Últimas

Domingo, 15 de Junho de 2008, 10h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

CÂMARA DE CUIABÁ

Capital tem 400 candidatos à briga por 19 vagas


Número de cadeiras de vereador por Cuiabá permanece em 19

  As primeiras projeções nesta fase de pré-campanha eleitoral apontam que Cuiabá terá cerca de 400 candidatos a vereador, uma média de 21 por vaga. Em 2004, foram 358 concorrentes às 19 cadeiras no legislativo cuiabano. Cada vereador ganha hoje R$ 7,5 mil. Tem direito a mais R$ 4 mil de verba indenizatória, a 14 assessores e a outros privilégios. A Câmara, que recebe um duodécimo de R$ 1,6 milhão e tem mais de 600 servidores, realiza somente 2 sessões por semana.

  Outra situação que contribuirá para um maior acirramento na disputa a vereador é o fato de não haver aumento do número de vagas, de 19 para 25, como chegou-se a projetar. Ocorre que havia expectativa da entrada em vigor da PEC 333, de 2004, que resulta na elevação da quantidade de vagas nos legislativos municipais. Em apenas uma semana no mês passado, a Proposta de Emenda Constitucional foi aprovada nas 2 votações na Câmara Federal. O problema é que agora o Senado posterga a sua apreciação. Se não aprová-la até o final deste mês, não será possível "mexer" na composição das câmaras.

  • Cada vaga na Câmara exigirá coeficiente de 15 mil votos
  • Pré-candidatos já montam as estratégias rumo ao pleito

      Diante do número elevado de pré-candidatos a vereador e da estratégia de alguns de preparar um bom caixa para a campanha, o coeficiente eleitoral deve subir para 15 mil votos, considerando o universo de 360 mil eleitores, com perspectiva de chegar a 280 mil votos válidos. Dessa forma, cada candidato só se elegerá se seu partido ou coligação atingir esse montante de voto para cada cadeira conquistada. No último pleito, em 2004, o coeficiente foi de 14.645 votos.

      Estratégias

      Para fugir do tradicional e pregar "o diferente" em suas mensagens em busca do voto, os pré-candidatos montam estratégias. O acadêmico de Direito, Pedro Calazans, por exemplo, integra a nova safra de jovens que sonham com uma cadeira de vereador pela Capital. Ele tem 22 anos e está filiado ao PTB que, curiosamente, é uma das siglas mais antigas do país. Foi fundada em 1945 (há 63 anos).

      O pré-candidato petebista conta que faz trabalho social desde os 15 anos, quando atuou na Juventude Demolay. A Ordem DeMolay é a maior organização fraternal juvenil do mundo, de fins filosóficos e filantrópicos, na qual só podem ingressar jovens de idade entre 13 e 21 anos. O nome de Pedro Calazans não figura na lista dos pesquisas de intenção de voto. Ele acha, porém, que sua mensagem será o diferencial. Não vai pedir mais segurança, saúde, educação e habitação, coisa de quase todos fazem durante a campanha. Seu lema é um só: o social, em que pese estar vinculado aos demais setores.


    Pedro Calazans (PTB), da ala jovem, figura na lista dos aproximadamente 400 candidatos que estão de olho na Câmara

  • Postar um novo comentário

    Comentários (8)

    • jacira amaral | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
      0
      0

      Romilson, cuidado se nao seu site vai ficar igualzinho ao papo político do joão Batista.

    • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
      0
      0

      Concordo com o comentário (Frase) do MM. Dr. Leonidas,realmente, o eleitor sem vergonha, vende o voto e depois reclama do político!

      Mas tambem vamos admitir: O Político fingiu que prestava contas e a justiça eleitoral fingia que acreditava!!

    • Roberto Dias Amorim | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
      0
      0

      Estamos vivendo Crises , Ideologicas, Morais, e Éticas. Aprendiamos nas Escolas,hoje a educação decadente, faz com que percamos o Senso Crítico, tínhamos debates colorosos em cima de estudos e teses. O que se vê neste momento, é a fálacia do aprendizado, Pseudos Professores e Escolas não Educam não Ensinam e acima de tudo Prostam como Professores sabedores da Politicagem, na ensensatez medida em títulos da mediocridade em propagar em ensino Cronologico decorativo, preparando não Cidadãos, mas, Máquinas preparadas para o processo seletivo e concluso na sabedoria da maladragem e saganagem do interesse grupesco e o povo que se dane.Sou candidato a vereador por Minha Cuiabá pelo PSDB, tenho Luta, e passado em aprendizado Ideologico e de resistencia contra o que tá posto neste momento, ou seja, ASSISTENCIALISMO ELEITOREIRO, ex; Apadrinhamento político que considero o sarceamento politico aonde atraves de contratos em orgão publico possamos ganhar votos, ou mesmo usar maquina administrativa para beneficio proprio, Candidatos como eu existe vários que resiste sem padrinhos ou sem benecias do poder publico como sei e sabemos que esta posto, para nos cuiabanos.MINISTERIO PUBLICO, BATA DURO NESSES FARISEUS DO PODER.

    • Marcel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
      0
      0

      Jovem como o Pedro Calazans
      que precisamos na política de hoje.....
      Renovação já!

    • Ruth | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
      0
      0

      PRECISAMOS RENOVAR, MAS COM RESPONSABLIDADE.
      PARA SER VEREADOR DE UMA CAPITAL O MINIMO QUE SE ESPERA É QUE O CANDIDATO TENHA É E X P E R I E N C I A , AGORA EU ME PERGUNTO: SERÁ QUE AINDA VAMOS TER UMA LUZ NO FUNDO DO TUNEL? POXA, ATÉ AGORA EU NÃO VI NENHUMA REPORTAGEM COM UM CANDIDATO QUE MEREÇA O EMU VOTO. SERÁ QUE DEVO TER ESPERANÇA?
      SÓ CANDIDATOS INESPERIENTES OU CANDIDATOS DO TIPO COBRA CRIADA....

    • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
      0
      0

      Romilson,

      Parabenizo o blog pelas brilhantes matérias, mas algumas cheiram mal!

      Nesse caso, parece algo podre no ar!

      Isso é sem duvidas propaganda eleitoral.

      Não conheço o Pedro, não sei filho de quem é.
      Nem quem o protege.

    • Gustavo Kunert | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
      0
      0

      Romilson,

      Parece que você anda privilegiando alguns candidatos, como por exemplo o Sr. Pedro Calazans (PTB) (da materia em referencia); se for falar de um candidato tem que falar de todos, ou então é jornalismo marrom, propaganda eleitoral extemporânea.

    • Joao Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
      0
      0



      Pedro Calazans, não se preocupe com os comentários que alguns colocaram ou colocarão aqui. Conheço você e sua família há anos, sei que é uma pessoa que valoriza o ser humano sem distinção de cor, raça ou religião. Vá em frente. Avitória aguarda você.

    PT na oposição independente do eleito

    edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

    Secretário não consegue eleger Fred

    fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

    Deputado agora pula de palanque

    elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

    Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

    coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

    Uma perna no muro e dicas indiretas

    eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

    Nezinho, nova derrota e aposentadoria

    nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

    MAIS LIDAS