Últimas

Domingo, 20 de Setembro de 2009, 10h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

COMUNICAÇÃO

Com nota ruim, Unic e Univag podem ficar sem o ProUni


As 2 instituições mato-grossenses figuram na lista das 23 do país que tiveram nota 2, numa escala de 1 a 5

   O Centro Universitário de Várzea Grande (Univag) e a Universidade de Cuiabá (Unic) podem ser excluídas do ProUni devido à má qualidade do ensino. É o que revela a reportagem  da Folha de S. Paulo deste domingo, sob título “55 instituições do ProUni têm notas ruins”.

   O maior jornal do país revela que teve acesso ao resultado do primeiro dos dois ciclos de avaliação a que as instituições são submetidas antes do fechamento de cursos. Se tiver desempenho ruim em ambos, a instituição terá os cursos fechados. Nula escala que vai de 1 a 5, Univag e Unic tiveram nota 2 no Índice Geral de Cursos (IGC), que leva em conta o Enade, a opinião dos alunos, a estrutura das instituições e seu corpo docente. O desempenho das duas instituições mato-grossenses foi considerado insatisfatório. A Univag funciona no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande e, a Unic, com sede em Cuiabá. 

   As notas do IGC são confirmadas ou não com visitas às instituições. “Antes do fim do segundo ciclo, os cursos mal avaliados estão sujeitos a punições como corte de 30% das vagas, independente de receberem incentivos do ProUni”, aponta a matéria. Segundo o ministro da Educação, Fernando Haddad, os cursos reprovados no primeiro ciclo e que mantiverem as notas baixas serão excluídos até 2011. Procuradas pela reportagem da Folha, Unic e Univag optaram por não falar sobre o assunto. Além delas, outras 53 instituições podem ser excluídas pelo MEC do ProUni. (Andréa Haddad)

---------------------------------------------------------------------------------------
Clique aqui e confira a reportagem completa na Folha deste domingo

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • cirlei | Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2011, 21h05
    5
    0

    nao e facil trabalhar e estudar...as notas sao ruim dos alunos porque nao e ricos que estudam la,sao os pobres que precisam de um canudo,porque os ricos vao estudar na ufmt pois pagam os melhores cursinhos e tem tempo pra estudar.

  • Fernanda | Quinta-Feira, 28 de Outubro de 2010, 08h58
    1
    0

    Sobre isso só tenho uma coisa a dizer , a Unic é uma das maiores instituições de ensino superior de Mato Grosso , mas a organização é zero , eu mesma fui prejudicada pela má organização da instituição , exemplo para economizar colocam 85 pessoas numa mesma sala e juntam varios cursos como Fisioterapia, Enfermagem, Nutrição e etc, fazendo com que os alunos ficam totalmente perdidos e sem direção e vendo conteudos que não tem nada haver com suas areas especificas.

  • Fernando da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Infelizmente as instituições particulares veêm os alunos como boleto bancário e nada mais. Os professores são péssimos, pegam recém formados para dar aulas, acho que o MEC deveria ver isso com mais profundidade, pós graduação, qualquer merda tem, quero ver ter mestrado e doutorado, nas não os tirados na ARGENTINA.

  • augusto neto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    kd o ICE ,,,,esta instituiçao esta tentando dar diploma ,,na marra ,,,para pessoas que nao tem nem segundo grau,,,e alguns são no minimo analfabeto funcional,,,,,sem falar que o ICE nao tem as certidões obrigatoria para sua instalaçao na camara de vereadores de cuiaba ,,,essa o DEUCIMAR pisou feio na bola

  • Paulo Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só tem preço e fama o ensino da Unic!!!!

  • Anibal Jorge | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    2
    0

    JÁ FUI PROFESSOR UNIVERSITÁRIO AI EM MATO GROSSO. O GRANDE PROBLEMA NO ESTADO É A PÉSSIMA QUALIDADE NO ENSINO DE BASE, OU SEJA, NO PRIMEIRO E SEGUNDO GRAU. NÃO ADIANTA COBRAR DAS UNIVERSIDADES SE O PROBLEMA VÊM DA BASE DE FORMAÇÃO. AS UNIVERSIDADES SÃO OS REFLEXOS APENAS. DIGA-SE DE PASSAGEM TANTO A UNIC E UNIVAG TÊM CORPO DOCENTE RESPEITÁVEL, PROFISSIONAIS GABARITADOS EM SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO.
    MELHOREM O ENSINO NA BASE E ISTO TERÁ REFLEXOS NAS UNIVERSIDADES.

  • Dicão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha onde o dinheiro público está sendo, segundo o prefeito e o seu vice, investido para que alguns Cuiabanos concluam um curso superior. Infelizmente nosso povo é enganado de todas as formas e enquanto isso os empresários da educação engordam seus cofres sem se preocupar com a qualidade de ensino. As Universidades particulares em Cuiabá, principalmente UNIC é uma vergonha para nosso povo. Ganham muito dinheiro e em troca soltam na praça milhares de graduados desacreditados.

  • José Paulo de Jersus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou aluno da UNIC Tangará, quando se coloca educação e ensino como negócio, os lucros são sempre prioridade nas instituições. Os investimentos necessários para melhorar a qualidade do ensino, estão em segundo plano.

  • Van Hausen | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A UNIC, sempre pautou sua existencia visando o lucro exorbitante sem se preocupar cpm a contra-partida.
    Mais: Depoimentos ouvimos outrora ( cerca de um ano atrás) de professores que lecionavam naquela instituição dando conta que muitos alunos de direito, não se esmeravam como deveria ser, e, por term orígem explêndida (fiho de político, de magnata e similares) tinham ordens SUPERIORES para aprovarem tais CLIENTES... Por aí já se vislumbra o fim desta empreitada universitária.
    Bom saber que o MEC está batendo duro nos mercadores do ensino superior também.

  • Luis Fernando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E necessario que o MEC faça em medida de urgencia um vistoria em todas as unidades de ensino dessa entidade, pois a mal qualidade esta repleta em todo o grupo. Professores insatisfeitos, alunos insastisfeitos está pessimo e vai piorar ainda mais, não esta havendo aplicação de recurso necessario para o bom andamento dos cursos dessas instituições de ensino.

2 da AL em chapas distintas à AMM

nininho 400   Dois deputados estaduais estão divididos em chapas de honra da eleição da AMM, que acontece no próximo dia 15. O curioso é que Ondanir Bortolini, o Nininho (foto), filiado ao PSD e hoje presidente de honra da entidade comandada pelo segundo mandato consecutivo por Neurilan Fraga (PL), caiu fora da...

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...