Últimas

Quarta-Feira, 28 de Maio de 2008, 10h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

VÁRZEA GRANDE

Contra Júlio é do mau, diz Fabris, ao elogiar Leite


Gilmar Fabris diz que Maksuês é jovem e chegará ao governo
Foto: Ronaldo Mazza

  O deputado Gilmar Fabris (DEM) foi o único a usar a tribuna na sessão noturna desta terça para defender Maksuês Leite (PP) e disparar críticas àqueles que se opõem à aliança do PP com o pré-candidato a prefeito de Várzea Grande, Júlio Campos (DEM), de quem nutre uma amizade antiga. Polêmico, Fabris acusou os que incentivavam Maksuês a continuar candidato de querer enriquecer no governo dele, chamando-os de “povo interesseiro que sonhava pela sangria”.

   Disse ainda que o político tem que ser sensato e saber quando não está bem, mas em seguida se contradiz ao dizer que o parlamentar estava na liderança nas pesquisas e poderia ganhar as eleições. Completa dizendo que o conselheiro-aposentado Júlio Campos (DEM) também poderia vencer.

  O democrata comparou a aliança DEM-PP de Várzea Grande com aquela de 1998, quando Júlio Campos, então candidato a governador, se uniu com o adversário histórico Carlos Bezerra e acabou derrotado nas urnas. Segundo Fabris, Júlio continuou na disputa porque a “companheirada” o incentivava e dispara: “se (Júlio) tivesse um pouco de inteligência naquele momento, as vezes não teria sido candidato, mas a companheirada dizia que essa é a hora, é o seu momento!, tudo com desejo de voltar ao poder, com desejo de ser secretário, empreiteiro. E lá foi Júlio para o sacrifício, doente, sofria de hepatite C, que hoje já se curou mas eu sei disso porque andava com ele dia e noite tomando injeção para poder fazer comício”. Conta também que quando Júlio perdeu, só ouviu críticas e não teve apoio dos que antes lhe apoiavam. "Ele (Júlio) precisou vender seu patrimônio para honrar os compromissos assumidos durante a campanha".

  Fabris faz vários elogios ao colega Maksuês. Diz que ele teve, com a decisão de desistir da disputa,  “verdadeira grandeza da política”. Convicto de que Júlio será prefeito, afirma que o parlamentar do PP vai colaborar muito com a  administração. Dispara crítica àqueles que dizem que não conhecem a mulher de Maksuês, Mara Rubia Leite, mas ele mesmo, no final do discurso, admite que só a conheceu na Assembléia e buscou informações com sua cunhada (Milena Volcov) que é jornalista e conhece o trabalha de Mara em Várzea Grande.

  “O Maksuês emprestou uma pessoa para nos ajudar que é uma grande revelação no social. Ai vem um cara me dizer que não conhecia ela. Claro, você é bacana, mas vai na periferia que você vai saber quem é dona Mara. Ela está na linha de frente. Não precisa aparecer, quem aparece é o marido. Você ouviu falar de quem, você já ouviu falar de Blairo, de obras, de Lula, de Dnit. Você mora onde, mora numa mansão aqui no centro”, diz Fabris, traduzindo o diálogo com um interlocutor.
 
  O deputado disse ainda que o povo não irá se revoltar contra Maksuês a não ser os que “pensavam em roubar”. Destaca que “quem está metendo pau nele deveria parabenizá-lo”.

   Do bem e do mau

   Insinua ainda que todos deveriam renunciar para apoiar Júlio e chama a oposição de grupo do mal. “Maksuês iria enfrentar uma eleição dura, como não vai ser fácil agora. Vamos enfrentar adversário. Então da maneira que o senhor diz todos deveriam renunciar para apoiar Júlio para ter uma candidatura única?", afirmou Fabris. Em seu discurso inflamado, ele emendou: "Não, às vezes tem alguém que é do mau, fica pro mau, não queremos. Fica os do mau pra lá e do bem pra cá. Aqueles que estão conversando lá são do mal, os que tinham feito plano para enriquecer no seu governo vai ter que procurar o outro lado, porque do nosso lado não pode ficar, não vai ter vaga conosco, agora aqueles que querem construir uma grande várzea grande podem se juntar a nós”, ressalta. “Um dia Várzea Grande ainda vai lhe agradecer”, finaliza. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    a assembleia legislativa precisa se purificar, largar de demagogias...

  • Marcelo Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Este deputado ja foi cassado e continua na assembléia por força de liminar não conhece Várzea Grande e muito menos sabe do sentimento do povo de nossa cidade.
    Acho que Fabris não é a pessoa ideal pra dar palpites em VG, já temos aqui gente intelectualmente inespressiva demais.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que beleza esse Gilmar Fabris. Conhecido e reconhecido no cenário político de Mato Grosso como um dos politicos mais atuantes, sério, honesto, de integridade invejada, bem ao seu estilo se une também aos demais companheirada que, assim como ele, possuem o mesmo perfil: Júlio Campos, Imperador das Bananas, Primeiro e Único; José Improbidade Administrativa Riva, Pedro Mensaleiro Sanguessuga Henry; Oscar Boa Vida Mansa Ribeiro; Eliene Incompetente Lima; Paulo Rouba Mas Faz Maluf e tantos outros do mesmo quilate e de idêntica Ficha. Solidarizando-se com o seu colega Maksuês Covarde Traidor Leite, o íntegro Deputado (ainda continua Deputado ???) Gilmar Pouca Vergonha Fabris completa a união ds íntegros de Mato Grosso. Que festa, hem ? Muito melhor do que a Parada Gay de São Paulo.

  • julio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    DO MAL É QUEM FAZ NEGOCIATAS NAS ESCURAS.

  • Soraia Sanches Martins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gilmar Fabris sua concepção de bem e mal é totalmente equivocada.

    Vossa Excelência e a companheirada de DEM(ônios), irão ver nas urnas, o poder do povo, sobretudo, dos eleitores de Várzea Grande, que graças a atitude do nobre Makusês, fez cair a venda dos olhos e aguçou a ira e indignação na população.

    Não somos gado, nem porcos!!

    Seu discurso é ridículo, e saiba que todos aqueles que se posicionam em favor, e sai em defesa essa corja, automaticamente se insere no mesmo lamaçal. Melhor fechar a boca, senão leva pedrada na rua.

  • pablo escobar jr | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eu não consigo entender por que esse Gilmar Fabris não esta preso, cade o MPE, cade TJ-MT???

  • julio augusto de oliveira soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O senhor Gilmar Mendes em sua fala demonstra todo o putrefato e espúrio negócio que virou os bastidores da nossa decadente política,pois ele mesmo é produto dessas manobras e só encontra-se na assembléia devido a leniência da nossa justiça,vítima das ações protelatória dos seus caros advogados. só que a nova ordem mundial´com as informações em tempo real como este conceituado blog vêm acordado a letargia da nossa sociedade.

  • nivaldo costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem é do mal é esse Gilmar Fabris. Ao defender a candidatura do Júlio Campos e do Makduês Leite é por que tirar alguma fatia do bolo financeira da prefeitura de Várzea Grande. O DEM, é de demônio, já que a maioria dos políticos desse partido, antigo PFL e Arena, é coronéis, tem fazendas, escravizam funcionários, roubam e se não bastasse tudo isso, deu sustentação política por muita tempo à ditadura militar no Brasil.
    Gilmar Fabris se recolha na sua insignificância, ignorância e na sua imensa gordura, ladrão...

  • lorival | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VERGONHOZO ESSE DISCURSO ISSO DA NOJO!!!!!!!!!!!!!

  • CIDADÃO DESESPERANÇADO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Rdnews vou tentar refazer meu comentario:

    Ue !! esse deputado não esta obeso??????? dep. vai carregar a pasta do Arcanjo pra cima e pra baixo porque vocencia é o Ofice-boy dele


    se este país fosse serio o senhor não estaria nesta tribuna

    se bem que nesta tribuna esta indo qualquer um agora

    publica Rdnews por favor

Magistrado quer restrições mais duras

orlando perri 400 curtinha   Ao deferir pedido de liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo chefe do MPE-MT, José Antonio Borges, em meio a conflitos de normas editadas pelo governo estadual e pela Prefeitura da Capital, o desembargador Orlando Perri (foto) enfatiza que é preciso endurecer as medidas...

Paisagista, aliança com Pátio e a AL

claudio paisagista 400   Claudio Ferreira, o Paisagista (foto), está tão empolgado com a votação para prefeito de Rondonópolis no ano passado que pretende encarar outro teste das urnas, agora para deputado estadual, em 2022. Pelo DC, ele tentou a sucessão municipal e chegou a 17.498 votos, ficando...

90 novas UTIs só neste ano em MT

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) disse que o governo estadual tem se empenhado ao máximo na luta pelo combate ao novo coronavírus. E enfatiza que somente neste início de ano, o Estado já habilitou 90 novos leitos de UTI para atender casos graves de Covid-19. Entre janeiro e março, foram abertos...

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...

Deputado defende cultos com até 600

sebastiao rezende 400   Num momento em que a segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus avança em MT, levando o governo a retomar medidas restritivas para evitar colapso, já que cerca de 90% das UTIs estão lotadas, o deputado Sebastião Rezende (foto), da Igreja Assembleia de Deus, teve a...