Últimas

Quinta-Feira, 07 de Maio de 2009, 14h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

CRÍTICAS

“Cassação por infidelidade foi um estupro”, dispara Riva

   O presidente da Assembleia, José Riva (PP), não poupou críticas ao Congresso Nacional e "rasgou o verbo" ao declarar que cassação por infidelidade partidária foi um “estupro” em virtude da falta de uma reforma política, que até hoje ainda tramita na Câmara e no Senado Federal.“Os vereadores só foram cassados porque o Congresso Nacional não legislou. Foi a falta de uma reforma política. Mais uma vez, o vereador foi usado com bode expiatório”, lamenta o deputado nesta quinta (7), durante abertura do 1º Congresso de Vereadores de Mato Grosso, no Centro de Eventos do Pantanal.

   O parlamentar salienta que para que a matéria seja analisada pelo Congresso é preciso “pressão” por parte dos vereadores. “Uma mudança radical no Congresso aconteceria com a mobilização ampla dos vereadores, que têm a força”, afirma. Com um discurso de pré-candidato ao Senado, Riva ainda se mostrou a favor do projeto de lei que aumenta o número de vereadores. Mas pondera ser necessário também que seja viabilizado um adicional no valor dos recursos públicos destinados aos parlamentares do município. Defendeu ainda o fim das emendas parlamentares e a criação de um fundo de apoio ao município. “Assim, o prefeito precisa assinar convênios uma única vez e os repasse seriam feito de forma isonômica para que todos os municípios sejam contemplados, reduzindo as desigualdades entre as regiões do Estado. Com isso, acabaremos com a politicagem”, destaca José Riva, apontando que 80% dos municípios, por exemplo, não tem estradas.

   2010
 
   Sobre as eleições em 2010, Riva avalizou o nome do secretário de Fazenda Éder Moraes para representar a sigla progressista numa disputa ao governo, bem como concorrer a qualquer outro cargo. Éder, inclusive, já declarou o desejo de se candidatar rumo ao Palácio Paiaguás e tem sido sondado por vários partidos, entre eles o PP. Mas ainda não se filiou a nenhuma legenda. Segundo Riva, o secretário estaria habitado ao cargo em razão dos serviços prestados a Mato Grosso frente a ações de fisco e tributárias. No entanto, poderá dar encaminhamento a seu projeto político somente em outubro. Esse é um pedido do próprio governador, que Éder “promete” cumprir. (Sandra Costa)

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • professor | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    bando d oportunistas,que se dizem intelectuais,pena q nao sabem ler e examinar materias,tsi tsi tsi,que será do futuro com pessoas ignorantes como vcs??????

  • memoria curta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Carlos Magno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Anti Riva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • José Carlos Araújo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Riva precisa dos vereadores, se não, como fica a situação do parlamentar na condição de Lider, ou melhor, cacique da política em MT?

  • Mauricio de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou amiguissimo de Riva mto mesmo mas tenho uma leve imprensão que ele não esta mto bem nos discursos acho que pode ser algum tipo de pressão pelo que conheço não esta bem tudo tem seu limite eu penso que irár sair mtas coisas contra ele tenho certeza que vai e isso incomoda ele ok

  • Anselmo Luis Caesares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estupro foi o que fizeram com os cofres da Assembléia Legislativa de nosso Estado. Acorda Mato Grosso.

  • Olavio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Queiram me perdoar a classe privilegiada!...
    Mas onde está o dicionário?
    Não entendeu?
    O que é Democracia?
    Ainda está em dúvida? Claro, né companheiro da manipulação!...
    Melhor dizendo, não dá para acreditar que um país que saiu do regime militar, aida tem pessoas com essa metalidade de falar que fidelidade partidária tem a ver com você ser escravo de partido político, não imagino que reforma política tem a ver com esse ato irresponsável, ou seja, colocar o cidadão de bem refém de partido. Eu acredito que a fidelidade partidária é aquela em que o candidato eleito seja colocado refém da própria democracia que é fazer valer a vontade da maioria quando esta está com a razão! Bom, o que muda para o eleitor que votou no candidato? Será que alguém que vota no partido tem responsabilidade com a transparência. Perdoe-me, mas não posso concordar que partido é dono de um direito que o cidadão adquire nas urnas, sabem por quê? O carra dá um duro danado para implacar sua idéias e depois vem um bando de ... que só luta pelos seus intreresses eí é onde eu digo que o cidadão fica refém, pois tem que rezar na cartilha de alguns oportunistas que se dizem donos do partido e que na maioria das vezes se for candidato não tem nem o voto da própria família!... è caros companheiros, eu acredito que o país está de parabéns, mas está a merce de idéias que façam o povo acreditar no futuro. Tem muita gente esperando essa tal de reforma política, a fim de de filiar a um partido e se tornar seu fulano(coronel) as custas de um partido, pois ás vezes muitos são de aluguel... usam os influentes, conquistam um cargo eletivo com o tal partido e o Zé continua sendo, Zé mané... e o seu fulano... passa a ser tratado como doutor. Eu acho que partido é e, deveria ser um grupo de pessoas sérias onde todos lutassem pelo bem comum e que cada um fosse tratado, segundo sua credibilidade e não segundo a manipulação dos influentes. Reforma política já, mas de forma que se prezem a moral e a justiça! Justiça que digo: primeiro é a social, pois não há verdadeira justiça onde crianças morrem de fome, trabalhadores ganham um salário incompatível com gasto mensal que foge dos direitos que a própria Carta Magna lhe concede. Muitos metem bronca em alguns políticos... mas ás vezes esses é quem levam porradas pelo povão. Vejo que quando se fala de política, devem-se exaltar os homens que tem o sangue do povo na veia e não aqueles que metem o pau nos políticos, mas o sangue deles e frio. pois não fazem nada pra ninguém...! Viva todos os políticos: primeiro os honestos que não tem erros ...; segundo os que fazem justiça social como manda a Carta Magna, ainda que tropecem por algum motivo, pois a justiça é o caminho mais curto que devem reponder pelos seus atos , Terceiro aqueles que mesmo não sendo candidatos, atuam em busca do bem comum, e por fim misericórdia daqueles que dizem: _ Não gosto de política, odeio políticos, mas querem que o país tenha um futuro promissor!... Viva a reforma política que venha mudar a mentalidade do povo, pois a verdadeira consciência política é aquela em que se vota a fim de exercer a democracia com responsabilidade. Não adianta reforma política ou fidelidade partidária se o voto ter que custar algo e dessa forma quem estará no poder e o próprio cidadão que tem condição de influência pelo benefício e não pela capacidade de prestar serviços a sociedade!...

  • SERGIO ALCÂNTARA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O RIVA NO MÍNIMO NÃO ACREDITA EM DEUS, POIS FAZER O QUE ELE E O BOSAIPO FIZERAM E AINDA FAZEM COM O DINHEIRO PÚBLICO E AINDA ACHA QUE ENGANA PESSOAS CONSCIENTES? ESTUPRO FOI O QUE FEZ E FAZ COM A ASSEMBLÉIA E O NOSSO DINHEIRO!!

    A CASA VAI CAIR RIVA E COLEGUINHAS, NEM QUE SEJA NO PLANO ESPIRITUAL!!

    HAVERÁ UM DIA EM QUE O RIVA E COMPANHEIROS ESTARÃO EM UM TRIBUNAL À PROVA DE MENTIRAS, PROPINAS E CERTAMENTE SERÁ(ÃO) CONDENADO(S) POR TODO O MAL QUE FEZ E FAZ AO TER ESTA POSTURA HIPÓCRITA E LEVIANA!!

Froner segue com o vice de Gilberto

osmar froner 400   Osmar Froner de Mello (foto), escalado de última hora para a disputa em Chapada dos Guimarães, manteve de vice o mesmo que estava na chapa de Gilberto Mello (PL), o vereador Carlos Eduardo, que era conhecido como Carlinhos do PT e agora é do PDT. Froner e Carlinhos não têm afinidades...

Ministro Tarcísio rasga elogios a Fávaro

tarcisio 400 curtinha   O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas (foto), em vídeo de congratulações, só faltou pedir voto para Carlos Fávaro, senador interino que busca à reeleição e que completou 51 anos nesta segunda. Disse que Fávaro, com quem possui bom...

Vinicius e demagogia sobre salário

vinicius nazario 400 curtinha   Em Alta Floresta, o delegado de polícia Vinicius de Assis Nazario (foto), candidato a prefeito pelo Podemos, tem se apresentado como "o novo", prega honestidade, transparência e renovação, mas, em algumas pautas, nada diferente dos demais políticos. Uma de suas propostas, mais de...

2 candidaturas vetadas em Torixoréu

ines coelho 400 curtinha torixoreu   Em Torixoréu, de três candidaturas a prefeito, a Justiça Eleitoral já barrou duas, em decisão de primeira instância. O juiz da 9ª Zona Eleitoral de Barra do Garças, Douglas Romão, indeferiu o pedido de registro da candidatura do ex-prefeito e ex-deputado...

Apoio sem influência de Luciano Hang

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta (foto), do PDT, contesta a informação de que teria sido convencido por Luciano Hang, dono da Havan, e pelos primos Maggi a apoiar para o Senado a coronel Rúbia Fernanda. Pivetta diz que quem o conhece sabe que nunca foi garantista na...

Sem o agro e apoiado pela Fetagri

carlos favaro 400 curtinha   Na corrida pela cadeira no Senado, na suplementar de 15 de novembro, alguns concorrentes têm rotulado o senador Carlos Fávaro (foto) como candidato dos grandes produtores. Mas as entidades que compõem o Fórum Agro MT estão todas com Nilson Leitão, à exceção...