Se as eleições fossem hoje, Zózimo Chaparral, único prefeito do PC do B de Mato Grosso, seria derrotado à reeleição em Barra do Garças, revela pesqui

Últimas

Quinta-Feira, 12 de Abril de 2007, 00h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

BARRA DO GARÇAS

Chaparral não teria chance hoje de reeleição

""   Se as eleições fossem hoje, Zózimo Chaparral, único prefeito do PC do B de Mato Grosso, seria derrotado à reeleição em Barra do Garças, revela pesquisa estimulada Mark, feita na segunda e terça-feora (dias 9 e 10). A vitória seria do ex-prefeito Wanderlei Farias (PR), que lidera em todas as simulações.

    Farias impõe vantagem sobre os virtuais concorrentes Eduardo Moura (PPS), deputado Adalto de Freitas, o Daltinho (PMDB), o vereador Rodrigo Ragiotto (DEM) e o próprio Chaparral. Na metade do mandato, o prefeito comunista perderia para qualquer um desses prováveis candidatos.

      A Mark Instituto de Pesquisa e Opinião entrevistou 220 barra-garcenses em 32 bairros. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos. Como o quadro sobre a sucessão municipal está totalmente indefinido, já que ainda faltam 17 meses para o pleito, a Mark fez 12 simulações com possíveis candidato - confira no quadro.

   Numa disputa entre Chaparral, o seu antecessor Wanderlei Farias, o empresário e suplente de deputado federal Eduardo Moura e o deputado Daltinho, o ex-prefeito ganharia com larga vantagem. Nesse cenário, seu nome aparece com 54,1% das intenções de voto, seguido de Moura (15,5%) e de Daltinho (14,5%). O comunista Chaparral seria o "lanterna" com apenas 3,2%.

    Na estimula 2, sem Wanderlei na disputa, Daltinho seria o primeiro colocado, com 32,7%. Moura ficaria em segundo, com 25,5% e, de novo, o prefeito Chaparral, em último lugar (3,6%).

   Já numa outra situação (estimulada 3), sem o nome de Eduardo Moura, o ex-prefeito Wanderlei alcançaria 60% dos votos. Daltinho viria em seguida com 19,5% e, Chaparral, com 4,5%. A eleição também seria fácil para o ex-prefeito se tivesse como únicos adversários nas urnas Moura e Chaparral (estimulada 4). Nesse caso, o ex-prefeito alcançaria 62,3%, uma frente elástica sobre os dois.

    Confrontos

   Os pesquisadores simularam também confronto entre possíveis candidatos. Se a corrida sucessória envolvesse apenas Daltinho e Chaparral, o deputado daria uma "surra" de voto no prefeito. Seria 41,4% a 6,4%. Com esse cenário, 35,5% se mostraram indecisos e 16,8% adiantaram que votariam em branco.

   O comunista seria derrotado também para o presidente da Câmara Municipal, vereador democrata Rodrigo Ragiotto, por 15% a 5% (confira no quadro 6). O percentual de indecisos nesse caso é alto: 56,4%.

   Eduardo Moura ganharia de Chaparral, assim como Wanderlei, conforme mostram os quadros 7 e 8. Daltinho, derrotado à sucessão municipal em 2004, seria eleito prefeito de Barra se tiver como único adversário o empresário Eduardo Moura (33,6% a 25,5%) ou Ragiotto (42,7% a 3,6%). Por outro lado, o peemedebista seria "engolido" por Wanderlei. Só ficaria com 20,9% dos votos, enquanto o ex-prefeito aparece com 61,4%. Wanderlei reconquistaria o comando do município tambem numa concorrência com Moura. O placar seria de 66,4% a 16,4%.

     Pesquisa de campo

   Os pesquisadores ouviram eleitores de 32 bairros de Barra do Garças. São eles: Sena Marques, Vila Maria, Cristino Cortês, Santo Antonio, Zeca Ribeiro, Barra Norte, Mangueira, São João, centro, BNH, Cohab, Jardim Amazonas, Rainha de Fátima, São Benedito, União, Morada do Sol e São Sebastião. Foi feito tabalho de campo também nos bairros Piracema, Palmares, Jardim Mariano, Ouro Fino, Anchieta, Serrinha, Campinas, Jardim Paraíso, Jardim Rodrigues, Vila Varjão, Dermat, Vila São José, Pitaluga, Novo Horizonte e Jardim  Araguaia.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

EP vira "garoto propaganda" do HMC

emanuel hmc 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (MDB) não se conteve e gravou um vídeo de um minuto e 35 segundos em que aparece em frente ao HMC. E, imitando a passagem de um repórter de TV, convida a população a conhecer o recém-inaugurado hospital. Enquanto fala, imagens mostram salas, equipamentos e a...

DEM "esconde" candidatos a vereador

beto 2 a 1 400 curtinha   O presidente do DEM em Cuiabá, Beto 2 a 1 (foto), secretário estadual de Governo, faz mistério sobre a chapa que está sendo montada para concorrer a vagas na Câmara de Cuiabá. Não esconde apenas o nome do vereador Marcelo Bussiki que, em março, deixa o PSB aproveitando...

Fávero e peso político em novo partido

silvio favero 400   A definição pelo presidente Jair Bolsonaro para que Silvio Fávero conduza a Comissão Provisória em MT da Aliança pelo Brasil, partido que só será criado oficialmente no próximo ano ou em 2021, representa peso político importante para o deputado de primeiro...

Prefeito estoura limite e TCE faz vetos

francis maris 400 curtinha   No sétimo e penúltimo ano de mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (foto) segue na mesma toada, de que a administração precisa continuar "enxugando" a máquina, embora já tenha conseguido o equilíbrio fiscal e que quem o suceder receberá uma gestão...

Vice muda de partido e vai a prefeito

leandro felix 400 curtinha   O vice-prefeito de Nova Mutum e primeiro-suplente de deputado estadual, Leandro Félix (foto), pretende deixar o DC. Deve se filiar no Podemos ou no PRB. Vai depender da orientação política dos irmãos Adriano (Podemos) e Otaviano Pivetta (PDT), respectivamente, prefeito de Mutum e...

Câmara só regulamenta salário de EP

misael partido 400 curtinha   Ao fixar o salário do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro em R$ 27 mil, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto) não aumenta o subsídio de Emanuel de imediato, mas sim regulamenta o valor que já era pago desde dezembro de 2018. O imbróglio começou...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.