Últimas

Terça-Feira, 03 de Março de 2009, 19h:03 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

EFEITO CASSAÇÃO

Candidatos são derrotados, mas ganham prefeituras

Magali Vilela de Moraes   Ao menos quatro candidatos derrotados nas urnas nas eleições do ano passado se deram bem após seus adversários vitoriosos terem sido cassados pela Justiça Eleitoral. Em General Carneiro, o eleito Juracy Rezende da Cunha foi acusado de compra de votos e teve seu diploma cassado. A segunda colocada nas urnas, Magali Vilela de Moraes, assumiu o cargo. O prefeito eleito e cassado tentou, sem êxito, aval do TRE para poder ser diplomado e empossado no cargo até o julgamento do recurso pelo próprio Tribunal. Como o pedido foi negado, Magali se mantém no cargo.

   Já em Cáceres a situação não foi muito diferente. Ricardo Henry (PP) "ganhou mas não levou" a prefeitura. Logo após o pleito de 5 de outubro quando foi reeleito, o progressista teve o registro de candidatura cassado, também por compra de votos. Assim, o caminho ficou livre para o segundo colocado nas urnas, ex-prefeito Túlio Fontes (DEM) e o seu vice Wilson Kishi (PDT).

   Em Novo Horizonte do Norte, o eleito Agenor Evangelista da Silva (DEM), que comandou o município entre os anos de 2000 e 2004, teve o registro de sua candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral, devido às contas do último ano de sua gestão, rejeitadas pela Câmara. O segundo colocado nas eleições do ano passado João Antonio de Oliveira (PMDB) foi empossado e enfrentou a ira da população - confira aqui. Agenor venceu João Antonio por uma diferença de apenas 12 votos.

   Em Barão de Melgaço, o prefeito eleito Marcelo Ribeiro foi cassado recentemente, após já estar no comando do município há dois meses. Acusado de compra de votos, abuso de poder político e econômico, corrupção visível e fraud, ele abre vaga ao segundo colocado, Antônio Ribeiro Torres (PSB).

   Em outros dois municípios também acontecem fatos curiosos. Os presidentes das Câmaras são quem comandam também os municípios. Em Araguainha, o vereador Valdenir Divino de Oliveira responde como prefeito interino no lugar do cassado Osmari César de Azevedo. Deve permanecer no cargo até que a Justiça Eleitoral marque a data das novas eleições. Em Nova olímpia o fato se repete. Lá, Ari Cândido Batista foi eleito presidente da Câmara, mas assumiu a prefeitura após a cassação de Francisco Soares Medeiros. (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • admil | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Já era em tempo da velha tatica politica de botina acabar-se, o povo já não está mais de cara pintada, mas já fica rubro quando descobre que foi labiado por politicos desonesto e sem escrupolo, mas o que me deixa preocupado é a lentidão da justiça para com o chek mate, afinal a propria lei ainda dá meio de escape para recorrer, mas finalmente ainda tem homens idealista e honesto que cumpre e faz cumprir como o juiz modesto, renova-se uma nova esperança de um pais livre da corrupção.

  • Germando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tenho muita duvida sobre os dois nomes envolvidos em General Carneiro ... pelo que sei os dois são farinha do mesmo saco ... pura pegadinha no povão ...

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens a justiça dos Homens, tarda mas não falha, corrupto tem que pagar mesmo por seus erros.. Parabens General Carneiro voces agora tem a Prefeita que merecem e ela ja esta mostrando que vai ser a Prefeita que General Carneiro nunca teve, prova e o que ja esta melhorando ta faltando agora e melhorar o quadro de vereadores pois ainda tem vereador ali que tem que vazar não faz nada, não projeta nada...RECADO a População...Gente o Prefeito e para trabalhar para o Municipio não e para atender pedidos particulares não o povo que gosta de pedi parece sigano o Tempo do Aquino ja passou e não volta mas...Graças a Deus !

  • Bráulio lelis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso é uma vergonha, empossar a segunda colocada, pois o nome já fala segundo colocado, sendo que a Srª Maguali Vilela foi a maior compradora de votos em General Carneiro nestas eleições. Para ser prefeito em GC não é preciso ganhar com a maioria do voto popular e sim ter padrinhos com influençia no estado, sinto vergonha do que acontece nas eleições em GC, o povo + uma vez escolheu, mas quem decediu foram os coronéis do estado.

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

4 com as maiores chances ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   Todos os principais candidatos ao Senado, na suplementar de 15 de novembro, para eleger quem ocupará a cadeira da cassada Selma Arruda, estão trabalhando com tracking eleitoral, metodologia que consiste, basicamente, em realizar pesquisas de intenção de voto por telefone de forma...

Polarização entre Gustavo e os Maia

gustavo mello 400 curtinha   Em Alto Araguaia, três disputam a prefeitura, mas a briga eleitoral está mesmo polarizada entre o prefeito Gustavo Melo (foto), do PSB, e Martha Maia (PP), irmã do ex-prefeito por quatro vezes Maia Neto. Júnior da Farmácia (PSL) corre por fora, mas sem chance de êxito nas urnas....