Últimas

Segunda-Feira, 16 de Julho de 2007, 15h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

MEIO AMBIENTE

CPI quer calendário para análise dos processos

Deputado José Riva vai presidir CPI do Meio Ambiente e já define ações  Riva deve assumir presidência e promete ação propositiva e não denuncista; disque-denúncia será criado; secretário, servidores e governador vão depôr

O deputado José Riva (PP), primeiro-secretário da Assembléia, vai presidir a CPI do Meio Ambiente, a primeira criada sob o governo Blairo Maggi. O democrata Dilceu Dal Bosco deve ficar com a relatoria. A definição das funções ocorre em reunião nesta segunda à tarde. As investigações sobre uma das áreas tidas como calcanhar-de-aquiles da atual administração são motivadas por denúncias de irregularidades em processos de licenciamento ambiental. Atinge servidores e empresários do setor. Várias acusados de ligação com esquema de fraudes já foram presos na Operação Guilhotina, deflagrada há duas semanas.

   A CPI pretende focar o trabalho nas ações propositivas e não se prenderá ao denuncismo, avisa o deputado Riva. Ele defende elaboração de um calendário com prazos definidos para a Sema "destravar" alguns setores. A secretaria acumula hoje centenas de pedidos de licença e de manejo florestal e, em muitos processos, demora até três anos para emitir parecer. Uma das primeiras propostas da CPI será, então, estabelecer prazo para evitar tanta demora. Uma outra idéia da Comissão é implantar o disque-denúncia da CPI, no sentido de registrar casos de irregularidades, falhas e sugestões.

    "Quem prostituiu o setor madeireiro, por exemplo, foi o Ibama, que demorava até cinco anos para liberar o manejo (florestal). Isso estimulava o destamento ilegal", afirma José Riva. Hoje, a gestão florestal está sob a Sema. "O governo tem de facilitar o manejo. Com a Sema melhorou em relação ao Ibama, mas está aquém do que precisa".

    Depoimentos

   Somente após definir algumas ações para já surtir efeitos na prática é que os integrantes da CPI vão convocar pessoas para prestar depoimento. Um dos primeiros e encarar a Comissão será o secretário de Estado de Meio Ambiente, Luis Henrique Daldegan. Ele será perguntado sobre a estrutura e as falhas, que vêm travando o setor, principalmente o comércio madeireiro.

    O governador também deve ser convocado a depor, assim como empresários, inclusive alguns "enrolados" judicialmente devido à acusação de fraudes nos processos de licenciamento ambiental. Funcionários da Sema, que estão trabalhando sob tensão, terão oportunidade de se pronunciar na CPI.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Vanessa Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com o deputado Riva, q pode não ser flor que se cheire mas conhece muita coisa e nesse caso tá com a razão. Até quando o sr. Blairo vai continuar dizendo que a Sema é referência nacional??? A verdade é que a Sema tá sucateada, com poucos técnicos de extrema qualidade... Vamos ver se essa cpi, que não pode ser eleitoral, mostre a realidade pra turma da butina...
    Vanessa Cruz

  • getulio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Uma coisa é certa, em relação ao IBAMA, a SEMA é muito melhor, principalmente na gestão do Marcos Machado, que é chato pra caramba mas foi tido como o melhor do staf deste governador, que aliás não deveria ter aceitado a indicação dele para o atual secretário, que diga-se de passagem é muito fraquinho, só tem pulso para ameaçar os da casa e ainda acoberta as cagadas de sua chefe de gabinete, além de ter como diretor do femam um cidadão muito suspeito. Quanto a esta CPI, tenho minhas dúvidas. Se manter o mesmo secretário já será um grande indício de pizza. Estou de olho vivo na SEMA, até porque dependo dos seu serviços.

  • Antonio Luiz de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Espero que esta CPI evite manipulações e perseguições políticas e tomará que se discuta o problema principal daqueles que fazem a gestão ambiental no Estado, os técnicos da SEMA, estes são muito mal remunerados, para se ter uma idéia, conheço uma amiga que possui mestrado, com mais de 10 anos de casa e que recebe pouco mais de 3 mil por mês. Os técnicos estão desmotivados, muitos já sairam e vários estão determinados a tomar o mesmo rumo. Se a SEMA é o carro chefe da economia do Estado, como vários deputados já declararam, inclusive o Riva, então porquê não se propõe isonomia salarial em relação aos fiscais de tributos da secretaria da fazenda que percebe mais de 10 mil mensal? A diferença salarial é muito grande não correspondendo a capacidade técnica dos seus técnicos.

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dep.Riva e DEP.Bosaipo foram parceiros nos pagamentos para Empresas FANTASMAS, mais 65 milhões desviádos do cofre da AL, devidamente comprovados pelo Ministério Público em mais de 30 açoes Civeís Públicas. Será que estão em rota de colisão? O Secretário da SEMA é protegído do Dep. Bosaípo. Alguem de boa fé, acredita que os nobres Parlamentares tem litimidade para fiscalizar alguem, com tantas denúncias de corrupção contra alguns parlamentares, repito os parceiros.
    Alo MP, as referidas ações, estão mofando nas prateleiras das Varas da Fazenda Pública. Para os devedores do IPTU as Ações andam rapidinho..Esta é a Justiça de Mato Grosso. Presidente Paulo Lessa, estmos aguardando o combinado.

  • Dari Shola | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Aqui no nortão todo mundo sabe que antes de ser eleito depuatado, o Riva vendia notas (...) com guias do Transporte de madeira. Já o irmão dele, lá de Tabaporã, continuou vendendo notas (...) até pouco tempo.
    Ora, agora vai presideir CPI? Mato Grosso tá bichado mesmo...

  • paulo henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O deputado Riva deveria abrir uma CPI para investiga-lo para descobrir onde vai todo o dinheiro da Assembléia.

  • vinicius fagundes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Todos sabem que depois que o drº marcos machado saiu da sema, a única ação do atual secretário foi exonerar os técnicos de confiança do marcos, porque será? O que marca o atual secretário é a sua arrogância e prepotência, que só é superado pela sua chefe de gabinete, que parece que manda mais do o próprio secretário. Se é para fazer CPI porquê não se investiga os ocupantes atuais de DAS da SEMA, e poderá verificar que o órgão foi loteado em grande parte por amiguinhos da terra natal e por pessoas que nada entendem sobre meio ambiente. Os técnicos do órgão foram excluídos e marginalizados até mesmo no processo de discussão da revisão da política ambiental do Estado de Mato Grosso. Portanto, tudo que está acontecendo lá na Sema se deve aos forasteiros, indicados politicamente sem a menor capacidade técnica para gerenciar o cargo.

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    paulo henrique o dep. riva tem bons professor e tem boa escola a escola dele e o PARTIDO PP e seu prefessor e mestrado emtudo o dep. pedro henry que cimento ilicito

  • ELIFAS JOSE RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu quero sugerir ao deputado Riva o eterno primeiro-secretario que abrisse uma cpi sobre a compras de lingerie.

  • MIMA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    LI TODOS ESSES COMENTÁRIOS... E FIQUEI ESTARECIDA... É MUITA SUJEIRA EMBAIXO DOS TAPETES... SÓ ME RESTA REZAR E PEDIR QUE DEUS NAO FECHE OS OLHOS DIANTE DE TANTA SUJEIRA... PORQUE SE DEPENDER DA JUSTIÇA TERRENA... TUDO ISSO VAI ACABAR EM P I Z Z A!!! SEM CONTAR QUE AINDA FALTA UMA CPI NO INTERMAT!

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

Bezerra ignora filiado do seu filiado

carlos bezerra 400   Carlos Bezerra (foto), o "cacicão" do MDB, abandonou antes da hora o palanque de Emanuel Pinheiro, mesmo se tratando do filiado mais importante em representatividade partidária no Estado. Bastou a pesquisa Ibope mostrar que o prefeito da Capital estava atrás de Abílio nas intenções de...

Sob ataques e humilhação e vitorioso

emanuel pinheiro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (foto) se emocionou ao falar com a imprensa neste domingo, pela primeira vez como prefeito reeleito. Lembrou que foi atacado não só neste período eleitoral, mas desde o início do mandato. Destacou a aprovação popular, com 86% de avaliação...

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

MAIS LIDAS