Últimas

Terça-Feira, 25 de Março de 2008, 22h:43 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

RONDONÓPOLIS

Compra do terreno foi legal, assegura governador

   O governador Blairo Maggi disse nesta terça à noite, em entrevista ao RDNews, que "não há qualquer ilegalidade" no fato de, enquanto pessoa física, ter comprado em leilão um terreno na Vila Birigui, em Rondonópolis, para fazer uma complementação da área de sua residência. Ele lembra que à época o então prefeito e hoje deputado estadual Percival Muniz resolveu desativar a rua. Na região há um córrego dentro de uma área de preservação, nos fundos da mansão de Maggi. Isso, em si, justificava o trancamento. O prefeito, então, levou os terrenos à leilão. O governador explica que ele comprou uma parte, assim como sua irmã, o hoje prefeito Adilton Sachetti e o vereador e empresário Mohamed Zaher. "Da minha parte, eu comprei e fechei. Foi tudo legal", enfatiza.

  Quanto à escola desativada, Blairo Maggi explica que, em 2005, a unidade foi transferida para outro local porque não tinha muitos alunos na região. O terreno, que era do Estado, foi doado à prefeitura. Destaca que no termo de doação o deputado Zé do Pátio (PMDB), que apresentou a suposta denúncia de benefício próprio da área por parte de Maggi, apresentou uma cláusula, segundo a qual o dinheiro a ser arrecadado depois pela prefeitura com a venda da área que abrigava a escola, inclusive uma quadra de esportes, deveria ser investido na nova instituição educandária e isso foi cumprido, explica o governador.

    Blairo Maggi disse que a quadra da escola fica de frente a sua residência na Vila Birigui e, nesse caso, não participou do leilão. "As pessoas que compraram já começaram a construir. A prefeitura sabe explicar melhor quanto arrecadou com a venda e quanto investiu na nova escola".

   Sem fundamento

  Para o governador, a denúncia do deputado opositor não tem fundamento. "Aliás, o Zé do Pátio se notabilizou em denunciar coisas que ele participou", reagiu Blairo Maggi, numa referência à doação da área do Estado à Prefeitura de Rondonópolis, quando o parlamentar fez questão de acrescentar uma cláusula, e também quanto à participação do deputado na elaboração da lei dos incentivos fiscais. Hoje, Pátio combate à concessão dos benefícios às empresas.

   "É uma situação até engraçada. Os dois (Pátio e Muniz) que fazem oposição ao governo participaram disso (polêmica do terreno na Vila Birigui). O Percival, enquanto prefeito, desafetou as ruas e as botou para leilão e, o Zé do Pátio, no termo de doação da área para o Município, colocou uma cláusula para os recursos serem investidos na nova escola", comenta o governador, sorrindo.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Chico de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Trata-se de um assunto polêmico. Por mais que o governador se sinta no dever de ter comprado, em leilão, a área, pegou mal para ele.

  • erimar bezerra | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A compra deste terreno foi legal mas imoral, tanto o governador quanto o prefeito usaram de abuso de poder para adquirir este terreno para beneficiar os dois, o ministério público poderia investigar o abuso de poder.

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.