Últimas

Segunda-Feira, 22 de Outubro de 2007, 07h:39 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

INVESTIGAÇÃO

Chica se vê acuada com ameaça de dossiê e CPI

   A deputada Chica Nunes (PSDB), eleita no ano passado com 27.648 votos, vive um inferno astral, mesmo tendo as contas aprovadas pelo TCE referentes ao exercício de 2005, um dos períodos em que esteve na presidência da Câmara Municipal de Cuiabá. De um lado, o Movimento Cívico de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) cobra investigação do Ministério Público sobre denúncias de irregularidades que recaem na antiga Mesa Diretora. De outro, um grupo de vereadores exigem do atual presidente Lutero Ponce (PMDB), que foi primeiro-secretário da gestão Chica, acesso aos dados de uma auditoria independente feita no início do ano. Lutero "segura" o documento. Alguns vereadores se mobilizam também para instaurar a CPI da Chica.

    Enquanto isso, a ex-presidente da Câmara evita a imprensa. Mesmo acuada, age como se não tivesse no olho do furacão. Sua gestão deixou R$ 1,3 milhão de dívidas, principalmente por não ter recolhido impostos. O montante corresponde a praticamente o repasse de um mês de duodécimo.

    Chica é bem articulada. Usa a tribuna, está presente nos eventos sociais e é uma das campeãs em entrega de moções de aplauso, louvor e congratulações. De quebra, ainda virou forte cabo eleitoral do marido, o ex-vereador cuiabano Marcelo Ribeiro, pré-candidato a prefeito de Barão de Melgaço.

    Chica já conseguiu blindar o seu mandato. Chegou anunciar que deixaria o PSDB e, em seguida, colocou um pé no PR do governador Blairo Maggi e outro no PP do deputado José Riva. Mas, com a decisão do Supremo Tribunal Federal de validar a fidelidade partidária, o que deve resultar na cassação de parlamentares infiéis, Chica recuou. Continua tucana e cercada de amizade por todos os lados.

   Despesas

   De acordo com o MCCE, um levantamento sobre gastos na Câmara entre 2005 e 2006, época em que Chica presidiu o legislativo cuiabano, teriam ocorrido fraudes de licitações e compras irregulares com notas frias. Um empresário que teve o nome de sua empresa envolvida nas fraudes entregou um dossiê à imprensa. Destaca que os documentos servem de prova e para distinguir as notas verdadeiras das falsas. No TCE, essas acusações, porém, não ganharam consistência. A maioria dos conselheiros aprovou o balancete de 2005.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Chica só deu continuidade, a pratica de notas frias e clonadas é antiga. A preucupação esta em função da grande influência no TCE, estamos atentos para evitar oque aconteceu com as contas de 2005 e as anteriores. Tem muita gente "boa" envolvida envolvendo varias instituições.

  • valmir molina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Falar da deputda Chica Nunes é chover no molhado nada acontece,até o ministério público perde prazo em processos contra ex-chefe do legislativo cuiabano,o TCE omite informações em seu relatório para julgamento das contas e outros milagres acontecem.Esperamos que com a presidencia do TCE nas mãos do conselheiro Antonio Joaquim algo de verdade aconteça.

  • MArcelo Vilas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vocês Vereadores de Cuiabá, se deixar passar isso em branco será a MAIOR VERGONHA do Legislativo CuiabaNo.
    Não deixe mi$turar as coisas, então seus desgates serão irreparáveis.
    Vai ter muito candidado a vereador fazendo disso sua bandeira eleitoral.
    "SERÁ QUE TODOS VOCÊS LEVARAM ??????? É A FARINHO DO MESMO SACO????" O povo não está mas BOBÓ

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...