Últimas

Quarta-Feira, 22 de Julho de 2009, 19h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

POCONÉ

Clóvis anuncia corte em salários de secretários e diretores

   O prefeito de Poconé Clóvis Martins (PTB) mal retornou ao cargo após ser cassado  sob a acusação de cometer abuso de poder econômico, e já determinou uma reforma administrativa. Ele quer enxugar os gastos da máquina pública e já anunciou demissões e diminuição de salários de alguns servidores. Entre as determinações do petebista estão corte de horas extras, redução de gastos com compras em todos os segmentos e diminuição dos valores das contas de energia e telefone.

   Clóvis enviou um projeto à Câmara referente à redução dos salários dos cargos de confiança. Os vereadores analisaram a proposta e votaram a favor da redução da folha de pagamento dos secretários, diretores e assessores da prefeitura. O prefeito atribui as medias à redução no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). “São medidas extremas que precisamos tomar. Não é nada fácil, mas é preciso. Só assim a prefeitura poderá quitar as dívidas e dar andamento às
obras”, disse o prefeito.

   Clóvis obteve o direto de continuar no cargo após o TRE acatar o recurso do petebista que suspende liminarmente a decisão do juiz da 4ª Zona Eleitoral, Edson Dias Reis, que determina a imediata saída de Clóvis da prefeitura e a posse interina do presidente da Câmara Municipal, vereador Nei Rondon (PTB), até que sejam realizadas novas eleições no município.  Na decisão, Vianna sustenta que houve “eventuais excessos averiguados na decisão proferida pela instância de piso”, e que é preciso evitar a alternância de gestores no cargo até o julgamento do mérito do recurso, conforme prevê decisões do Tribunal Superior Eleitoral.

   Clovis ganhou do ex-prefeito Euclides Santos (PMDB) por uma diferença de 726 votos. Euclides obteve 8.597 votos. Nas eleições de 2004, o peemedebista era prefeito e acabou derrotado por Clovis por menos de 100 votos. (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem mandou o projeto para a camara de vereadores foi o prefeito tampão, que em entrevista falou que a situação da prefeitura era dificil, o prefeito cassado só sancionou a lei. Pois foi o sr. Crovis Martins prefeito cassado respondendo por força de liminar que é o autor da lei que aumentou o numero de cargos e valores com interese politico, como pregou na campanha que a casa estava arrumada, aproveitou o tampão que do lado dele para voltar atraz com os cargos DAS.

  • LicoBrindo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É isso ai Clovis!!! voce é o melhor prefeito dos ultimos tempos, casa arrumada.....e vamos lá o proximo prefeito de Poconé será Tico de Arlindo!!!

  • Guilherme | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A casa nunca teve arrumada em Poconé. Conforme consta no site do Tribunal de Contas do Estado, o municipio tem gasto mais de 3.000.000,00 por mes contra uma arrecadação de pouco mais de 2.000.000,00, isso significa um déficit de mais de 1.000.000,00 por mes. A saida dos secretarios não economizará mais que 30.000,00 reais mes, ou seja, nada em relação ao deficit. Além dessas autas cifras, o municipio ainda deve milhoes a rede cemat, e até agora ainda não confessou a divida, e por isso a empresa não ligou a energia de mais de 90 casas que estão a mais de 1 ano prontas para ser entregues a familias carentes.. A situação de Poconé é bastante critica.

  • Evaldo Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A saída não é reduzir o secretariado, mas sim cortar as custosas assessorias contratadas. Um assessor da prefeitura sozinho chega a ganhar duas vezes mais que um secretário e trabalha apenas uma vez por semana, como é o caso do assessor contábil, que tem um contrato com a prefeitura de mais de 6.000 por mes...Clóvis tá mal assessorado, por isso a administração está nesse caos.

  • Maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    LICOBRINDO DEVE TÁ LECOBRINDO

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...

Estado paga os servidores nesta 6ª

mauro mendes 400 curtinha   Servidores do Estado recebem salário de fevereiro hoje, dentro do mês trabalho. É a sexta vez seguida que o governador Mauro Mendes consegue pagar a folha dos ativos, inativos e pensionistas antes da virada do mês, depois de promover reformas, redução da máquina e...

Sistema de saúde sob colapso em ROO

Em Rondonópolis, cidade-polo da região Sul, que abrange 17 municípios, não há mais leitos de UTI para socorrer pacientes em quadro grave de Covid-19. Todos os 30 do hospital Santa Casa estão ocupados, inclusive um leito de UTI reservado para atender outros casos, acabou destinado para paciente com o novo coronavírus. Há 10 leitos de UTI no Hospital Regional e todos também estão lotados. Várias pessoas em...

Deputado, Mesa da AL e incoerência

claudinei 400   Claudinei Lopes (foto), delegado de polícia que, na onda Bolsonaro, se elegeu deputado pelo PSL, em 2018, se mostra cada vez mais incoerente. É daqueles que gostam de levantar polêmicas e críticas, mas sem consistência. Ele se manifestou, por exemplo, contra a reeleição à Mesa...

Dilmar ensaia disputa para federal

dilmar dal bosco 400   Todos os deputados estaduais querem buscar a reeleição, com exceção de Dilmar Dal Bosco (foto), que está no terceiro mandato. Integrante da nova Mesa Diretora da Assembleia, como primeiro-vice-presidente, e líder do Governo Mauro, Dilmar não esconde o desejo de disputar cadeira...

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...