Últimas

Segunda-Feira, 04 de Junho de 2007, 08h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Cepromat dá lanche com refrigerante toda noite

 

      O Centro de Processamento de Dados (Cepromat)  assinou contrato com a Comercial Luar para fornecimento mensal, no período noturno, de aproximadamente 550 lanches, acompanhados da mesma quantidade de refrigerantes. O curioso é que não pode ser qualquer refrigerante. O contrato deixa claro que deve ser de "boa qualidade" - confira no fac-simile acima.  Além dos funcionários receberem adicional noturno de 35% sobre a hora trabalhada e auxílio alimentação mensal no valor de R$ 20, o Cepromat se obriga a garantir o fornecimento de lanches, com caloria mínima.

      Provavelmente, os servidores estão tomando Coca-Cola Zero.  Além disso, o contrato prevê que eventualmente haja fornecimento de marmitex, também acompanhada de refrigerante.  O fornecimento de lanches está previsto em acordo coletivo. "O Cepromat funciona 24 horas por dia e, não tem como, durante a noite, aproximadamente 18 funcionários saírem para comprar seu lanche", disse Graziele Pichioni, uma das contratantes.

  O contrato foi assinado pelo presidente Adriano Niehues e pelos diretores Graziele Pichioni e Luciano Bigatão e a dona da empresa Comercial Luar, Mirian Cláudia de Paula.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Emerson Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens aos gestores do CEPROMAT, se todo funcionario seja ele publico ou privado, fosse tratado com dignidade como se deve, com certeza teriamos repartiçoes publicas com profissionais mais dedicados e com serviços no grau daquilo que se espera. Tomara Deus que outros dirigentes de repartiçoes, Empresas privadas e Etc.. tenham a mesma iniciativa.

  • Marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Existem tantos absurdos neste governo para ser denunciado e vcs me vêm com essa mesquinharia de lanches para as pessoas que trabalham até tarde da noite.
    Porque vcs não vão atrás dos valores pagos para construção do ginásio Aesin Tocantins por exemplo, que foi licitado em 22 milhões e já pagaram 35. Ou melhor, porque vcs não vão procurar saber como estão sendo feitas as licitações da Sinfra.
    Por favor, não menosprezem a inteligênia das pessoas.

  • Highlander | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com certeza, iniciativa como essas deixam os funcionários/servidores até mais estimulados para trabalharem, pois estão sendo tratados com diginidade.
    Pena que nem todos gestores públicos tenham essa mesma visão de Administração.

  • Carlos Roberto de Aguiar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A noticia não deveria ser veiculada, se alguem tá se doendo, deve é estar querendo o contrato, se não têm nada de ilegal na contratação não há razão para virar noticia.

  • DONIZETE SENA RODRIGUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Cepromat semple esta na lista do Governo. para fechamento o hoje vejo esbanjando dinheiro. conjelando os salario dos servidor. isso e uma vergonha?

  • Aristóteles Potter | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse cidadão Adriano é um iminência parda no governo. faz de tudo e nada lhe acontece. ainda por cima possue um clube de golfe na estrada de manso, na margem de uma lagoa, degradou área de preservação permanente e nada lhe acontece. QUE PAIS É ESSE! QUE PAÍS É ESSE! QUE PAÍS É ESSE!

  • Ana Brasil | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fornecer o lanche é uma atitude nobre, garantida por acordo coletivo, e realmente é um benefício, um reconhecimento a mais a todos aqueles que estão trabalhando nas noites e madrugadas a dentro, colaborando com a construção de um Estado melhor.
    O que deve ser conferido é se essa quantidade e/ou a quantidade paga está de acordo com o fornecido aos empregados. E também deve haver rigorosidade na cobrança da qualidade do lanche.

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

Sorriso incentiva 40 projetos culturais

ari lafin 400 curtinha   A seis meses de concluir o mandato, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (foto), estabeleceu, dentro do Plano Municipal de Cultura, o "PROMIC - Festival da Cultura 2020" para contemplar 40 projetos cujos valores somam R$ 340 mil, envolvendo artes visuais, artes cênicas, cultura popular, música, audiovisual,...

Quase R$ 2 mi para o Lucas Protegida

binotti 400 curtinha   A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, sob Luiz Binotti (foto), contratou, por R$ 1,9 milhão, um consórcio formado pela Rocha Comércio de Equipamentos, que ficará com a maior "fatia" de R$ 1,4 milhão, e a Airplates Tecnologia da Comunicação, com R$ 521,7 mil, para desevolver o...

Silêncio sobre operação e elo com MBL

ulysses moraes 400 curtinha   O deputado de primeiro mandato Ulysses Moraes (foto), que deixou o DC e se filiou ao PSL, coordenador em Mato Grosso do Movimento Brasil Livre (MBL) e chamado por muitos de paladino da moralidade, mesmo sendo bastante ativo nas redes sociais, não usou a internet para comentar a operação da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.