Últimas

Segunda-Feira, 03 de Setembro de 2007, 07h:56 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

ARTICULAÇÃO

Coronel evita reserva para não sair do governo

  * Processo de aposentadoria está parado na SAD
  * Jorge e Victor Hugo também deveriam se aposentar
 

  O secretário-chefe da Polícia Militar, coronel Orestes Teodoro de Oliveira, está com o processo de aposentadoria engavetado na secretaria de Administração. Assim, evita a reserva e, como oficial da ativa, se mantém no primeiro escalão do governo Blairo Maggi. A situação é similar em relação aos coronéis Jorge Roberto Ferreira da Cruz, secretário-adjunto de Segurança Pública, e Victor Hugo Metello, diretor do Centro de Capacitação de Desenvolvimento e Pesquisa (CCDP).

   Oliveira, Jorge e Victor Hugo estão com 30 anos de serviços prestados e 8 anos de patente de coronel, portanto, já deveriam estar na reserva, com exceção de Victor Hugo, que completa os 30 anos nesta quarta, 5 de setembro, informa a diretoria-adjunta de Recursos Humanos (Darh). O novo estatuto da PM, aprovado em dezembro, reza em seus artigos que o coronel, ao completar 30 anos de serviços e 5 de coronel no posto, deve ir para a reserva remunerada.

   Como o quadro de 18 coronéis está completo, novas promoções só serão possíveis a partir de aposentadorias. Com os processos "amarrados", o próprio governo fica impedido de escolher novos coronéis. Outro que está prestes a se aposentar é o ex-comandante-geral Leovaldo Salles, que também já completou o tempo de serviço. Em sua campanha vitoriosa à presidência da Associação dos Oficiais de Mato Grosso, que congrega oficiais da PM e bombeiros militares, Salles prometeu, se eleito, já ingressar com processo para a reserva remunerada. Resta saber se cumprirá a promessa.

   De todo modo, há possibilidade de, em dezembro, período da próxima promoção, tenha sido abertos quatro assentos de coronéis. Isso já deveria ter ocorrido este mês.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • MARIO AVELINO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O interesse nunca é público, neste caso do Cel. Oliveira as questões contra ele são meramente oportunistas, estão querendo tomar seu lugar, quer dizer, querem ser Coronel a qualquer custo. Entendo que aposentadoria deve ser dada para quem quer se aposentar, ou precisa e não para aqueles que querem trabalhar. Este coronel Orestes é uma das pessoas que mais trabalha neste governo. Tenho acompanhado o seu trabalho junto as entidades de Base da sociedade, ele esta fazendo um belo trabalho, agora ele tem que deixar de trabalhar somente para aumentar uma vaga para outro e inchar a folha de pagamento com mais um na reserva?
    Coisa para se pensar.....

  • Carlos Roberto de Aguiar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Êste assunto é o tal de chover no molhado, pois se existe lei regulando o afastamento aposentatorio, e, cumpridos os intersticios legais do tempo de serviço e da investidura na patente maior de coronel,
    pode o governo, se fôr do interesse, determinar ex-oficio a passagem dos oficiais para a reserva remunerada, e com a vacância a promoção de outros oficiais dentro da carreira. Mas no caso como é de interesse do mandante maior e da administração pública, os oficiais podem continuar nos cargos, pois não há prejuizo ao erário publico a permanência, e em não havendo prejuizo, não há ilegalidade.

  • Robson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    MARIO AVELINO, se não sabes cofmo funciona o Processo de aposentadoria na PM, o melhor que tendes a fazer é abster-se de comentar. Lei é Lei... Tem que ser cumprida. Porque a Lei foi cumprida com o Cel Sales e não foi cumprida com o Cel Oliveira? ja que não é pra cumprir então o melhor é que a vevogue de vez.




  • Silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O novo estatuto da PM, aprovado em dezembro, reza em seus artigos que o coronel, ao completar 30 anos de serviços e 5 de coronel no posto, deve ir para a reserva remunerada.
    pergunto? um estatuto ele é superior a lei federal? Não foi aprovado no governo LULA com os mensaleiros que o homem so pode se aposentar ao 60 anos independete do tempo de serviço

  • Robson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Silvia, você é mais uma que perdeu a oportunidade de ficar calada. O Estatuto da PM é lei complementar a Constiruição do Estado de Mato Grosso. Regula a situação dos servidores publicos Militares de MT. A Lei que você refere regula a situação dos funcionarios públicos civis da União. Por acaso você já ouviu falar em "cada macaco no seu galho"? Para você dou o mesmo conselho que dei para o MARIO AVELINO: "se não sabes cofmo funciona o Processo de aposentadoria na PM, o melhor que tendes a fazer é abster-se de comentar".

  • Atila | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Inicialmente quero esclarecerque não é somente o caso dos 3 coroneis citados, mais existem outros casos como dos coronéis Adaildon e Campos Filho que tiraram de seus tempos de serviços mais de 5 anos de trabalho.
    A LEI FOI FEITA PARA TODOS.
    Então deveria tomar o rumo da reserva os 5 coronéis, isto é vai colocar pijamas.

  • joão paulo da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que pena, um Coronel tao jovem, inteligente ter que aposentar.
    Teim muito ainda ha contribuir para o Estado de Mato Grosso.


  • Juliana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na verdade o que se preocupam não é se os Coronéis trabalharam demais e merecem a aposentadoria, o que querem realmente é a vaga livre para novas nomeações.
    O que de verdade julgo ser um absurdo, pois que seria mais um salário a ser pago pelo contribuinte, posto que os Coronéis que ai estão, são jovens, inteligentes, em plena capacidade para o exercicio que lhes foi atribuido.
    Por favor! entendamos que esses Coronéis, não querem se aposentar, pelo simples fato de que tem muito que realizar ainda. E não se enganem achando que ficariam tão tristes assim, pois ganham a mesma coisa na reserva, quem sai perdendo? É o POVO! E quem ganha é a corja, instalada dentro do governo Blairo, presta atenção Governador!

Scheila assume APDM e cita projetos

scheila pedroso 400   Esposa do prefeito sinopense Roberto Dorner, Scheila Pedroso (foto), primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social, passa a tocar, pelos próximos dois anos, a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de MT (APDM/MT). Ela promete juntar força com os...

Prefeito de Araputanga negocia praça

enilson rios prefeito 400 araputanga   O prefeito de Araputanga, Enilson Rios (foto), que ganhou as eleições do ano passado por uma diferença de apenas 56 votos sobre Joel Martins, com placar de 3.492 a 3.436, está no centro de uma polêmica. Ele aceitou uma proposta do Sicredi para utilização de um...

Barra recebe R$ 1,9 mi pra bancar UTIs

adison gon�alves 400   Em Barra do Garças, com 61 mil habitantes e 5.929 casos confirmados de Covid-19, inclusive com 207 mortes, incluindo 26 óbitos de indígenas em consequência da doença, o prefeito Adilson Gonçalves (foto) abriu crédito suplementar no orçamento de R$ 1,9...

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...

MAIS LIDAS