Últimas

Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2009, 13h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

JUARA

Com 13%, Jayme é mais rejeitado; Silval leva vantagem

   Apesar de liderar as pesquisas espontânea e estimulada na disputa ao governo do Estado em Juara, o senador Jayme Campos (DEM) carrega sobre os ombros o maior percentual de rejeição no município. Nada menos que 13,5% dos entrevistados responderam que não votariam de jeito nenhum no democrata caso este venha a concorrer ao Palácio Paiaguás. A margem de erro é de 5% para mais ou para menos.

   Ex-deputado estadual, o prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB) vem em seguida, com uma rejeição de 9,8%. Outros 6,4% disseram que não votariam no presidente da Assembleia Legislativa, José Riva (PP), que vive incógnita sobre o seu futuro político, já que analisa três possibilidades, a de buscar o quinto mandato na Assembleia, enfrentar disputa de senador ou até mesmo de governador.

   A rejeição acumulada pelo presidente da Fiemt, empresário Mauro Mendes (PR), é de 4,5%. O deputado estadual Otaviano Pivetta, ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, tem 3,8%. Outros 2,6% disseram que não votariam no primeiro-secretário e ex-presidente da Assembleia, Sérgio Ricardo (PR).

   Já o índice de rejeição acumulado por Percival Muniz (PPS) chega a 1,5%, mesmo percentual atribuído ao prefeito de Água Boa, Maurício Tonhá (PR), o Maurição. A rejeição ao nome de Julier Sebastião da Silva é de 1,1%. O vice-governador Silval Barbosa (PMDB) possui, entre os 10 nomes simulados pelos pesquisadores junto aos entrevistados, a vantagem de não ter rejeição. O levantamento do instituto Mark foi feito entre 1º e 3 de agosto, em 23 bairros de Juara. Desses, 53,4% são homens e, 46,6%, mulheres. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • JOAO DE DEUS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa pesquisa é furada... Silval Barboa nao tem nenhuma rejeição? Pela amor de DEUS..
    iNVENTA OUTRA.

  • MOSSUETO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    Tudo que fazemos tem um preço a nosso favor ou contra e na primeira oportunidade isto vem a tona, os Campos quando no poder plantaram, deram bananas para professores, mostraram canetas com muita tinta para demitir funcionários reclamando três meses de salarios atrasados, e isto é apenas uma amostra do que irão colher, se bancarem os loucos de se meterem a candidatar a qualquer cargo em 2010, (vide Julinho em Varja Grande) saiu na ponta e chegou na lanterna, tentem em 2010 e verão oque espera por voces.

  • Rodolpho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Povo Matogrossense tem que da o troco aos politicos envolvidos em escandalos e reverter essas pesquisas compradas basta ver todos os envolvidos em escandalos politicos e que lezaram os cofres públicos aparecem ai tais como Chica Nunes, José Riva, Pedro Henry. Wellington Fagundes e o povo ainda tem cara de pau em se manifestar favoravel a esses nomes chega basta vamos votar em quem nunca pareceu nesses tipos de escandalos principalmente o povo da baixada cuiabana vamos olhar para os nossos candidatos mesmo sabendo que é muito dificil, queremos mudança de verdade o povo quer empregos e chega de mentiras queremos um estado com prespectiva de progresso e não um estado de 10 empresarios de fora querendo mandar em nosso estado chega desse grupo de fora. Mato Grosso é nosso ok!!!!!!!!!!!!

  • alguem que conhece bem | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    só em juara???? acho que até dentro da casa dele ele ganha em rejeição??? pelo amor de deus mato grosso nao pode regredir... olha o quanto mato grosso virou destaque nacional depois do coronelismo dos campos... do bezerra... quem é esperto sabe disso é só olhar o passado de mato grosso e ver o presente... e com mentalidade nova o futuro é muito próspero

  • NORTAO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A IMPRENSA É COISA SERIA E TODOS DEVERIAM RESPEITAR, JA FORAM DIVULGADAS VARIAS PESQUISAS E DIZ QUEM SAO OS MAIORES REJEITADOS , E DEVERIAM DAR UMA CHANCE PARA AQUELES TEM PROPOSTA CONCRETAS E ACHO QUE COMO MATO GROSSO TEM CAMINHADO PARA MELHOR DEVRIA ENTRAR NO GOVERNO , LUIZ ANTONIO PAGOT OU OTAVIANO PIVETA, OLHA COMO ESTA CIDADE DE LUCAS D RIO VERDE, NEM PARECE MATO GROSSO E AS ESTRADAS COMO ESTAM MELHORANDO ESSES SAO OS CARAS DO FUTURO...

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...