Últimas

Quinta-Feira, 20 de Novembro de 2008, 09h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

EDUCAÇÃO

Com apoio do PSDB, Bispo conquista o Cefet-MT


Escolha de novo diretor-geral é marcada por clima de tensão

   As eleições para a escolha do novo diretor-geral do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet-MT), em Cuiabá, terminou em clima bastante tenso nesta quarta (19) à noite. Dos 5 candidatos, o vitorioso nas urnas foi José Bispo Barbosa, apoiado pelo diretor-geral Henrique do Carmo Barros, que está no posto há oito anos. O grupo situacionista contou ainda com o apoio de políticos tucanos, que visam as eleições de 2010.

   Segundo informações, o vereador cuiabano Edivá Alves (PSDB) e o secretário municipal de Educação, Carlos Carlão Nascimento, além da Juventude do PSDB, estavam em frente ao portão do Cefet-MT pedindo votos para Bispo. Tamanha polêmica tem uma explicação: o orçamento previsto em 2009 para o Cefet-MT é de nada menos que R$ 150 milhões.

    A vitória de Bispo, no entanto, ainda tem um "gostinho amargo", já que venceu apenas entre os professores (dois terços). Em relação ao voto dos alunos, Bispo saiu fracassado. A diferença entre sua votação e a do segundo colocado, Adriano Breunig, que contou com o apoio do deputado federal Carlos Abicalil (PT), foi de apenas 5%. Além de Bispo e de Breunig, disputaram o cargo Wilson Conciani, Gilson Francisco de Lima e Eduardo Ferreira da Cunha. Bispo, que não possui nível superior, administrará a instituição pelos próximos quatro anos.

   Participaram da votação alunos, professores e servidores técnicos administrativos. Ao todo são aproximadamente 4 mil. Pela regra, servidores tiveram peso de dois terços dos votos, enquanto alunos participam com um terço. (Flávia Borges)

Eis abaixo o percentual de votação de cada candidato

Nome                           votação
José Bispo Barbosa              37%
Adriano Breunig                           32%
Wilson Conciani                            27%
Gilson Francisco de Lima              3,7%
Eduardo Ferreira da Cunha          0,3%

(14h35)Polítcos são servidores do Cefet, diz Veggi

   O assessor do deputado federal Eliene Lima, Alli Veggi, esclarece que o vereador Edivá Alves (PSDB), assim como o secretário municipal de Educação, Carlos Carlão Nascimento, além do próprio Eliene, são professores no Cefet-MT, por isso participaram da votação. Segundo ele, não há interesses políticos e sim participação na instituição em que trabalham. Além disso, Veggi ressalta que o candidato Wilson Conciani foi o vencedor em número de votos de alunos.

   O assessor diz ainda que, ao contrário do que foi publicado na matéria acima, o novo diretor-geral do Cefet-MT, José Bispo Barbosa possui sim nível superior. "Ele tem três especializações", diz Veggi.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • SÉRGIO ALCÂNTARA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É PENA VER A ETF, ATUAL CEFET, DOMINADA POR PESSOAS DESCOMPROMISSADAS COM A EDUCAÇÃO, VISANDO APENAS O BENEFÍCIO POLÍTICO...

    HOUVE ÉPOCA EM QUE TINHAMOS ORGULHO DE FALAR QUE NOSSOS FILHOS FORMARAM NESTA INSTITUIÇÃO...SAUDADE DA ÉPOCA DO CORONEL...AI AI!!TEMPOS BONS QUE NÃO VOLTARÃO MAIS...

    HOJE A DISCIPLINA NÃO EXISTE MAIS E OS PROFESSORES DEIXAM O ENSINO PARA SEGUNDO PLANO...TODOS TEM SEUS AFAZERES POR FORA...

    A MAIOR BURRICE QUE FIZERAM FOI ACABAR COM O ENSINO MÉDIO TAL COMO SEMPRE FOI..VÃO SER BURROS ASSIM LÁ LONGE!!

    PENA QUE MT PERDEU UMA ESCOLA DE REFERÊNCIA NA VIDA DOS CUIABANOS...Ô TEMPO BOM QUE NÃO VOLTAM MAIS!!

    HOJE É USADA COMO TRAMPOLIM POLÍTICO...EDUCAÇÃO ZERO!!!

  • Andréia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns a JOSÉ BISPO BARBOSA, eleito diretor-geral do CEFET-MT...Espero que faça uma excelente administração.

    obs. Só lembrando a quem escreveu este artigo (Flavia Borges) que o maior incentivador das CEFETS, o Presidente da República LUIS INÁCIO LULA DA SILVA também NÃO TEM NÍVEL SUPERIOR e governa o Brasil com competência.

  • hemerson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu to chocado, nosso município, Araputanga, com 15.500 hab. tem um orçamento para 2009 de 20 milhões, o que é uma boa quantia de dinheiro para nós, agora uma Escola Federal ter éssa fortuna, acredito que é para todoas as Escolas Técnicas Federais do Estado, inclusive as agricolas, se for só para uma, a Escola pode ter só doutor em sua instituição lecionando e desenvolvendo pesquisas cientificas com o intuito de alvancar o Estado. Em todo casso é muito dinheiro mesmo, como é que fiscaliza esse dinheiro?

  • CARLOS EDUARDO PASSANI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    E INACREDITÁVEL QUE A COMUNIDADE DO CEFET/MT ELEJA UMA PESSOA COMPROMETIDA COM PARTIDOS POLÍTICOS. COMO EDUCADOR FICO ESTARRECIDO EM VER COMO OS NOSSOS EDUCADORES ESTÃO ALIENADOS.UMA PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR. O QUE SERA DA NOSSA JUVENTUDE - A FORMAÇÃO DO FUTURO DO NOSSO PAIS ESTA EM MÃOS DE EDUCADORES À SERVIÇO DE POLITICOS QUASE SEMPRE DESONESTOS E CORRUPTOS.

  • João Marcos Potiguar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma vez o RD News no papel de sua ilustrissima jornalista Flavia Borges, assinam uma reportagem tendenciosa e com descompromisso com a verdade.
    Todos sabem que o Prof. José Bispo tem formação superior, e mais tres especializações, inclusive esta fala do RDNEWS era a mesma utilizada pela equipe malefica do prof. derrotado Adriano Breunig, que contava com os baluartes da maldade Ivo da Silva, Luis Carlos Figueiredo, Saldanha, Alenir, Helena Cunha entre outros.
    É dificil aceitar o estandarte da democracia, José Bispo foi o vencedor, com apoio dos servidores e alunos e fará uma gestão democratica baseada na unidade cefetiana.
    Romilson grande jornalista Mato Grossensse, não deixe que seu tão renomado blog veicule informações maculadas e preze sempre pela imparcialidade que me tornou seu leitor assiduo desde A Gazeta.

  • OSEIAS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PARABENS, BISPO - SUCESSO CARA, TE CONHEÇO E SEI O QUANDO E BATALHADOR, UM GRANDE ABRAÇO,

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...