Últimas

Quinta-Feira, 24 de Maio de 2007, 07h:08 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

PESQUISA MARK

Casal Schineider é a principal ameaça ao prefeito

     A principal ameaça à reeleição do prefeito de Sapezal (a 473 km de Cuiabá), João César Borges Maggi, é a família Schineider, ou com o ex-prefeito Aldir ou com a ex-primeira-dama Elaine Maria Schineider, a Preta. Se a disputa pelo comando do município acontecesse hoje entre Maggi e Elaine, o prefeito garantiria um novo mandato com 52,4% das intenções de voto. A pré-candidata do PSDB teria 25,9%. Os indecisos somam 15%, conforme revela a pesquisa Mark, feita no início desta semana.

   Já se o confronto fosse entre o prefeito e o seu antecessor Schineider, César Maggi, de novo, ganharia. Chegaria a 53,1%. O tucano ficaria com 23,1% dos votos (quadro 14).

   De todo modo, em todas as simulações realizadas pelo instituto, o prefeito figura em primeiro lugar. Num confronto com o médico Roberto Neiva de Figueiredo (PT), por exemplo, Maggi seria reconduzido à prefeitura com respaldo de 54,4% do eleitorado, enquanto o petista obteria 15,6% (quadro 11).

    Contra o engenheiro agrônomo Paulo Adriano Seno, uma das opções de candidatura do PMDB, o prefeito teria uma vantagem "elástica": 57,1% a 8,8% (simulação 12). Se a disputa fosse contra o comerciante Jorge Basei Vilage, também do PMDB, César Maggi ganharia com 56,5% contra 8,8% (quadro 15).

   Caso o seu único adversário nas urnas fosse o pré-candidato do PSB, o comerciante Horácio Cardoso, César Maggi ganharia com 57,1%. Horácio obteria somente 11,6% dos votos (estimulada 16), segundo detecta a Mark Instituto de Pesquisa e Opinião, propriedade dos empresário Marco Polo de Freitas, o Popo, e Bárbara Helena Pinheiro.

    Entre Maggi e Paulo Sachetti, pré-candidato do Democratas, o primeiro sairia vitorioso das urnas com 53,1%. Sachetti ficaria com 15%. Nesse caso, o universo de indecisos chega a 21,1% (quadro 17).

   Numa outra simulação (quadro 18), entre dois Maggi, o prefeito João César Maggi e o primo Fernando Maggi, irmão de Eraí, o prefeito teria uma larga vantagem. César Maggi seria reeleito com 54,4%, enquanto Fernando ficaria com 13,6%.

    Contra a atual secretária-adjunta de Ciência e Tecnologia do governo Maggi, Ilma Grisoste Barbosa (PR), o prefeito também impõe uma frente ampla. No confronto, ele atingira a 57,1% das intenções de voto, ao passo que Ilma ficaria com apenas 8,2%. O percentual de indecisos seria de 22,4%.

   Com Augustinho

   Entre as várias simulações, a Mark confrontou o desempenho eleitoral de José Guarino, que já concorreu a prefeito em 2004, e o atual secretário estadual de Saúde, Augustinho Moro. Nesse caso, Guarino venceria com 40,1%, enquanto Augustinho "abocanharia" 17,7% dos votos (quadro 20).

   Contra o médico e vereador Roberto de Figueiredo, Augustinho Moro levaria uma pequena vantagem, conforme revela a Mark, no quadro 21. O secretário de Saúde ficaria com 18,4%, enquanto o petista teria 17%, uma condição de empate técnico, já que a margem de erro é de 3% para mais ou para menos.

    Augustinho imporia hoje uma larga vantagem se, na corrida à sucessão em Sapezal, tivesse como único adversário o engenheiro Paulo Adriano, do PMDB. O secretário ficaria com 22,4% dos votos, enquanto o peemedebista teria 9,5%. Com os dois no páreo, o percentual de indecisos é de 51,7%, enquanto 16,3% disseram que votariam em branco ou anulariam o voto.

   Tanto numa disputa contra Paulo Sachetti quanto com Elaine Schineider, Augustinho Moro levaria desvantagem. Contra Sachetti, o secretário do governador Blairo Maggi teria 16,3%, enquanto o pré-candidato do DEM ficaria com 26,5%. Já no confronto com Elaine, esta ganharia por 45,6% a 14,3%. Aldir Schineider impõe hoje uma frente de 25 pontos percentuais sobre Augustinho (41,5% a 16,3%).

    O secretário também perderia para César Maggi, numa desvantagem de 28,5 pontos percentuais (quadro 26). Em princípio, Augustinho Moro chegou a demonstrar interesse pela disputa eleitoral, mas já descartou essa possibilidade. Apóia a reeleição de César Maggi.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Joelma | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    olha eu acho muito cedo ainda para o prefeito se deispor a uma reeleicao pois acho que ele pode ser um bom administrador sim isso nao tenho duvidas mas o povo a grande massa da populacao o tem como um politico nao muito ( simpatico ) nao deveria ser assim mas sabemos que no Brasil de uma forma geral isso conta muito
    grata
    Joelma

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...