Últimas

Terça-Feira, 14 de Agosto de 2007, 07h:28 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

CONVENÇÃO DO PR

Com poder da máquina, Maggi arrebanha filiados

    Com a força da máquina pública, o governador Blairo Maggi conseguiu, no intervalo de apenas seis meses, transformar o recém-fundado Partido da República na maior legenda do Estado. Cooptou lideranças de várias outras agremiações, muitas na base da pressão e, outras, por livre e espontânea vontade, mas de olho em recursos públicos para seus municípios. Nesse jogo político, quem mais perdeu foi o PPS, pelo qual Maggi se elegeu em 2002 e se reelegeu quatro anos depois. De 45 prefeitos, por exemplo, a legenda socialista ficou somente com dois.

   Enquanto isso, o PR (resultado da fusão do Prona com o PL), "engordou" tanto que está provocando até brigas internas. Em encontro nesta terça (14), em Cuiabá, durante todo o dia, será anunciada a formação das comissões provisórias em todos os municípios. A maioria dos que migraram para o partido de Maggi pensa em ter o governador no palanque nas eleições do próximo ano. Como muitos enfrentam as primeiras disputas internas, começam a pular para outras siglas. Cada um tenta se acomodar de acordo com os interesses políticos.

    O partido que detém o comando do Palácio Paiaguás se torna, tradicionalmente, o maior de todos em número de filiados e sem fazer muito esforço. Foi assim com o antigo PFL nos governos Júlio e Jaime Campos, com o PMDB durante a administração Carlos Bezerra, com o PDT, no início do governo Dante de Oliveira (95) e depois com o PSDB. A partir de 2003, veio o PPS com Maggi e, agora, o PR, com o mesmo rei da soja.  

    O PR contabiliza 76 dos 141 prefeitos mato-grossenses, 35 vice, mais de 300 vereadores, cinco deputados estaduais, dois federais e o governador Maggi. Só não arrebanhou mais filiados com mandatos eletivos por causa da decisão do Tribunal Superior Eleitoral, que prevê cassação do mandato dos infiéis.

   A considerar estrutura, número de lideranças filiadas e o quadro que se começa a desenhar para o pleito de 2008, o Partido Progressista dos deputados Pedro Henry e José Riva representa hoje a segunda maior força política do Estado. Perde só para o PR. O PP tem 18 prefeitos, 30 vice, cinco deputados estaduais, dois federais e mais de 400 vereadores. O DEM dos senadores Jaime Campos e Jonas Pinheiro vem em terceiro lugar. Ex-pefelistas, os Democratas reúnem 16 prefeitos no Estado. O PMDB do deputado Carlos Bezerra está no comando de 11 prefeituras.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • jorge maciel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O sistema "imperial" -- depois maquiado em alguns aspectos de presidencialista --- onde a centralização de poder é senhora, governantes arrebanhar aliados sintomáticos, oportunistas, vira-casacas, ou gestores desesperados (porque podem sofrer reveses por serem de outros partidos) é comum e não vai ficar -- quer dizer parar -- em Blairo Maggi. Com Júlio foi assim, com Bezerra foi assim, com Jaime foi assim, com Dante ídem.... Quer saber qual partido que mais se inchará doravante? Adivinhe quem será o próximo governante e o seu respoectivo partido. É o governante que tem, como se diz, a chave do cofre. Uma condição que lhe dá (hiper) poderes para seduzir até mesmo o mais renhido inimigo.

  • ELIFAS JOSE RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se um dia o PV tiver um governante no, poder ele será o maior partido de MT e viva o BRASIL.

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.