Últimas

Segunda-Feira, 15 de Dezembro de 2008, 09h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

EMBATE JURÍDICO

Cassado, prefeito Vilmar diz que o juiz foi parcial

  O prefeito  eleito de Cláudia ( a 472 km de Cuiabá)   Vilmar Giachini (PMDB), o Vilmar da Matão, disse nesta segunda (15), em entrevista gravada, que o juiz da 22ª Zona Eleitoral, João Manoel Pereira Guerra, foi parcial ao cassar  o seu registro. Ele assegura que não existem provas que incrimem-no e que o magistrado chegou a ponto de se basear em pesquisas de intenção de voto como um dos argumentos para tirar o direito ao registro e já convocar uma nova eleição no município. Na amostragem que, segundo o prefeito cassado, serviu de base para a decisão judicial, o nome do seu adversário Altamir Kurten (DEM) aparecia na liderança.

  "O juiz não pode se embasar em uma pesquisa eleitoral para dizer que houve compra de votos. A gente fica constrangido com essa decisão do juiz. Ele não tem provas concretas e, mesmo assim, nos condena", argumenta Vilmar. João Guerra cassou o registro não só de Vilmar da Matão, mas também do vice-prefeito eleito Gilmar Spkolovski (PP) e do vereador Ebenezel Darby dos Santos, o Benézio.

   O magistrado entendeu que houve captação ilícita de sufrágio (compra de votos). Além da cassação, os três foram condenados a pagar multa de R$ 10 mil cada. O peemedebista explica que as acusações são baseadas na compra de galões de tinta que teriam sido entregues a populares, configurando compra de votos, mas se defende: "não houve compra de votos. A oposição perdeu por 47 votos e não consegue aceitar",  dispara.

   Além de cassar o mandado de Vilmar da Matão, o  magistrado convocou novas eleições. Ele se baseia no fato da chapa do peemedebista ter alcançado a 50,40% dos votos válidos, enquanto Altamir obteve 47,7%. "Ele (o juoz) pediu novas eleições, mas isso não vai acontecer até que o TRE julgue meu recurso. Isso  deve acontecer somente em janeiro de 2009, após o recesso do tribunal".

    Diplomação

     A diplomação em Cláudia acontece nesta quinta (18), mas somente dos vereadores eleitos e os principais suplentes. No caso de prefeito e vice, a entrega do diploma fica para janeiro, após decisão do TRE sobre o imbróglio jurídico que se estabeleceu com a cassação da chapa Vilmar-Gilmar.

  Enquanto isso, que vai comandar o município será o futuro presidente da Câmara Municipal, a ser eleito em 1º de janeiro, logo após a posse. Perguntado sobre quem vai ganhar a presidência da Câmara Municipal, Vilmar da Matão preferiu não declinar nome. "Isso ainda não foi definido. Estão conversando e logo saberemos quem será o novo presidente da Câmara e assumirá interinamente o cargo de prefeito".

  Inconformado com a decisão do juiz, o prefeito eleito de Cláudia diz que espera que a vontade da população seja respeitada. "Acredito que vamos reverter essa situação. Acredito no TRE, nossa defesa mostra que não há provas contundentes. Temos que manter a vontade do povo", pondera o peemedebista. Ele contratou o advogado Almino Afonso, que já ingressou com recurso junto ao TRE, contestando a decisão de primeiro grau. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Klisman Ananias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estão querendo levar a eleição no tapetão.Mas não adianta, podem fazer o que quiser e quantas eleições quiserem q o Vilmar vai levar de qualquer jeito.A primeira dama é mulher de fibra e muito trabalho e ele tbm.Claudia quer ele de volta.

  • Maneporrete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Juarez Costa-PMDB, Ronan Figueredo -PMDB,Zé do Pátio-PMDB,Vilmar-PMDB. Tôdos indiciados pelo mesmo crime;COMPRA DE VOTOS. Isso é um partido ou uma facção? UM RAIO NÃO CAI QUATRO VÊZES EM UM MESMO PARTIDO!!! Culpar o MP é piada de mal gôsto.

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vamos ficar na torcida para que Juizes, TRE e TSE prevaleça a força da LEI em todos os processos, a boatária é muito grande e a gente escuta cada coi$a. A cassação do Diá Prefeito eleito Cascalheira por exemplo é muito suspeita.

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...