Últimas

Quinta-Feira, 22 de Maio de 2008, 10h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

INVESTIGAÇÃO

CPI intima 3 e quer "lacrar" logo aterro sanitário

   Quidauguro Fonseca, que deixou esta semana o comando da secretaria de Infra-Estrutura de Cuiabá para reassumir a condição de adjunto, vai ser o primeiro a prestar depoimento à CPI do Lixo, instituída pela Câmara Municipal para apurar as irregularidades na coleta, o caos no aterro sanitário e o processo de concessão dos serviços. O presidente da Comissão, vereador Francisco Vuolo (PR), já definiu a data para a oitiva de Quidauguro: 4 de junho.

   Além do ex-secretário do prefeito Wilson Santos, agora substituído por Josué de Souza, também serão convocados para depoimento o coordenador de fiscalização da secretaria estadual de Meio Ambiente, Célio Nogueira, um dos que assinaram o relatório que condena o aterro sanitário, e o empresário paulista Marcelo Gelfi, diretor da Qualix, empresa que explora a concessão dos serviços de coleta de lixo desde 1999, na gestão Roberto França.

  A CPI tem ainda 45 dias de trabalho pela frente. Caminha a passos de tartaruga. Por enquanto, está debruçada em planilhas e outros documentos. Em busca de informações, principalmente sobre a coleta de lixo, a Comissão lançou o disque-denúncia (3317-2980) e também um e-mail (cpidolixo@terra.com.br). As informações, segundo Vuolo, vão ser preservadas. Ele espera que a população informe se está havendo ou não regularidade na coleta de lixo e outras problemáticas do setor.

   O presidente da CPI disse que, com respaldo do Ministério Público, já tem pronta uma ação judicial contra a prefeitura por esta manter em funcionamento um aterro sanitário que está comprometendo o lençol freático. Enfatiza que laudos da Sema e da UFMT atestam isso. Francisco Vuolo diz que, mesmo com essas irregularidades, a Qualix continua faturando mais de R$ 1 milhão mensal por causa da concessão da coleta do lixo e do aterro sanitário.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • armando figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O senhor vuolo deveria saber, ou pelo menos ter uma assessoria técnica competente para lhe explicar que a contaminação do lençol freático do aterro sanitário vêm desde 1999, e passou pelos 8 anos da administração frança, do qual ele foi secretário, sem que tivesse qualquer providência para lacrar o aterro sanitário. A contaminação é devido não ter sido vedado por manta a área em razão de ter sido projetada a compostagem dos resíduos orgânicos através daquele sistema alemão de containers instalados justamente para fazer a compostagem, o que acabou não funcionando, e hoje aquela estrutura se trasformou num verdadeiro ferro velho. Verdade seja dita, o atual prefeito herdou aquele pepino dos gestores anteriores que não tiveram nenhum compromisso com a gestão adequada dos resíduos sólidos. Portanto, esta cpi do lixo está me cheirando politicagem da grossa.

  • lucas pereira barreto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Está cpi está mais mal cheirosa do que o chorume gerado pela decomposição do lixo no aterro sanitário. Vejo um esforço muito grande da atual gestão em resolver o problema da gestão do lixo no município, inclusive a prefeitura está discutindo um projeto de resíduos de saúde, da secretaria de meio ambiente, que acredito poderá resolver o problema, que é histórico e não foi criado pela gestão atual. Outro problema que a prefeitura está solucionando são os resíduos da construção civil, que hoje gera aproximadamente 800 toneladas por dia, e que atualmente estão espalhados por terrenos baldios na cidade. Sei que a prefeitura está viabilizando o projeto do ecoponto para vai reduzir em muito o passivo ambiental gerado por tais resíduos. A prefeitura também está trabalhando projetos de coleta seletiva, envolvendo a sociedade, o que irá reduzir, com o tempo, a quantidade de lixo para o aterro sanitário. Portanto, algumas atitudes a prefeitura está tomando para a melhora do sistema de gerenciamento do lixo, e o vereador francisco vuolo, antes de criticar deveria tomar conhecimento do que vêm sendo feito, em vez de apenas de apenas criticar e apontar falhas como o do aterro sanitário, que já vêm de administrações anteriores.

  • luis carlos vasquez pinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É vuolo, queria ganhar votos com o lixo, mas, o seu passado o condena, a administração frança, os desmandos, os preços superfaturados pagos a qualix. Uma coisa é certa, a qualix já passou grana suficiente para a turma do frança, e agora não adianta tentar chantagear novamente. O povo tá vendo tudo.

AL realiza lockdown de faz de contas

Funcionários da AL se mostram revoltados com o lockdown de “faz de contas” promovido por deputados. Isso porque, apesar de estar com as portas fechadas, funcionários estariam sendo obrigados a ir trabalhar e entrando por outras portas. Atendem parlamentares que preferem trabalhar presencialmente. Pelo menos 36 funcionários estariam infectados e os servidores temem que mais pessoas sejam contaminadas pelo coronavírus. O pânico ficou ainda maior...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...