Últimas

Terça-Feira, 18 de Novembro de 2008, 18h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

VÁRZEA GRANDE

Cerqueira e Sávio brigam para presidir 1ª sessão

Parlamentar mais velho e o mais votado enfrentam embate, tudo para comandar a solenidade de posse de 1º de janeiro

  Dois vereadores reeleitos por Várzea Grande brigam pelo direito de presidir a sessão de 1º de janeiro, que marcará a abertura da próxima Legislatura, com posse do prefeito Murilo Domingos, do vice Tião da Zaeli e dos 13 parlamentares. De uma lado está Wanderley Cerqueira (PR), que joga pesado para ganhar a Mesa Diretora. De outro, figura o seu colega de partido Domingos Sávio. Ambos apresentam interpretação diferença sobre o Regimento Interno.

   Atualmente, a Constituição Municipal estabelece que que o vereador mais velho deve presidir a primeira sessão e empossar o prefeito eleito. Nesse caso, Sávio é quem ocuparia a cadeira de presidente. O problema é um projeto já foi aprovado em primeira votação prevendo que o vereador mais votado presida a primeira sessão. O campeão de votos é Cerqueira. Ele teve 3.939 votos. A proposta deve ser aprovado em segunda votação já sessão noturna desta terça (180.

   Sávio ameaça ingressar com mandado de segurança na Justiça para barrar a mudança na lei, tudo para não perder oportunidade de "roubar" a cena na solenidade de posse. "Se o vereador mais velho pode presidir a primeira sessão, porque o mais votado não pode ter este privilégio", reage Wanderley Cerqueira, enquanto acompanhava a entrevista coletiva do prefeito Murilo Domingos, no Paço Couto Magalhães.

   Dos 13 novos parlamentares, 10 vereadores aprovam a mudança, segundo assegura Cerqueira. "Não sei porque ele (Domingos Sávio) discute essa questão", completa o vereador reeleito pelo PR. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Marcelo Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que me perdõem os palhaços que têem exercem uma profissão para dar alegria as crianças e acabam se aparecendo demais.
    Mas não dá pra deixar de fazer uma comparação dos palhaços com esses dois vereadores, tanta coisa importante que precisa ser feita em Várzea Grande e eles discutindo e usando toda uma máquina que poderia ajudar a sociedade pra decidir quem vai aparecer mais.
    Como diz o Boris: Isto é uma vergonha.

  • JAIR PROENÇA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    GRANDE MARCELO ARRUDA, VC FOI MUITO FELIZ E VERDADEIRO NO SEU COMENTÁRIO. MAS GOSTARIA DE COMPLEMENTAR DIZENDO QUE A CAMARA DE VEREADORES DE VARZEA GRANDE REALMENTE É UM CIRCO E O DONO DESTE CIRCO NADA MAIS É DO QUE O PREFEITO.

    BESTA É AQUELE CIDADÃO HONRADO QUE VAI ATÉ LÁ ASSISTIR UMA SESSÃO, POIS ESTE TAMBÉM SE TRANSFORMAR NUM PALHAÇO, OU MELHOR, VOLTEMOS AOS TEMPOS MEDIEVAIS, UM VERDADEIRO BOBO DA CORTE

    ISTO SIM É UMA VERGONHA

  • ze peteté | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Jadir Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É uma questão de ética, Acho que o Sr. Vereador Wanderley deveria ter feito esse projeto de mudança na lei antes de ser candidato a presidencia da mesa, o cargo de vereador é para fazer indicações e projetos que beneficia o povo e não a si próprio, legislar em causa própria é conra todos os pricipios morais e éticos da vida publica, não sou contra que o vereador mais votado seja o presidente da mesa no dia da eleição, desde que ele não seja o candidato, é que talves o sr. vereador não esta tendo confiança em sua eleição e pensa que presidindo os trabalhos no momento da eleição, possa tumultuar o processo ou usar de alguma artimanha para conseguir seu desejo........O Povo de Várzea Grande esta de olho aberto, cuidado com esse tipo de coisa, pois nós moradores de Várzea Grande aprendemos a cobrar, e ja vou começar cobrando, na próxima legislatura em vez de gastar papel,computador, energia elétrica, funcionários etc... para fazer projetos descabidos e imoral, usa tudo isso para trazer melhorias para o povo de Várzea Grande, que sofre com as mais variadas nescessidades. pense nisso nobre vereador.

  • Jadir Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mudar a lei aos quarenta e cinco minutos do segundo tempo, é uma vergonha para esses dez veradores que estão votando a favor, é voltar no tempo, temos que pensar no futuro, em projetos que vão beneficiar a população varzeagrandense e não ficar brigando para ver quem vai assumir a mesa diretora por alguns reles minutos.

    Oro pela saude de todos vcs, peço a deus para que dê inteligencia o suficiente para legislar para o povo.
    Obrigado.

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...