Últimas

Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2008, 09h:28 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

JUDICIÁRIO

Carlos Alberto é o novo desembargador do TJ

  Começa neste instante a sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça que escolherá quem vai substituir o desembargador Ernani Vieira, que se aposentou em novembro do ano passado. O presidente do TJ, desembargador Paulo Lessa, propôs que, primeiro, todos os colegas registrassem os votos em cédulas e as entregassem para, depois, fazerem, a sustentação oral. Alega que, numa votação direta o posicionamento dos magistrados mais antigos poderia influenciar o voto dos "novatos".

   O desembargador Rubens de Oliveira contesta. Para ele, o voto poderia ser anunciado junto com o registro em cédula. A discussão prossegue. A promoção é por merecimento. Dezenove juizes de entrância especial estão inscritos.

(Às 9h38) - Votação é aberta; Lessa escolhe Clarice

   Após alguns minutos de debate, a maioria dos 18 desembargadores aprovou a proposta de votação direta, sem a necessidade de primeiro apresentar os votos nas cédulas, para depois, num segundo, fazer a sustentação oral. O próprio presidente do TJ, Paulo Lessa, já anunciou seu voto. É para a juíza Clarice Claudino da Silva. Segundo ele, a magistrada tem capacidade para ocupar a cadeira de desembargadora. Para Lessa, Clarice se dedica à magistratura e é estudiosa. Cada membro do Órgão Especial vota em três. Lessa apresentou como segunda opção o voto para Carlos Alberto da Rocha. Já o seu terceiro voto foi para Graciema Ribeiro Caravellas.

(Às 10h) - Pereira escolhe Graciema, Marilsen e Erotides

  O desembargador Benedito Pereira do Nascimento deu seu primeiro voto para a juíza Graciema Ribeiro Caravellas. Sua segunda opção foi para Marilsen Adário, enquanto o terceiro voto ficou para Maria Erotides.

(Às 10h19) - Shelma dá seu 1º voto para Graciema

   A desembargadora Shelma Lombardi de Kato, segunda mulher entre os atuais 29 desembargadores do TJ, anunciou seu primeiro voto para Graciema. O segundo foi para o juiz Rondon Bassil Dower Filho, aquele que recentemente mandou "prender" 3 jornalistas durante uma audiência. O terceiro voto de Shelma foi para José Zuquim.

(Às 10h22) - Leônidas opta por Carlos Aberto

   Leônidas Duarte Monteiro apresentou seu primeiro voto para o juiz Carlos Alberto da Rocha, que já atua como desembargador-pinguim no TJ. O segundo voto foi para Clarice Claudino e, o terceiro, para José Zuquim.

(Às 10h27) - Graciema Caravellas está na frente

   Por enquanto, considerando os votos dos quatro primeiros desembargadores do Órgão Especial, a juíza Graciema Ribeiro de Caravellas passa a liderar a preferência, apesar da disputa "apertada". Ela está com 3 votos. Em seguida vem três juizes, cada um com três votos: Clarice Claudino, Carlos Alberto da Rocha e José Zuquim. Carlos Alberto tem a vantagem porque seu nome já fez parte de duas listas tríplices. Se, ao final, ficar entre os três mais votados, será promovido a desembargador.

(Às 10h40) - Ferreira Leite dá voto para Gerson Paes

  O desembargador José Ferreira Leite creditou o seu primeiro voto para o juiz Gerson Ferreira Paes. O segundo foi para Sebastião Barbosa Farias e, o terceiro, para o juiz José Zuquim.

(Às 10h43) - Jurandir defende nomeação de Zuquim

   Ex-presidente do Tribunal de Justiça, o desembargador José Jurandir de Lima votou prioritariamente em José Zuquim. A juíza Clarice obteve o segundo voto de Jurandir. O terceiro voto foi para Carlos Alberto.

(Às 10h50) - 2 desembargadores faltam à sessão

  Dos 18 desembargadores que fazem parte do Órgão Especial do Tribunal de Justiça, dois estão ausentes na sessão desta segunda (11): Licínio Carpinelli e Antônio Bitar. Prossegue a sessão que escolherá um novo membro do Pleno do TJ. O clima é de expectativa.

(Às 11h55) - Munir Feguri escolhe Clarice

   O desembargador Munir Feguri, o próximo a se aposentar neste semestre, votou em Clarice Claudino. O seu segundo voto foi para Marilsen Adário. O terceiro voto ficou com Carlos Alberto.

(Às 11h58) - Díocles também vota em Clarice

  Assim como Feguri, o magistrado Díocles Figueiredo deu seu voto para a juíza Clarice. O segundo foi para Marilsen e, o terceiro, para Graciema.

(Às 11h02) - Tadeu Cury prefere voto em Carlos Alberto

  O desembargador José Tadeu Cury deu seu primeiro voto para Carlos Alberto. O segundo escolhido foi Clarice Claudino e, o terceiro, Marilsen.

(Às 11h05) - Mariano Travassos vota em Clarice

   Mariano Travassos acaba de anunciar seu primeiro voto para Claricev Claudino da Silva. O seu segundo voto foi para Graciema Caravellas. Já para a terceira opção de voto ele escolheu José Zuquim.

(Às 11h10) - Juíza Clarice agora lidera com 7 pontos

   Até agora votaram 10 dos 16 desembargadores presentes à sessão do Órgão Especial. O placar aponta vantagem da juíza Clarice Claudino da Silva. Ele acumula sete votos. Três vêm em seguida com 5 votos cada: Graciema, Carlos Alberto e Zuquim.

(Às 11h20) - Perri dá o 1º voto para Carlos Alberto

   O desembargador Orlando Perri deu seu primeiro voto para Carlos Alberto. O segundo  foi para Graciema e, o terceiro, à juíza Clarice, que amplia a vantagem e está com oito votos no total até agora.

(Às 11h28) - Jurandir credita mais 1 voto para Alberto

   Jurandir Florêncio de Castilho deu seu primeiro voto para Carlos Alberto. O segundo foi para Graciema e, o terceiro, à Clarice.

(Às 11h33) - Rubens de Oliveira opta por Marilsen

   Rubens de Oliveira, que bateu duro para a votação ser aberta, votou em Marilsen. Depois, creditou o segundo voto para José Zuquim e, por fim, optou por Carlos Alberto.

(Às 11h34) - Ojeda vota em Carlos Alberto

   O desembargador Donato Fortunato Ojeda deu o primeiro voto para Carlos Alberto, depois para Zuquim e, o terceiro, para Clarice.

(Às 11h36) - José Silvério escolhe Marilsen

  José Silvério, que acumula a presidência do Tribunal Regional Eleitoral, deu seu primeiro voto para Marilsen. O segundo foi para Clarice e, o terceiro, José Zuquim. 

(Às 11h40) - Carlos Alberto é o novo desembargador

  Três juízes obtiveram 11 votos cada, mas a vantagem ficou com Carlos Alberto, escolhido novo desembargador nesta segunda, em votação concorrida, tensa e marcada por muita expectativa. Tanto Carlos Alberto quanto os juizes Clarice Claudino e José Zuquim obtiveram os 11 votos cada numa eleição decidida por 16 membros do Órgão Especial presentes à sessão. Faltarma dois. O novo desembargador Carlos Alberto tem 14 anos de magistratura. Já vem atuando como desembargador-pinguim. Segundo o presidente do TJ, Paulo Lessa, Alberto foi promovido, mesmo diante da situação de empate na votação, porque seu nome fez parte, pela terceira vez, na lista tríplice. Por pouco, a vaga ficaria com Zuquim, que tem 15 anos de magistratura. Ele foi "derrotado" por Carlos Alberto devido este ter figurado nas listas de mais votados.

(Às 13h14) - 9 dos 18 inscritos obtêm votos

   De 18 concorrentes à cadeira de desembargador, apenas 9 tiveram voto na sessão do Órgão Especial desta segunda. Os juizes Maria Erothides Kneip, Gerson Ferreira Paes e Rondon Bassil receberam um voto cada. A Graciema Ribeiro Caravellas foi a quarta mais votada, com 7 votos.

          Como ficou a votação:

  • Clarice Claudino da Silva - 11
  • José Zuquim - 11
  • Carlos Alberto da Rocha - 11
  • Graciema Ribeiro Caravellas - 7
  • Marilsen Andrade Adário - 6
  • Sebastião Barbosa - 2
  • Gerson Ferreira Paes - 1
  • Maria Erothides Kneip - 1
  • Rondon Bassil - 1


Carlos Alberto da Rocha, novo desembargador, é cumprimentado por Paulo Lessa

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Reginamar Isméria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A melhor opção a meu ver, seria a Dra Marílsen

  • Vanice | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eh um absordo observar que dentre 29 desembargadores de MT apenas 2 2 são mulheres, que sociedade machista. Temos várias mulheres cazes de assumir o cargo e porque será que selas não são chamadas? E ai Dra Shelma onde fica a sua força de mulher juntamente com a des. marioa helena.

  • João Emanuel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Dra. Clarisse de fato será uma ótima opção.

    Parabéns o rdnews pela notícia em tempo real!

    João Emanuel

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Dr. Carlos Alberto é um homem íntegro, de notável saber jurídico, dedicado à Magistratura e certamente seria um dia Desembargador. Mas, mesmo considerando as suas inquestionáveis qualidades de Magistrado, ouso discordar de sua promoção (não que não a mereça, ao contrário) exatamente por considerá-la ainda muito precoce, em detrimento a outros Magistrados que, há muito mais tempo, militam exemplarmente nas lides judiciárias, a exemplo das Doutoras Graciema e Erotildes. Percebo nestas duas juízas exemplos também de infindável e comovente dedicação à Justiça Pública do Estado de Mato Grosso, com dedicação integração a esse nobilitante ofício, que é a distribuição justa e equânime da Justiça; pela Justiça e pela sociedade essas jovens senhoras - Doutoras Maria Erotildes e Graciema Ribeiro - embranqueceram os cabelos, dedicaram-se ininterruptamente ao trabalho, esqueceram até mesmo um pouquinho à família para que pudessem aplicar a Justiça com mais celeridade; semearam respeito por elas e pela Justiça Pública, enobreceram o nome do Poder Judiciário, tornaram-se figuras respeitáveis e respeitadas, contribuiram para o engrandecimento dos municípios e comarcas em que atuaram;dedicaram-se afetivamente à aplicação da Justiça; souberam diferenciar os pobres e oprimidos dos ricos e arrogantes; os honestos dos bandidos. Enfim, souberam e sempre foram Magistradas na acepção viva da Palavra. E, ao que me consta, são bem mais antigas no cargo que o Dr. Carlos Alberto. Portanto, até por uma questão de Justiça na própria Justiça, uma das duas - ou Dutora Maria Erotildes ou Doutora Graciema Ribeiro - deveria sim ser a próxima Desembargadora de nosso Tribunal, hoje tão machista e carente de mais mulheres, além das que já ali se encontram, com a estatura moral e saber jurídico das duas Magistradas

  • Alex Vieira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O novo Desembargador Carlos Alberto tem todos os predicados reunidos para desempenhar um excelente trabalho a frente do TJ , se mostra maduro e alem de tudo, integro.Parabéns ao tb ao TJ de Mato Grosso, pelo exemplo maioral de Democracia, a votação ocorreu de forma transparente, cada voto anunciado de forma aberta, a sociedade só ganha com estas atitudes!!!!.

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Romoaldo, prescrição e elegibilidade

romoaldo junior 400 curtinha   Assim como Wilson Santos, o deputado Romoaldo Júnior (foto) assegura que hoje também está elegível porque uma condenação de dois anos e três meses de prisão, inclusive com perda do mandato, acabou prescrita. Ele disse que ainda não sabe se disputará...

Juca quer ex-deputado no Gabinete

roberto nunes 400   O presidente do Legislativo cuiabano, vereador Juca do Guaraná, disse que irá convidar o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Roberto Nunes (foto) para assumir a Chefia de Gabinete da Presidência. Enfatiza que Roberto é bem articulado politicamente, tem habilidade e experiência e,...

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.