Últimas

Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2009, 15h:27 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

VARIEDADES

Carta Aberta à Sociedade - A Unemat é do Povo Mato-grossense

   Estamos todos perplexos diante do escândalo que se tornou o maior concurso público da história do país. Perplexos e indignados com a forma como a UNEMAT vem sendo tratada, tanto pelo Governo do Estado quanto pela Reitoria. O concurso reflete o grau de irresponsabilidade dos agentes públicos no comando, tanto do Governo quanto da Universidade. Mas não reflete a sociedade mato-grossense, nem a comunidade da UNEMAT. A UNEMAT não é um problema. É uma instituição que tem oferecido, a milhares de jovens do interior, a oportunidade de acesso ao ensino superior público. São 15 mil alunos para quase mil professores e 450 técnicos, aproximadamente. Desde os anos 80, a UNEMAT tem sido a grande responsável pela formação de professores no Estado, contribuindo para que Mato Grosso tivesse hoje a quase totalidade de professores graduados na rede pública. Por esforço de seu quadro docente, conta com quatro programas de mestrado institucional e inúmeros outros em parceria com renomadas instituições de ensino superior do Brasil.
   Além disso, a UNEMAT como instituição multi-campi está presente em todas as regiões do Estado do Mato Grosso e, potencialmente, tem todas as condições de produzir conhecimento que atenda questões de relevância social.
   Apesar disso, a média de gasto por aluno é de cerca de R$ 700,00/ano (setecentos reais por ano), enquanto a média das universidades públicas brasileiras gira em torno de R$ 8.000,00/ano (oito mil reais por ano)! De fato, não é surpresa que as condições estruturais da UNEMAT não sejam adequadas. E não o são porque o governo tem tratado a nossa universidade com descaso. É somente quando há risco de desgaste político ao Governo que a UNEMAT se torna pauta da agenda governamental ou quando há interesses de atender clientelas políticas, oferecendo cursos sem planejamento e sem garantia de financiamento.
   Há tempos que a comunidade acadêmica, através das entidades representativas de professores e estudantes, tem denunciado às autoridades a forma temerária e irresponsável como vem sendo gerida a Universidade. Tantas são as denúncias feitas sobre o caráter nefasto que, por exemplo, a FAESP tem adquirido no interior da UNEMAT. Os desrespeitos constantes da reitoria às decisões de instâncias superiores, a forma atabalhoada como tem sido conduzidas questões importantes, como a própria implementação do Plano de Carreira dos Professores, as denúncias de corrupção. Tudo isso é prova mais que suficiente da incapacidade da direção da UNEMAT de conduzir um concurso público da magnitude deste que pretendeu fazer. O Governo foi avisado, reiteradas vezes. Mas preferiu ignorar os fatos. Preferiu acreditar na tese de que não tem responsabilidade sobre os desmandos e desorganização interna da UNEMAT. Preferiu acordos com a reitoria para  projetos eleitorais. Pagou caro por isso!
   Nós, que somos parte da comunidade da UNEMAT, representantes da sociedade organizada e não de sua direção, não vamos aceitar que a responsabilidade sobre o vexame do concurso recaia sobre a Universidade. A responsabilidade é de quem, com o poder e dever de governar para todos, tratou a Universidade como um “incômodo problema” e, sem políticas para o setor de ensino superior, preferiu “lavar as mãos”.
   Não aceitamos que a comunidade acadêmica inteira seja julgada a partir das práticas clientelistas e irresponsáveis de sua direção, práticas estas que temos combatido diuturnamente no interior da Universidade e fora dela.
   O fiasco do concurso público não depõe contra a Universidade. Revela sim a insustentabilidade de uma gestão incompetente, sem direção e autoritária que, por isso mesmo, conduziu o concurso da mesma forma como vem conduzindo a Universidade.  Exigimos que os entes públicos (Executivo, Legislativo, Judiciário) assumam a responsabilidade sobre esta Instituição que é pública: exigindo cumprimento das regras institucionais e respeito às decisões dos colegiados superiores. Enfim, respeito às leis que regem toda e qualquer administração pública que a direção da UNEMAT parece desconhecer!
   Não admitimos mais uma Universidade amordaçada! A UNEMAT é de todos nós mato-grossenses, exigimos respeito!

   Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (ADUNEMAT), Diretório Central dos Estudantes Paulo Freire (DCE-UNEMAT-Cáceres), Diretório Central dos Estudantes Édson Luis (DCE-UNEMAT-Sinop), Sindicato dos Trabalhadores da Ensino Pública de Mato Grosso (SINTEP-MT), Central Única dos Trabalhadores - CUT/MT, Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT), Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (ADUFMAT), Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior - ANDES-SN Regional Pantanal.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Colíder com 2 candidatos desgastados

jaiminho 400 curtinha   Em Colíder, duas figuras bastante desgastadas politicamente estão na disputa pelo Executivo, sendo o prefeito Noboru Tomiyoshi, que fechou aliança com apenas três partidos (DEM, PSD e SD), e o ex-prefeito Jaime Marques (foto), que concorre pelo PSC numa coligação que agrega DEM e...

PP com 25 a vereador projeta 3 vagas

orivaldo da farmacia 400 curtinha   O PP, da base aliada do prefeito Emanuel, conta com 25 candidatos a vereador pela Capital. Deve conquistar entre duas e três vagas. Os principais concorrentes são os já vereadores Orivaldo da Farmácia (foto), Marcrean Santos e Luis Cláudio, além do ex-vereador...

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...