Últimas

Quinta-Feira, 18 de Junho de 2009, 17h:41 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

COMUNICAÇÃO

Confiabilidade da imprensa fica abalada, reage Sindjor-MT

   A presidente do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT), Keka Werneck, considera a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), sob o ministro mato-grossense Gilmar Mendes, de derrubar a exigência de diploma para jornalistas, como desrespeito aos profissionais da área. "Essa decisão desestabiliza a imprensa, porque desrespeita os profissionais da área e baixa a auto-estima da categoria". Segundo ela, o fato de Mendes comparar o trabalho de um jornalista ao de um cozinheiro foi de extremo mau gosto. O ministro justificou, durante seu voto, que a profissão de jornalista não se difere a de um cozinheiro, porque ambos não precisam de faculdade para desempenhar bem seus papéis. "Foi mau gosto do ministro fazer menção a outra profissão, de forma depreciativa, como a dos cozinheiros, para defender seu voto. Cozinheiros são trabalhadores como os jornalistas e ambos precisam lutar pela qualificação", assegurou Keka.

Essa decisão desestabiliza a
imprensa, porque desrespeita os
profissionais da área, diz Keka
 

   Conforme a presidente do Sindjor, do ponto de vista trabalhista, haverá uma corrida ao jornalismo, não somente feita por pessoas de boa fé. "A confiabilidade da imprensa fica abalada. Em breve sentiremos o achatamento salarial, além de possíveis demissões, já que os empresários poderão fazer contratações mais baratas". O Sindjor realiza nesta segunda (22), às 19 horas, uma reunião para discutir o assunto, com a presença de jornalistas, estudantes e professores de jornalismo. Keka ressalta que qualquer pessoa que se sinta lesada com a decisão do STF pode comparecer ao encontro.

   Para ela, a liberdade de expressão é assegurada também pelos jornalistas, na luta ideológica do dia-a-dia. "É falacioso o argumento de que cassando o diploma para o exercício do jornalismo iremos garantir a  liberdade de expressão. Essa decisão (do STF) é intencional, é política e é, sobretudo, uma manobra do empresariado paulista. Gilmar Mendes está sendo criticado em todo o país por jornalistas e não-jornalistas". Atualmente, Mato Grosso possui cerca de mil profissionais de jornalismo. Destes, apenas metade é sindicalizado. (Flávia Borges)

(18h30) - Daqui a pouco, qualquer curandeiro poderá fazer cirurgia, diz Lúdio

   Os vereadores Lúdio Cabral (PT) e Toninho de Souza (PDT) criticaram a decisão do Supremo Tribunal Federal. “Quer dizer que agora os curandeiros vão poder fazer cirurgias e agir pelo médico porque têm experiência no ato de cuidar da vida das pessoas”, disparou Lúdio. O petista apresentou ainda uma moção de apoio aos jornalistas. “A exigência do diploma não limita o direito de expressão de nenhum cidadão, mas sim assegura dentro dos princípios constitucionais a liberdade de profissão, garantindo seu livre exercício “desde que  atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer”, defende a moção. Para Toninho, que é jornalista, a decisão do STF “rebaixa” os profissionais da comunicação. "Essa decisão do Supremo foi um nocaute à nossa profissão", avaliou. 

   Conforme Lúdio, a argumentação do STF é infundada. "É como se o diploma fosse cercear o direito à informação. Porém, a profissão de jornalista regulamentada assegura o direito à informação", argumentou. Nesta quinta o ministro das Comunicações, Hélio Costa, defendeu a criação de um projeto de lei no Congresso exigindo a obrigatoriedade do diploma de jornalismo para o exercício da profissão. (Patrícia Sanches)

  •   Clique aqui e veja a íntegra da moção apresentada por Lúdio

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Ademar Adams | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Todos nós sabemos que grande parte dos jornalistas sobrevive em assessorias públicas e privadas.

    Na iniciativa privada acredito que ainda vão manter os profissionais, pois, sabem dar valor a eles.

    Mas os políticos, bem logo vão provisionar seus apaniguados, seus capachos e com eles partilhar o valor do salário que o erário paga.


  • MARCIO RIOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SEGUNDO O ARTIGO 5º DA CONSTITUIÇÃO TODOS TEMOS O DIREITO DE EXPRESSAR NOSSAS OPINIÕES, A FORMAÇÃO DE JORNALISTA PELAS UNIVERSIDADES É SEM DÚVIDA FUNDAMENTAL, MAS NÃO PODE CERCEAR A LIBERDADE DE INFORMAÇÃO; SOU FORMADO EM COMUNICAÇÃO- RADIO&TV E ACHO QUE ESSA EXIGENCIA REALMENTE ERA ABSURDA, QUEM ENTENDE MELHOR DE ECONOMIA QUE UM ECONOMISTA? OU POLÍTICA QUE UM CIENTISTA POLÍTICO? QUEM ESTÁ CHORANDO AGORA É SÓ A PARCELA DE PROFISSIONAIS QUE NÃO QUEREM SE CAPACITAR, DESINFORMADOS QUE USAVAM A LEGISLAÇÃO PROPOSTA PELA DITADURA PARA MANTEREM-SE COMO ÚNICOS DETENTORES POR DIREITO DE DISSEMINAREM A INFORMAÇÃO.
    A EXIGÊNCIA DO DIPLOMA FOI INSTITUÍDA PELA DITADURA MILITAR, JUSTAMENTE PARA FAZER O QUE MUITOS ESTÃO DIZENDO QUE A DERRUBADA DO DIPLOMA FEZ, PORTANTO, ANTES DE EMITIREM UMA OPINIÃO, AS PESSOAS DEVERIAM CONHECER MELHOR A HISTÓRIA DO PAÍS.
    ESCREVO PARA DIVERSOS JORNAIS NO ESTADO E O DIPLOMA NUNCA ME IMPEDIU, PORÉM EXISTE UMA RESERVA DE MERCADO ONDE APENAS OS FORMADOS (E NEM TODOS SÃO PREPARADOS), PODERIAM ASSINAR COMO JORNALISTAS E TRABALHAR EM TEMPO INTEGRAL NESSA FUNÇÃO, AS COMPARAÇÕES FEITAS ENTRE PROFISSÕES SÃO FRUTO DO DESPREPARO DAS PESSOAS QUE AS FAZEM, POIS ENTRE AS PROFISSÕES CITADAS NÃO EXISTEM COMPARAÇÕES, E AS OBSERVADAS AQUI SÃO HORRENDAS. O PRÓPRIO MERCADO DE AGORA EM DIANTE SELECIONARÁ OS MELHORES...

    ECONOMISTAS PARA FALAR SOBRE ECONOMIA, CIENTISTAS POLÍTICOS, GEÓGRAFOS, HISTORIADORES, O MERCADO DE COMUNICAÇÃO É MUITO AMPLO. E PARA AQUELES QUE PARTICIPARAM DA CONSTRUÇÃO DE UM PERÍODO DEMOCRÁTICO NESSE PAÍS, ONDE O JORNALISMO ERA REALIZADO COM AMOR, ÉTICA E CARÁTER ESSA DECISÃO AMPARADA PELO INSTRUMENTO DE LUTA CONSTRUÍDA EM 88 ATRAVÉS DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, SIGNIFICA UM AVANÇO, A RECUPERAÇÃO DE UM ERRO NÃO VERIFICADO NA ÉPOCA, A GARANTIA PLENA DOS DIREITOS DEMOCRÁTICOS PROMULGADOS ENTÃO.

    O JORNALISMO E SEU MERCADO NÃO VÃO ACABAR APENAS SE MODIFICARÃO E AQUELES DESCONTENTES PELO MEDO DE PERDEREM SEUS EMPREGOS OU NÃO SE MANTEREM NO MERCADO TERÃO REALMENTE QUE MUDAR SUA VISÃO RETRÓGRADA. A DEMOCRACIA SÓ SE MANTÉM ATRAVÉS DE UM CONTROLE SOCIAL, ATRAVÉS DAS LUTAS POPULARES E A EVOLUÇÃO POLÍTICO DEMOCRÁTICA É ASSIM, ATRAVÉS DOS ORGANISMOS DE BASE...

    ANTES DE DIZEREM ALGUMA COISA SEM SENTIDO... ESTUDEM...CAPACITEM-SE...
    DEVO CONCORDAR COM UM COMENTÁRIO QUE VI AQUI NO RDNEWS, COMENTÁRIO DO SR AGNELLO DA CIDADE DE JACIARA-MT, QUE DIZ: “FACULDADE NÃO ENSINA ÉTICA. ÉTICA É DE CARÁTER. TEM JORNALISTA SAFADO POR AI COM DIPLOMA NA PAREDE. POR QUE NOS PAÍSES DESENVOLVIDOS NÃO HÁ A OBRIGATORIEDADE E O JORNALISMO É BEM FEITO?”

    ANTES DE DIZEREM ALGUMA COISA SEM SENTIDO... ESTUDEM...CAPACITEM-SE...

    DIPLOMA NÃO PODE SER GARANTIA DE EMPREGO OU SER USADO COMO RESERVA DE MERCADO, FORA AS PROFISSÕES QUE LIDAM COM A VIDA HUMANA COMO MEDICINA, ENFERMAGEM, ENGENHARIA E AFINS DEVERIAM TER COMO OBRIGATÓRIO O DIPLOMA, QUE VENHA A DERRUBADA DE OUTRAS OBRIGATORIEDADES, QUERO PODER ME DEFENDER SOZINHO EM UM TRIBUNAL SE ASSIM DESEJAR, QUE A DEMOCRACIA EM TODAS AS SUAS NUANCES SE APERFEIÇOE!

    EM TEMPO, SOU FORMADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL , HABILITADO EM RÁDIO&TV, PÓS GRADUADO EM CINEMA PELA UNB, COM MBA EM ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS, COORDENADOR DE PESQUISAS, ANALISTA POLÍTICO, ATUALMENTE CONCLUINDO GESTÃO PÚBLICA...


  • Fernanda Travassos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Lane Costa - Professora | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O debate sobre a formação profissional de qualquer categoria é coisa séria e não pode ser discutida de forma inconsequente.

    Uma das profissões que mais amargam com isso no Brasil é dos professores, onde a falta de regulamentação permitiu que qualquer um entrasse em sala de aula e (de)formasse gerações e gerações de estudantes. Tanto que o resultado disso é que (de)formamos pessoas como esse Gilmar Mendes com a sua visão miope, voltada para o seu umbigo e seus interesses de classe...

    A formação universitária pode não ser tudo num processo de profissionalização, mas ela é fundamental para contribuir com a indissociabilidade educação e trabalho.

    Minha solidariedade aos jornalistas.

  • LUCIANO SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Realmente me deixa abalado essa notícia. Hoje mesmo também havia lido uma coluna no site observatório da imprensa que, além de abalado, deixou-me revoltado... no site, entre os diversos argumentos contra a obrigatoriedade do diploma, o que me deixou mais triste e certamente acabou com o meu dia foi este trecho:
    A questão da exigência do diploma para exercício do jornalismo é na verdade até simples: a profissão de jornalista dispensa a formação universitária específica porque não existe nenhuma técnica, norma ou regra que não se possa aprender nas redações, trabalhando, ou seja, fora das salas de aula. Há diversas profissões com as mesmas características, além da de cozinheiro, citada ironicamente pelo ministro Gilmar Mendes. Publicitários, músicos, artistas, escritores são alguns assemelhados: é perfeitamente possível realizar o trabalho sem ter aprendido a teoria na escola.

    Bom, envio o link caso algum colega tenha o interesse
    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=542DAC004

    abraço de um profissional indignado,

    luciano

  • zé de deus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ninguem comentou eu vou comentar, bom é éé haaa deixa pra la........rumm

  • DONIZETE SENA RODRIGUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    isso e muito ruim para os jornalista... nao so para eles para o pais .

  • Fernanda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse ministro Gilmar Mendes gosta de polemizar. Ele não sabe nem o que diz. Para comprovar, é só relembrarmos aquele bate-boca dele no STF. Ele é um verdadeiro câncer na sociedade. Deveriam é tirá-lo do poder, já que é uma pessoa que só comete devaneios.

  • Marcia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ode ao STF!!!

    Desrespeitados, rebaixados e humilhados...É assim que se sentem hoje os jornalistas após a indgna decisão do STF.
    Somente em um país em que a educação é cada dia mais improvisada, a qualificação profissional é cada vez mais dispensada.
    É um asbsurdo, e a classe jornalística precisa se unir....

  • SOFIA HADDAD | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A DECISÃO DO STF É UMA CLARA RETALIAÇÃO CONTRA A CLASSE...JORNALISTAS!!!
    O JORNALISMO PROFISSIONAL ESTÁ MOSTRANDO A CARA DO BRASIL...
    QUE INFORMAÇÃO DE QUALIDADE,TERIA O NOSSO TÃO SOFRIDO POVO BRASILEIRO,SE NÃO FOSSEM JORNALISTAS QUE INVESTIGAM E PUBLICAM TODAS AS COISAS ESCUSAS QUE EXISTEM NA NOSSA REPÚBLICA EM TODAS AS INTÂNCIAS????

    ISSO INCOMODA MUITO.

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

Coordenador quer mostrar obras de EP

vanderlucio curtinha   Coordenador da campanha de Emanuel Pinheiro à reeleição, Vanderlúcio Rodrigues (foto) garante que o grupo vai focar na divulgação de propostas e não fará ataques pessoais aos 7 adversários. O ex-secretário de Obras Públicas avalia que o grupo...

Tucano ainda com sequelas da Covid

ricardo saad curtinha 400   O vereador cuiabano e presidente do PSDB na Capital, Ricardo Saad (foto), segue na luta para reverter as sequelas deixadas pela Covid-19. Mesmo Dois meses após ser infectado, diz que 53% do seu pulmão ainda está comprometido e que, por isso, sente muita falta de ar. Candidato à...

Tentando golpe político em Tangará

amauri 400 curtinha   O deputado estadual Paulo Araújo (PP) sofreu uma tentativa de golpe vinda de uma pessoa em quem ele confiava totalmente, o seu ex-assessor Amauri Paulo Cervo (foto). Até há poucos dias, Amauri estava lotado no gabinete do deputado, na AL, quando se licenciou com intenção de concorrer...

Regiões e representantes na disputa

nilson leitao curtinha   A maior parte das regiões está bem representada em relação aos cabeças de chapa que disputarão vaga no Senado. Pelo Nortão e Médio-Norte, encaram às urnas o ex-prefeito de Sinop Nilson Leitão (foto) e o senador tampão Carlos Fávaro (PSD). Na...

Candidatos e definição de suplentes

jos� medeiros curtinha 400   Alguns candidatos ao Senado estão batendo cabeça para compor suas suplências ou reedita-las, como é o caso de José Medeiros (foto), que, na primeira convenção (anulada), havia fechado chapa pura do Podemos com o vice-prefeito de Cuiabá Niuan...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.