Últimas

Quinta-Feira, 24 de Janeiro de 2008, 14h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

JUDICIÁRIO

Corregedor estima 30 sindicâncias contra juízes

Corregedor-geral de Justiça Orlando Perri   O corregedor-geral de Justiça, desembargador Orlando de Almeida Perri, estima que tramitam, em sigilo, em torno de 30 sindicâncias contra magistrados. Segundo ele, a maioria dos juízes é acusada de atrasar andamentos de processos. “Alguns demonstram ineficiência”, diz. O desembargador defende que, à medida que as denúncias e julgamento de processos contra magistrados vem à tona, mostra que o Tribunal de Justiça está atuando. “Qualquer denúncia que é divulgada demonstra que o Judiciário está atento às mazelas que existem em qualquer órgão, seja ou não do Judiciário”, disse. Quanto aos nomes dos magistrados sob investigação, o corregedor-geral explica que a lei obriga a manter sob sigilos. 

   Perri assegura que o Judiciário não faz vistas grossas aos desmandos, assim que foi questionado sobre a conduta do juiz aposentado José Geraldo da Rocha Palmeira, acusado de peculato (recebimento de propina se aproveitando de cargo público), falsidade ideológica, falsificação ou rasura de documento público e favorecimento à prostituição. Palmeira chegou a ter a prisão decretada no início deste mês.

   Também lembrou da denúncia de corrupção na 2ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, que culminou na prisão da ex-escrevente Beatriz Árias e de mais quatro supostos envolvidos. A investigação revela ligação entre a escrivã Vera Lúcia da Anunciação e a ex-escrevente Beatriz, que atualmente cumpre pena por crime de homicídio na ação sobre o assassinato do juiz Leopoldino do Amaral, em setembro do ano passado.

   Neste último episódio, Beatriz serviria de elo entre reeducandos e servidores. "Se há culpados, eles devem ser punidos. A Corregedoria sempre esteve aberta para receber denúncias sobre qualquer irregularidade”, afirma Perri, após participar nesta quinta da solenidade que marcou a inauguração das sete varas especializadas.

     As denúncias contra a maioria dos desembargadores mato-grossenses, feitas em 99 pelo então juiz Leopoldino, explodiram na mídia nacional e até hoje, quase uma década depois, ainda respinga negativamente no Judiciário mato-grossense. “O Tribunal sofre devido a uma denúncia sem provas. O período foi tão turbulento que o povo ainda aguarda resposta de processos que foram todos arquivados. Leopoldino aproveitou o momento para se defender”, recorda o corregedor-geral de Justiça. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • DONIZETE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SE TENHE DEMOCRACIA NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MOSTRA OS NOMES DOS MAGISTRADOS PARA ASSOCIEDADE NAO SOFRAM NA MÃO DELES???

  • Walter Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Corregedor ta certo.

    Uma vês comprei um lata de tinta de parede externa vencida,numa grande rede de loja, a nota tinha um carimbo dizendo que não devolvia o dinheiro e nem a mercadoria.

    Peguei a lata, fui para o ponto de ônibus, e no ônibus super-lotado, fui ao PROCON da av do CPA, lá mandaram para o bairro do porto fazer ocorrência policial na Delegacia do Consumidor, voltei há pegar outro onibus lotado e fui ao Porto, delá me mandam pro bairro verdão onde fica a DECON.

    Para minha sulpresa, o Juiz, que julgou meu processo, senteciou a loja, fazer somente a devolver o dinheiro da tinta em dobro, e na sentença o magistrado alega que não houve danos morais, mesmo falando que os fucionário da loja ter me apelidado e chamado em viva vóz de: HOMEM DO PROCON ao sai da loja.

    EU, PASSEI MAIOR VERGONHA E CONTRANGIMETO DENTRO DOS ÔNIBUS APERTADO DE JENTE.

    Meu proc. tá lá no planalto com o n.2020/06.

    ---- Fica demostrado que se voce não levar advogado, o Juiz não da muito atenção e aí voce dança e até hj ainda não recebi o dinheiro ta tinta.

    Éssa é a justiça nossa.

    Por isso é bom mesmo que o Corregedor TJ dá uma dura.


  • ALBUCASSIS RAMIRES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TENHO A ESPERANÇA DE QUE O DESEMBARGADOR PAULO LESSA,FAÇA DO NOSSO PODER JUDICIARIO , UM PODER TRANSPARENTE E OS JUIZES ENTENDAM QUE NÃO SUPERIORES A NINGUEM,QUE SÃO MEROS FUNCIONARIOS PUBLICOS DE UM PODER E QUE OS SEUS SALARIOS SÃO PAGOS PELA SOCIEDADE,QUE TEM QUE SER RESPEITADA E PRESTADA CONTAS DE SUAS AÇÕES.

    FOI SE O TEMPO DAS CAIXAS PRETAS,HOJE A SOCIEDADE E A NOSSA CONSTIUIÇÃO EXIGEM TRANSPARENCIAS NOS ATOS DOS SEUS AGENTES PUBLICOS.

    DR.PAULO LESSA O POVO DE MATO GROSSO ACREDITA MUITO EM VOSSA EXCELÊNCIA,E AGUARDA COM ANSIEDADE O INICIO DE UMA GRANDE AÇÃO DO PRESIDENTE LESSA,MORALIZANDO TODOS OS SETORES DO PODER JUDICIARIO,QUE SE DESVIARAM DA DIREÇÃO CERTA.

    JULGANDO E PUNINDO OS POLITICOS E JUIZES CORRUPTOS, A EXEMPLO DO RIVA E BOSAIPO,DESTE ULTIMO QUE SEJA TORNADO SEM EFEITO A SUA NOMEAÇÃO PARA O TRIBUNAL DE CONTAS.

    FIQUE CERTO VOSSA EXCELENCIA QUE OS SEUS FILHOS E NETOS TERÃO MUITO ORGULHO,ASSIM COMO TODA A SOCIEDADE MATOGROSSENSE , DE TER UM JUDICIARIO TÃO DIGNAMENTE CONDUZIDO.

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

Grupo de risco em casa até 31 de maio

Em novo decreto, dentro das medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao Covid-19, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro determinou que servidores municipais que integram o chamado grupo de risco não devem trabalhar presencialmente nas secretarias e/ou órgãos da administração. São considerados desse grupo servidores acima de 60 anos, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas e servidoras grávidas e...

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...