Últimas

Quarta-Feira, 27 de Agosto de 2008, 00h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

INFIDELIDADE

Cassados mais 2 vereadores; agora já são 117

  O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral cassou mais dois vereadores por infidelidade partidária em sessão nesta terça que encerrou às 21h. Desta vez foram para a berlinda Sebastião Paes Ananias, de Alto Taquari; e Josimar Ribeiro Batista, de Bom Jesus do Araguaia. O primeiro pulou do PTB para o PP. Já Josimar saiu do PPS e "fugiu" para o PSDB.

  Agora, sobre para 117 o número de parlamentares cassados no Estado por causa do troca-troca partidário, incluindo Walter Rabello, que deixou o PMDB e foi para o PP após 27 de março do ano passado, data a partir da qual passou a valer a regra pró-fidelidade.

  A decisão pela cassação do mandato de Ananias foi por unanimidade e acompanhou o voto do relator, desembargador Manoel Ornellas de Almeida. Por maioria, com o voto de desempate do presidente Leônidas Duarte Monteiro, o Pleno cassou o mandato de Josimar, acompanhando o voto do juiz-relator João Celestino.

  Improcedência

  Dois processos referentes à perda de mandato foram julgados improcedentes, um julgado extinto e quatro tiveram a conclusão do julgamento adiados devido pedido de vistas. O Pleno decidiu pela improcedência dos pedidos de cassação interpostos contra os vereadores de Nova Olímpia, Demétrio Lopes Rodrigues Neto (PR) e de Barão de Melgaço, Lenierson da Silva Gonçalves (PT). A decisão pela improcedência dos pedidos foi por maioria de voto, uma vez que os juízes consideraram válidas para efeito da resolução 22.610 apenas a data de comunicação da desfiliação ao partido, que ocorreu antes da publicação da resolução. O juiz relator José Zuquim, que votou pela cassação dos vereadores e foi acompanhado pela juíza Adverci Rates Mendes de Abreu, considerou para produção de efeito jurídico a comunicação da desfiliação à Justiça Eleitoral.

Já o processo contra o vereador de Pedra Preta, José Luciano Duran (PR), foi extinto sem julgamento do mérito por maioria de votos. O vereador conseguiu comprovar que se desfiliou do PPS em 22 de novembro de 2006. Os processos de perda de mandato contra os vereadores de Santo Antonio do Leverger, Valdir Ribeiro; de Indiavaí, Mauro Ricieri dos Santos e o suplente Ivanilton Soares de Souza; de Chapada dos Guimarães, Nilton Bueno de Moraes e o suplente Roni Cristóvão de Lima; e de Nossa Senhora do Livramento, Joemi Benedito de Almeida, foram adiados devido pedido de vistas.

   Dos 85 processos, referentes à matérias eleitorais e que estavam na pauta de julgamento desta terça, cerca de 41 foram apreciados pelos juízes membros do Pleno.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.