Últimas

Terça-Feira, 02 de Outubro de 2007, 10h:28 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Collorido ou preto e branco

     Falar sobre o que está acontecendo neste País exige, além de tempo, muito trabalho e avaliações de dados e informações, principalmente no tocante à vida Política Brasileira. O Caos está instalado, irreversível e dolorosamente no coração na Nação.
     Os políticos perderam completamente a decência e a vergonha. Como dizemos nós por aqui, “a cara nem treme”. Num dia, como vimos no Senado, há boicote de sessões  pela “oposição” por causa do caso Renan e trocas de palavras e ofensas que ferem nossa sensibilidade. No final, com raras exceções, são todos iguais e já se pode perceber que “ficaram de bem”.
     Com apoio do Poder Central, com conchavos e acertos, até mesmo com algumas “pequenas chantagens”, tipo “veja lá, sei coisas de você também”, e assim por diante. Mensalão não dá cadeia e nem punição, agora  “mensalinho”........ 
     Como é triste ver este País, continental, rico, promissor e suscetível ao desenvolvimento sustentável, ir por água abaixo com tanta facilidade. O que falta é inteligência e vontade de fazê-lo melhor, porque a nossa Nação está  sendo   “subtraída em tenebrosas transações” como diz a sempre atual música de Chico Buarque.
     Tantos escândalos, gente grande envolvida, tudo às claras como se fôssemos, nós os Brasileiros (e por vezes até o somos), o povo do carnaval e do futebol. Do pão e do circo. Vemos todos, mas absolutamente todos, dentro de um mesmo “jacá”, farinha do mesmo saco, políticos sem caráter, moldados em barro apodrecido pela sujeira.
     Como sempre eles se dão bem, o Senador Renan é um dos únicos pecuaristas deste País que consegue fazer sua atividade render. Gostaria de saber a fórmula.
     Há exatos 15 anos, o Presidente Collor foi cassado e execrado da vida Pública Nacional. Por tão pouco. Hoje, situações milhares de vezes mais graves, não levam à punibilidade. Quem tem telhado de vidro, não joga pedra no telhado dos outros. É isso o que vemos hoje, com clareza e absoluta convicção.
     Acho que o Presidente Collor não “remunerou” quem deveria, por isso foi colocado fora do Poder. Um ano depois, os que o cassaram, estavam envolvidos na Máfia do Orçamento, os anões e os gigantes que estavam com as mãos nos  nossos cofres e nos bolsos de cada brasileiro.
     Até hoje, a situação não foi esclarecida. Um carro, uma reforma, outras coisas mais... Quem , na verdade, dos que tinham medo do que PC sabia dos “gatunos”,  descobertos após a cassação do Presidente Collor, o matou?
     Uma coisa é certa, no Governo do Presidente Collor, pude exercer como então Superintendente do IBAMA, com tranqüilidade e soberania a minha função, porque as ingerências políticas (que sempre ocorriam), não encontravam eco no  IBAMA e nem mesmo  junto ao próprio Presidente. Respeitava-se a competência e a honestidade das pessoas. Hoje, os interesses são outros.
     Com a chegada do Sr. Itamar Franco, as coligações com o PMDB para aprovação de matérias de interesse do Governo, a Lei que previa que somente servidores de carreira do IBAMA poderiam ocupar o Cargo de Superintendente e outros  da Instituição, foi mudada para agradar aos senhores “representantes do povo” e, aqui em MT, deu no que deu. Frise-se que, deu para a Instituição, não para os políticos e seus indicados.
     Hoje, todos e qualquer um podem ocupar cargos. Podem fazer o que querem e isso em todos os níveis de poder. Indico você, mas fica me devendo hem?
     Do Brasil de Collor para o Brasil do PT, não vi nenhuma mudança que pudesse justificar o massacre sobre o primeiro. Não vejo preto-no-branco e sim, completa escuridão e muita fumaça negra rondando a Nação Brasileira. 
     Pelo menos Collor teve coragem de assumir posições definidas sobre a Amazônia, regulamentou uma Lei de 1991 e fez uma política ambiental clara. Quem viver verá.  E como ele próprio dizia: “O tempo e senhor da razão......duela a quem duela”.
     Que pena que andamos para trás e temos tão poucas perspectivas de ver um Brasil melhor, para todos e não para alguns desonestos comandados por “Ali-babás”.

 Oriana Paes de Barros é procuradora federal aposentada e pecuarista

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Presidente da Ucmmat quer reeleição

edcley lopes ucmmat 400   Reeleito para o sexto mandato e com a maior votação em Vila Bela da Santíssima Trindade, o vereador Edcley Lopes Coelho (foto), que obteve 391 votos pelo Solidariedade, luta agora por outro desafio. Quer se reeleger presidente da Ucmmat, entidade que congrega as câmaras municipais com seus 1.404...

Elisângela conduz Secom da Câmara

elisangela tenorio 400 curtinha   A jornalista Elisângela Tenório (foto) está de volta ao comando da Comunicação Social da Câmara de Cuiabá. Ela ocupou o mesmo cargo na gestão Justino Malheiros, mas, na época, não teve à disposição estrutura para desevolver uma...

Logística em MT pra distribuir vacinas

mauro mendes 400 curtinha   O governo estadual já providenciou toda logística para levar as vacinas anti-Covid-19 aos municípios. O governador Mauro Mendes (foto) destaca que, em princípio, adquiriu 3,5 milhões de seringas. Os lotes de vacinas chegam a MT até a próxima quarta. Seguindo o Plano...

Emanuel no PTB e reeleição do filho

emanuelzinho 400   O PTB está sendo preparado para receber a filiação do prefeito Emanuel Pinheiro, que iniciou o segundo mandato em Cuiabá. Sem ambiente para seguir no MDB, onde passou a enfrentar resistência de toda a bancada do partido na Câmara Federal e na Assembleia, Emanuel recebeu convite de...

Ex-deputado "detona" Aliança por MT

victorio galli 400 curtinha   As deputadas federais Carla Zambelli e Bia Kicis, que estão na linha de frente pela criação do Aliança pelo Brasil, partido idealizado por Bolsonaro e ainda na fase de coleta de assinaturas para ser formalizado, foram informadas de que o ex-deputado federal Victório Galli...

Saúde em MT sob iminente colapso

Os números da pandemia da Covid-19 em MT são alarmantes. Entre sexta e este sábado foram registrados 1.050 novos casos de pessoas infectadas com o vírus e mais 21 mortes. Desde o início da pandemia, quase 5 mil mato-grossenses já morreram da doença. Em Cuiabá, o índice de ocupação de UTIs chega a 69%, superando o pior período da pandemia, registrado em agosto do ano passado. Em outras regiões do Estado, a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.