma criança do sexo feminino, que ainda não foi identificada. Os sobreviventes foram encaminhados por ambulâncias de Novo São Joaquim para Campinápolis, Nova Xavantina e também para o hospital regional de Barra do Garças. Os corpos serão transladados para o IML de Barra do Garças. No local do acidente, o coronel Barbosa disse que os policiais Silas, da PM e os agentes civis Haroldo e César tiveram o apoio da comunidade para socorrer os feridos.

    Barbosa destaca que os índios são sempre alertados sobre o risco de acidentes devido à precariedade dos caminhões e caminhetes utilizados por ele, mas, eles só dispõem desse tipo de transporte. Na região há diversas aldeias das comunidades Bororo e Xavante, com aproximadamente 12 mil índios. A maioria está situada em Campinápolis e Novo São Joaquim. A Funai e a Funasa foram acionadas para auxiliar no atendimento aos feridos. Em Barra do Garças, existem dois hospitais para atender os índios.

----------------------------------------------------------------------------
Veja aqui imagens das vítimas que perderam a vida com o capotamento do pau-de-arara

(Às 23h) - Funai e Funasa devem explicações sobre tragédia que tirou a vida de indígenas

  A Funai que tem a missão de estar ao lado dos povos indígenas na luta pela demarcação de suas terras e pela sua ascensão político-cultural na sociedade brasileira, e a Funasa, com a atribuição de atuar nas ações de saúde pública dos índios, promovendo a inclusão social, deveriam ser responsabilizadas, inclusive criminalmente, pela tragédia deste domingo em Novo São Joaquim. É inadimissível que esses órgãos recebam tantos recursos para fornecer estrutura e apoio logístico aos índios e não cumprem o seu papel. São constantes os protestos nas aldeias por falta de apoio.

   É condenável sobre todos os aspectos o governo federal, através da Funai, disponibilizar um caminhão pau-de-arara "todo arrebentado", ou seja, sem a devida manutenção para o serviço de transporte. Essa irresponsabilidade ceifou a vida de 6 pessoas e mais de 20 estão nos hospitais com ferimentos por causa do acidente com um caminhão desgovernado na MT-110.

   A reclamação dos índios de um modo geral é uma só: não têm do Estado brasileiro a atenção de que necessitam, sobretudo na área de saúde. Suas comunidades vivem abandonadas. Eles cobram escolas, professores, postos de saúde, hospitais, médicos e auxiliares, estradas trafegáveis, transporte, energia elétrica e incentivos agropecuários. Quase nada recebem das reivindicações. A irresponsabilidade está matando nossos indígenas. (Romilson Dourado)

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Mônica Amaral de Andrade | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E a Funasa? Qual a relação dela com o acidente? Por que ela deve explicações? Eu vi uma reportagem no MTTV 1º edição, hoje, onde é mostrado que a Funasa prestou os primeiros socorros e que está fazendo o acompanhamento da saúde das vítimas. Responder criminalmente? Por quê Romilson? Por atender aos índios?
    E o prêmio Showrnalismo 2009 vai para... Rdnews

  • BENEDITO TEIXEIRA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilsom, depois que o seu amigo juca lemos saiu da funasa o órgão virou seu saco de pancadas.
    tá com saudades do juca na funasa/
    garanto que é só vc que tem

  • Heider | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Todas as autoridades responsáveis pelos índios têm conhecimento da precariedade dos seus veículos.
    A pergunta é, até quando nossos índios serão expostos a morte por nossas autoridades? (no fundo, ninguém ta nem aí para os índios)

  • mario | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para um blog que se propoe falar de política, esta matéria, especialmente com a falta de respeito mostrando mortos, demonstra uma certa decadência

  • RONEI DUARTE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria que o RDNEWS desse o mesmo tratamento que a imprensa nacional e internacional está realizando em relação aos cadáveres das vítimas do voo da Air France deixando-os de expo-los em fotografias. Com toda certeza a nação Bororo merece maior e igual respeito e consideração nessa hora de tristeza e dor. É lamentável, que passados 509 anos de ocupação territorial e holocaustro indigena,ainda tenhamos que assistir crimes de lesa-humanidade sendo cometidos em nosso país,com seres humanos sendo transportados e acidentados como se fossem gados,tudo sob o olhar omisso das nossas autoridades.

  • Roberto Dias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pela placa do veículo, me parece que se tratava de um caminhão terceirizado. Pelo estilo do caminhão, me parece que o transporte dos indíos era realizado de forma mais do que precária.

    Logo, resta ao MPF apurar as responsabilidades na contratação do veículo e do transporte dos índios.

    Se for o caso, quanto a Funai gastava por mês com aludido aluguel?

  • Rodinei Martins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com certeza sr Mario, (comentário logo acima), o RDNews se propõe a falar de política sim, mas o sr vai me dizer que este descaso com os Índios não é falta de política de nosso governantes, irresponsabilidade total e geral com os Índios, além do mais as fotos que o sr se refere não estão na página principal, você só vair ver as fotos se clicar no ícone (veja as imagens.......), é sua opção ver as fotos ou não......

  • JL | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NA LEGISLAÇÃO DE TRANSITO EM CAMINHÃO ABERTO NÃO PODE TRANSPORTAR PESSOAS, E AI CARRO OFICIAL DO GOVERNO O QUE ACONTECE? E SE FOSSE UM QUALQUER, MAS TEM MUITO CARRO OFICIAIS Q FAZEM ESSE TIPO DE TRANSPORTE.

  • Marcio Guedes Ibrahis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria da gentileza, em respeito aos indígenas Bororo e àqueles que se incomodam com a exposição pública da desgraça alheia, principalmente de crianças vítimas, que as fotos fossem retiradas, mesmo através de links. O Brasil é sublime em idéias, mas temos muito o que aprender com os europeus (franceses) nesse pormenor.

  • mario | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Rodinei, o site tirou as fotos da página principal depis que reclamei ontem. elas estavam estampadas sem link. e mesmo com link acho falta de respeito aos mortos e familiares. índio também tem fampilia, sabia?

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...

Deputado defende cultos com até 600

sebastiao rezende 400   Num momento em que a segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus avança em MT, levando o governo a retomar medidas restritivas para evitar colapso, já que cerca de 90% das UTIs estão lotadas, o deputado Sebastião Rezende (foto), da Igreja Assembleia de Deus, teve a...

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto), que não tem a ver com o caso....

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...

MAIS LIDAS