Últimas

Quarta-Feira, 22 de Agosto de 2007, 08h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

BASTIDORES

Críticas de ex-secretário abalam o governo Maggi

Deputado considera que o governador está cansado e precisa resgatar compromissos do 1º mandato

    As duras críticas feitas pelo deputado estadual Otaviano Pivetta, presidente estadual do PDT, diretamente ao governador Blairo Maggi, na última sexta (17), em Nova Mutum, continuam gerando muita repercussão. Em solidariedade a Maggi, o pedetista Carlos Brito, secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, anunciou que deve deixar o PDT. Ele não concorda com as críticas do colega de partido.

    Numa demonstração de independência e de audácia, Pivetta aproveitou a presença de Maggi na solenidade que marcou a ampliação do abatedouro da Perdigão e "bateu" no governo. Discursou para cerca de 300 pessoas, entre eles empresários, e foi contundente ao dizer que a atual administração não mostrou, neste segundo mandato, a que veio. Disse que o governo está enfadonho, cansado, sem perspectivas e que falta dinamismo. Sugeriu até que o governador reduzisse a estrutura da máquina, com menos secretarias e enxugamento do quadro de servidores. Entende que alguns secretários têm atuação pífia.

    Ainda no discurso, o empresário e deputado defendeu que Maggi resgatasse o fôlego do primeiro mandato e os compromissos assumidos perante a população. Apontou saúde, educação e estradas como setores deficitários.

   Um tanto "baleado" com as críticas de Pivetta feitas publicamente, o governador reconheceu falhas administrativas. Disse, porém, que continua com o mesmo gás do primeiro mandato, apesar de admitir que a atual conjuntura política é diferente do que foi nos quatro primeiros anos de mandato (2003/2006). Para o governador, agora as exigências são maiores. "Eu não estou esgotado. É o Estado que está esgotado".

   O Palácio Paiaguás sentiu as cutucadas de Pivetta, que ensaia, gradativamente, uma frente de oposição. Para os governistas, as críticas do deputado foram um duro golpe do companheiro e ex-auxiliar de Maggi, já que trata-se de um ex-secretário de Desenvolvimento Rural. A primeira reação contra o colega veio de Carlos Brito, que foi "engolido" nas urnas dentro do PDT pelo próprio Pivetta. Enquanto Pivetta garantiu a cadeira de deputado ao alcançar 35.901 votos, o hoje secretário ficou na primeira suplência, com 30.899 votos. Brito deve migrar para o PR em solidariedade ao amigo Maggi.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Otavio augusto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O senhor Otaviano Piveta parece que agora se tornou paladino da moralidade ...acho que tem até razão em cobrar do seu Blairo Maggi..mais deveria também comprovar como como conseguiu seu patrimonio "cooperativo"...calei,.....

  • Simão Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Taí aoportunidade que o idolatrado secretário Carlos brito queria para entrar no partido de blairo Magii. Sem roberto frança no pr e com essa do Pivetta (que falou realmente uma verdade), o caminho está aberto.

  • rs@uol.com.br | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Ademar Adams | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essas críticas do Pivetta são pertinentes e oportunas. Pivetta já foi do governo Maggi, mas saiu decepcionado com as opções do Blairo na alianças e nos rumos que seu governo tomou.
    Na verdade Blairo Maggi faz um governo do mesmismo. Igual, Djaime Júlio, Bezerra, Dante, etc.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao Deputado Otaviano Pivetta pela coragem de não se curvar ao poder. Esse governo Maggi está decepcionando a grande parte da população que votou nele. Até agora tem sido o governo de uma nota só: Pagot. E nada de fazer os trabalhos para Mato Grosso crescer.

  • domingos lewinski | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo em número, gênero e grau com o deputado Pivetta, têm secretários desmotivados e que não motivam ninguém para trabalhar com eles.

  • Paulo Elias Dantas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É imprecionante como o pessoal ligado ao Blário são sensivel,basta uma crítica ao Governo que logo fala em sair do Partido que pertence.Queria dizer ao Carlos Brito que ninguem é perfeito,e certamente o Blário tem os seus defeitos,e que os parlamentares tem que mostrar.

  • Rodrigo Maia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Antes de atacar o governador Blairo Maggi, Pivetta teria que se explicar referente as denúncias (Digo sobre a "verdinha") que roda nos corredores da Assembléia bem como o conteúdo da mesma.

  • ELIFAS JOSE RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa "briga" é só para ingles ver la na sala do cafézinho da AL ou do palacio paiaguas os dois se encontram e prestem atenção no dialog:
    BM-poxa piveta dessa vez voce bateu duro hein!ka,ka,ka.ka,ka
    OP-que nada brairo voce sabe que não é nada sério, voce sabe né a eleição ta chegando....e tenho que fazer o meu papel de deputado combativo,critico, independente voce calcula quantos eleitores tinha la? mas não vai zangar certo?KA,KA,KA,KA,KA
    BM-tudo bem então voce finge bate e eu finjo que apanho
    BM-Tchau, piveta
    OP-tchau, Brairo um abraço prá familia!

  • Silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É foi mais facil o primeiro mandato porque a casa estava arrumada, no segundo está dificil, porque tudo desandou.
    Otaviano está corretíssimo.
    Blairo está perdendo a aportunidade de fazer a "diferença", enchuga a maquina e bota ela nos trilhos.

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.