Últimas

Sábado, 26 de Dezembro de 2009, 10h:28 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

RUMO A 2010

Candidatos poderão fazer campanha na internet em junho

  Os pré-candidatos a senador, deputado estadual e federal, governador e presidente da República estão autorizados a fazer campanha na internet a partir de 5 de junho, um dia antes do início das campanhas nos outros meios de comunicação. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já determinou as regras para uso da internet pelos candidatos, na primeira eleição em que a rede mundial de computadores poderá ser utilizada de forma legal. Em 2008, como não havia regulamentação, a internet não foi utilizada pelos candidatos.
 
  Assim, se as pré-candidaturas de Mauro Mendes (PSB), Silval Barbosa (PMDB), Wilson Santos (PSDB) e Jayme Campos (DEM) ao governo se mantiverem, por exemplo, eles poderão fazer campanha em sites deles mesmos, dos partidos e das coligações. Os endereços eletrônicos deverão ser comunicados à Justiça Eleitoral para que possam ser fiscalizados. A resolução do TSE também estabelece que poderão ser enviadas mensagens eletrônicas para endereços cadastrados gratuitamente pelo candidato, partido ou coligação, por meio de blogs, redes sociais, sites de mensagens instantâneas e assemelhados. Entretanto, está proibida a veiculação de propaganda eleitoral paga e em sites de pessoas jurídicas e órgão e entidades públicos. Segundo as novas regras, o eleitor deve ter autonomia para se descadastrar destes sites e deixar de receber as mensagens eletrônicas em 48 horas.

  A internet é tida como um dos meios de comunicação mais eficazes porque tem dimensões imensuráveis. A regulamentação das publicidades facilita a fiscalização por parte do TRE e TSE já que em 2008 muitos questionamentos e denúncias foram feitos à Justiça Eleitoral sobre divulgações irregulares. Em Mato Grosso, os juízes do Tribunal Regional Eleitoral Yale Sabo Mendes, Vandymara Paiva Zanolo e Samir Hammoud foram escolhidos por unanimidade pelo Pleno para exercerem a função de juízes auxiliares de propaganda eleitoral - veja aqui.
 
  Todas as outras propagandas em outros veúculos só poderão ser transmitidas em 6 de julho. Os candidatos poderão ainda fazer propaganda intrapartidária nos 15 dias anteriores à indicação pelos partidos políticos.Oficialmente, as candidaturas serão postas em abril de 2010, após a realização das convenções. Enquanto isso não acontece, nos bastidores, os pré-candidatos articulam, fazem reuniões e correm o Estado para firmar alianças e viabilizar candidaturas. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Germano Souza Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Este Blog sabe muito bem que Mauro Mendes ESTÁ INELEGÍVEL, porém insiste em afirmar que ele será candidato à governador, porquê?

  • Hacker | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • marta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    vai começar a poluição eletronica...

  • Hacker | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.