Últimas

Segunda-Feira, 12 de Maio de 2008, 07h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

RUMO ÀS URNAS

Com oferta de cargos, prefeito "amarra" alianças

 O prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB) está usando a máquina para atrair aliados. Na base da oferta de cargos, ele já cooptou para o projeto à reeleição o PMDB, o PPS e o PTB e passou a travar uma batalha para "conquistar" o PDT. Enquanto isso, os prováveis adversários nas urnas, como Mauro Mendes (PR), Valtenir Pereira (PSB), Walter Rabello (PP) e Iraci França (DEM), não conseguem avançar nas negociações por alianças.

   No caso do PMDB, o prefeito entregou ao partido, em troca de apoio à reeleição, o comando da Companhia de Saneamento (Sanecap), que fica sob o filiado histórico Aldo Romani, e também o Cuiabá-Prev. O PTB reafirmou a aliança após receber a secretaria de Trabalho, Indústria e Desenvolvimento Econônimo, conduzida por Moisés Dias, e a transferência do petebista João Vieira para a Agência de Habitação.

  O PPS selou rapidinho parceria em nome da reeleição do tucanato quando recebeu proposta para, sob o ex-sindicalista Elismar Bezerra, ditar as regras na pasta do Trânsito e Transporte Urbano (SMTU). Agora, para "amarrar" o PDT, o prefeito ofereceu a secretaria de Infra-Estrutura e ainda promete criar uma pasta para cuidar de questões raciais, além de outros espaços dentro da máquina. E, assim, Wilson Santos vai montando sua estrutura logística e partidária na base da cooptação.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Mario Avelino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que pena ainda existir na política este tipo de negocio, pior que a população esquece e ainda votam nestes tipos de homens que não respeitam seus eleitores. Exemplo claro e o comportamento do Sr. Carlos Bezerra que jogou no lixo sua história e não faz mais política apenas faz negócios espúrios, isto que ele acabou fazendo com o Wilson Santos foi negocio da pior espécie, onde esta o Ministério Publico que não interfere nesta coisa, ficou claro que o Bezerra quer e o Dinheiro do PAC., Ele quer se locupletar de dinheiro público.
    Espero que o MP funcione e interfira nesta compra e venda coletiva de votos e de partido político.
    MARIO

  • Csrlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O instituto da releição deve ser banido, pois bem, visto que neste sentido o ser humano faz dos partidos uma moeda de troca, isso acaba por prejudicar a Democrácia e a ideologia partidária...

    Esse pessoal que faz compra e venda de grupos políticos tem que ser banido do mundo Político e também punidos até mesmo com reprimenda carcerária, ELES FAZEM UM DESFAVOR PARA O POVO BRASILEIRO...

  • Pedro Reis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quando o Senhor Prefeito diz esta frase ainda promete criar uma pasta para cuidar de questões raciais espero que ele atente para o indice (%) da população NEGR@ do município e trate a questão etnico-raciais com mais respeito a esta população e não faça desta pasta uma cabo eleitoral e nomeie pessoas sem recorte racial. Apos 120, esperamos que esta reparação do Senhor Prefeito seja criando uma Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial.

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O problema da reeleição é a conta, que paga pelo contribuinte.

  • Luiz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Grande Prefeito, parabens voce demonstrou que administra muito bem nossa cidade e conte conosco.

  • Germano Souza Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Prefeito Wilson Santos está CERTÍSSIMO em entregar cargos para os partidos que o apoiam, afinal, é dando que se recebe. E não pensem vocês críticos desta maneira de trabalhar do Prefeito Wilson Santos, pois os louros que se colhe ao participar de uma administração municipal é muito pouco diante dos esforços que se têm que dispender para trabalhar para o Município. Não é fácil trabalhar em serviços públicos, experimentem que pensa o contrário.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na verdade, o Prefeito Wilson Santos, assim como os demais políticos do Brasil, está fazendo uma composição político-partidária que lhe permita reunir os partidos políticos numa base sólida de sustentação, objetivando, evidentemente, a sua reeleição. Infelizmente, neste país, as coisas funcionam assim; mas, mesmo resalvando não ser favorável a essa prática, nela não existe nnhuma ilegitimidade, razão porque entendo que o senhor Prefeito Municipal está apenas salvaguardando os seus interesses quanto à sua provável reeleição, para tanto, formando um arco de alianças que permita, no futuro, promover a governabilidade da Capital com o consequente o avanço do crescimento social de sua população.

  • fernando gonçalves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    kkkkkkkkkkkk,quem não sabe que está estoria depois vai dar pano para manga ,pois o WS tem mania de deixar companheiros na mão,enclusive tem vários partidos não citados que já se aliaram a ele que fizeram até reconhecimento em cartório, o engraçado que vários parceiro deste atual administrador da capital parece q esqueceram o que ele fez com muitos que o ajudaram a eleger.......Depois voces não reclamam terão o governo q merecem..

  • SILVIO ARRUDA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ta...si vendo que nao vamos ter eleiçao.e sim um jogo de inteçe.ai esta a prova da releiçao.sao todos partidinho.pps PMDB.PTB.DEM.AGORA NAO EXISTE PARTIDO NA CAPITAL. E UMA VERGONHA.

  • Valdir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Wilson Santos é um exímio mercador com o dinheiro público. Incompetência, irresponsabilidade, mentiras, promessas não cumpridas... são alguns adjetivos de sua ótima administração. Lamentável, que ainda tenha defensores.

    Meu dinheiro do IPTU nunca foi tão mal aplicado.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.