Últimas

Segunda-Feira, 03 de Setembro de 2007, 07h:56 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

ARTICULAÇÃO

Coronel evita reserva para não sair do governo

  * Processo de aposentadoria está parado na SAD
  * Jorge e Victor Hugo também deveriam se aposentar
 

  O secretário-chefe da Polícia Militar, coronel Orestes Teodoro de Oliveira, está com o processo de aposentadoria engavetado na secretaria de Administração. Assim, evita a reserva e, como oficial da ativa, se mantém no primeiro escalão do governo Blairo Maggi. A situação é similar em relação aos coronéis Jorge Roberto Ferreira da Cruz, secretário-adjunto de Segurança Pública, e Victor Hugo Metello, diretor do Centro de Capacitação de Desenvolvimento e Pesquisa (CCDP).

   Oliveira, Jorge e Victor Hugo estão com 30 anos de serviços prestados e 8 anos de patente de coronel, portanto, já deveriam estar na reserva, com exceção de Victor Hugo, que completa os 30 anos nesta quarta, 5 de setembro, informa a diretoria-adjunta de Recursos Humanos (Darh). O novo estatuto da PM, aprovado em dezembro, reza em seus artigos que o coronel, ao completar 30 anos de serviços e 5 de coronel no posto, deve ir para a reserva remunerada.

   Como o quadro de 18 coronéis está completo, novas promoções só serão possíveis a partir de aposentadorias. Com os processos "amarrados", o próprio governo fica impedido de escolher novos coronéis. Outro que está prestes a se aposentar é o ex-comandante-geral Leovaldo Salles, que também já completou o tempo de serviço. Em sua campanha vitoriosa à presidência da Associação dos Oficiais de Mato Grosso, que congrega oficiais da PM e bombeiros militares, Salles prometeu, se eleito, já ingressar com processo para a reserva remunerada. Resta saber se cumprirá a promessa.

   De todo modo, há possibilidade de, em dezembro, período da próxima promoção, tenha sido abertos quatro assentos de coronéis. Isso já deveria ter ocorrido este mês.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • MARIO AVELINO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O interesse nunca é público, neste caso do Cel. Oliveira as questões contra ele são meramente oportunistas, estão querendo tomar seu lugar, quer dizer, querem ser Coronel a qualquer custo. Entendo que aposentadoria deve ser dada para quem quer se aposentar, ou precisa e não para aqueles que querem trabalhar. Este coronel Orestes é uma das pessoas que mais trabalha neste governo. Tenho acompanhado o seu trabalho junto as entidades de Base da sociedade, ele esta fazendo um belo trabalho, agora ele tem que deixar de trabalhar somente para aumentar uma vaga para outro e inchar a folha de pagamento com mais um na reserva?
    Coisa para se pensar.....

  • Carlos Roberto de Aguiar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Êste assunto é o tal de chover no molhado, pois se existe lei regulando o afastamento aposentatorio, e, cumpridos os intersticios legais do tempo de serviço e da investidura na patente maior de coronel,
    pode o governo, se fôr do interesse, determinar ex-oficio a passagem dos oficiais para a reserva remunerada, e com a vacância a promoção de outros oficiais dentro da carreira. Mas no caso como é de interesse do mandante maior e da administração pública, os oficiais podem continuar nos cargos, pois não há prejuizo ao erário publico a permanência, e em não havendo prejuizo, não há ilegalidade.

  • Robson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    MARIO AVELINO, se não sabes cofmo funciona o Processo de aposentadoria na PM, o melhor que tendes a fazer é abster-se de comentar. Lei é Lei... Tem que ser cumprida. Porque a Lei foi cumprida com o Cel Sales e não foi cumprida com o Cel Oliveira? ja que não é pra cumprir então o melhor é que a vevogue de vez.




  • Silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O novo estatuto da PM, aprovado em dezembro, reza em seus artigos que o coronel, ao completar 30 anos de serviços e 5 de coronel no posto, deve ir para a reserva remunerada.
    pergunto? um estatuto ele é superior a lei federal? Não foi aprovado no governo LULA com os mensaleiros que o homem so pode se aposentar ao 60 anos independete do tempo de serviço

  • Robson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Silvia, você é mais uma que perdeu a oportunidade de ficar calada. O Estatuto da PM é lei complementar a Constiruição do Estado de Mato Grosso. Regula a situação dos servidores publicos Militares de MT. A Lei que você refere regula a situação dos funcionarios públicos civis da União. Por acaso você já ouviu falar em "cada macaco no seu galho"? Para você dou o mesmo conselho que dei para o MARIO AVELINO: "se não sabes cofmo funciona o Processo de aposentadoria na PM, o melhor que tendes a fazer é abster-se de comentar".

  • Atila | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Inicialmente quero esclarecerque não é somente o caso dos 3 coroneis citados, mais existem outros casos como dos coronéis Adaildon e Campos Filho que tiraram de seus tempos de serviços mais de 5 anos de trabalho.
    A LEI FOI FEITA PARA TODOS.
    Então deveria tomar o rumo da reserva os 5 coronéis, isto é vai colocar pijamas.

  • joão paulo da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que pena, um Coronel tao jovem, inteligente ter que aposentar.
    Teim muito ainda ha contribuir para o Estado de Mato Grosso.


  • Juliana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na verdade o que se preocupam não é se os Coronéis trabalharam demais e merecem a aposentadoria, o que querem realmente é a vaga livre para novas nomeações.
    O que de verdade julgo ser um absurdo, pois que seria mais um salário a ser pago pelo contribuinte, posto que os Coronéis que ai estão, são jovens, inteligentes, em plena capacidade para o exercicio que lhes foi atribuido.
    Por favor! entendamos que esses Coronéis, não querem se aposentar, pelo simples fato de que tem muito que realizar ainda. E não se enganem achando que ficariam tão tristes assim, pois ganham a mesma coisa na reserva, quem sai perdendo? É o POVO! E quem ganha é a corja, instalada dentro do governo Blairo, presta atenção Governador!

Único da família Oliveira pra vereador

luluca 400 curtinha   Na queda-de-braço entre irmãos, venceu, por enquanto, Luiz Arthur Oliveira Ribeiro, o Luluca (foto), que será candidato a vereador pelo MDB em Cuiabá, carregando o espólio político da família Oliveira. Irmão de Luluca, o ex-vereador Leonardo Oliveira, que procurou e...

2 nomes do DEM avaliam desistência

ivan evangelista 400 curtinha   A chapa de pré-candidatos do DEM a vereador pela Capital corre risco de sofrer duas baixas consideráveis. Os ex-vereadores Ivan Evangelista (foto), que atuou na Câmara por 13 anos, e Leonardo Oliveira, por dois mandatos, podem vir a desistir do teste das urnas. Mas, por enqanto, ambos garantem...

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.