Últimas

Segunda-Feira, 08 de Setembro de 2008, 14h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RONDONÓPOLIS

Candidatos a vice também saem à caça de voto

João Antonio, candidato a vice da chapa de Sachetti  A disputa à Prefeitura de Rondonópolis, terceiro maior colégio eleitoral do Estado, está mobilizando os candidatos a vice na busca por eleitores. O companheiro de chapa do prefeito Adilton Sachetti, João Antônio Fagundes Neto, filho do  deputado federal Wellington Fagundes, disse nesta segunda, em entrevista ao RDNews, que está preparado para o cargo público a que se propõe a ocupá-lo, apesar de alguns questionamentos sobre a pouca idade - tem 22 anos. Ele afirma que a antiga rivalidade política entre seu pai e seu atual aliado (Wellington e Sachetti já se enfrentaram nas urnas em 2004), não reflete negativamente na campanha. “Era o momento de olhar para frente, deixar as diferenças políticas de lado e pensar na população”, ressalta João Antonio.

  Ele destaca ainda que não está na disputa por acaso. “Nosso município está passando por um momento de forte alinhamento político e estamos nos ajustando para benefício dos rondonopolitanos”, explica.  João Antônio diz que está conseguindo votos e apoio e faz alusão ao presidente Lula, pelo fato do Partido dos Trabalhadores fazer parte da coligação. “Estamos com força. Temos apoio do presidente e também do governador”, avalia.

Marília Salles, companheira da chapa de Zé do Pátio  Já a candidata a vice do peemedebista Zé Carlos do pátio, ex-primeira-dama do Estado e também de Rondonópolis Marília Salles (PSDB), considera que a antiga idéia de que vice não tem relevância está totalmente equivocada. Ela que é mulher do ex-governador Rogério Salles (2002), já ocupou a presidência da extinta Fundação de Promoção Social (Prosol) e encabeçou programas de voluntariado em Rondonópolis. Reforça o seu papel na campanha de Zé do Pátio: “vim para somar e estou fazendo isso. As pessoas se lembram de mim e do trabalho que já realizei quando meu marido esteve no poder”, destaca.

  Marília Salles é vice de Pátio pela coligação “Rondonópolis para Todos” composta por 9 legendas, sendo elas PMN, PSL, PMDB, PV, PT do B, PSC, PSDB, PRB e PC do B. Já João Antônio é vice de Sachetti, da coligação denominada “Compromisso e Desenvolvimento”, que aglutina PDT, PTC, PTB, PRP, DEM, PT, PSDC, PR, PSB, PP, PHS e PRTB. (Andressa Boa Sorte)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Luiza Santiago | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Morro mas não vejo tudo kkkkkk
    Fico pasma de ver como o viceboy aprendeu rapidinho.
    Realmente é impossivel duvidar de sua capacidade de aprender rapidamente as coisas.
    Ele já sabe fazer, sem dificuldade alguma, um discursinho cheio de salamaleques elogiando o Prefeito. Prefeito este logo alí em em 2004 acusou seu paipai de Deputado dos 30%, que chegou a achar um defunto chamado laranja do Welinton e que por sua vez seu Paipai mandou 7 processos no Adilton por compra de votos.
    E vem esse aí... Viceboy recém saído dos bancos escolares, sem experiência alguma da vida com um discursinho primário querendo iludir os eleitores pintando uma situação, que deveria ser ao menos vergonhosa , como se fosse a coisa mais natural do mundo?????!!!!!!!!
    Pensa que a população esqueceu as farpas trocadas em campanha e em palanques ?????
    Como se compões uma chapa tão escabrosa desse jeito. Lembrense de Bezerra e Júlio em 98!!! Deu no que deu kkkkkk
    Socorro vem cobra das grandes aí pela frente, se o menino recém saída da maternidade política do PR já é tão cara de pau desse jeito, mete deslavadamente e subestima o povo já pensou daqui uns 4 anos?????
    ESSE MENINO VAI DAR NÓ EM GOTEIRA.
    DEUS NOS PROTEJA!!!!!!!!!!!

  • Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É muito facil nosso querido governador querer enfiar goela a baixo quem ele acha conveniente pra administrar as cidades polo do PR...Esse (VICE_BOY) como esta popularmente conhecido, que nunca pisou na rua sequer, que tomava todas por ai...Nunca foi nada nem deve ter trabalhado na vida a nao ser apenas conhecido como filho do sanguesuga WELLINGTON FAGUNDES... Agora saiu do anonimato direto pra prefeitura de rondonopolis... Onde ja se viu isso...Ahhh mas eu queria so saber dele (vice-boy) tb se o loteamento joao antonio fagundes que vai construido, no terreno do pai dele que esta no nome de lajanras se eu consigo uma casinha lah tb....rsss E agora nao aidianta vir o pessoal do saquett comentar aqui, pois nem argumento ao menos vcs tem... So sabem dizer smpre a mesma coisa...Sachett eu to com vc...sachetti é o formiguinha que trabalha, trabalha e trabalha pode ate trabalhar mas nao aplica os recursos como deveriam ser aplicados....Kd os 25% da educação que no debate ele gaguejou e nao saiu nada.. sera que ele esta contestando a seriedade do tribunal de contas do Estado????

  • izabel de oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cadê a pesquiza do jornal A tribuna? 48% pro Zé e 33% pro Adilton?

  • welinton | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pesquisa não ganha eleição. Convido todos vocês pra posse no dia 31 de dezembro do Prefeito Adilton e do vice João Antonio.

    E parem de inventar coisas seus bandos de invejosos que por um motivo ou outro não se beneficiaram do governo Adilton Sachetti, um governo transparente, não aquela administração do PMDB de muitos anos atrás, abrem os olhos meu povo.

    ADILTON SACHETTI 22.

    A FAVOR DE RONDONOPOLIS.

  • Joao Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem gente aqui que fala que nós da chapa doZé nao nos beneficiamos dom esse goerno transparente, q nao sabemos se é mesmo né..
    Entao se voce fala q agente nao se beneficiou neste governo, acho melhor voce somar com mais metade de roo..
    Ele nao faz nada pelo mais humilde..


    Me falaram que qdo ele chega em casa ele lava as maos com alcool, pq pegou na mao de pobre...

    Queremos uma roo mais justas...

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TEM QUE ACABAR COM O APADRINHAMENTO POLÍTICO, BLAIRO QUER COLOCAR A GOELA ABAIXO O ADILTON, E O FAGUNDES QUER COLOCAR O VICE BOY, SÓ QUE O POVO DE RONDONÓPOLIS NÃO É MASSA DE MANOBRA, E VAI DA A RESPOSTA NAS URNAS!!!!!!!!

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...