Últimas

Terça-Feira, 29 de Maio de 2007, 08h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Culto toda 3ª vira tradição no Palácio Paiaguás

Nome do falecido Mário Augusto Vieira é retirado do hall de entrada do gabinete 

   Augusto Mário Vieira foi cassado pelo regime militar (64/85) e, 33 anos depois (idade de Cristo), reconquistou o mandato de deputado estadual e chegou à presidência da Assembléia. De pronto, o então governador eleito Carlos Bezerra (PMDB) o anuncia como líder do Executivo. Mário, então, assume a cadeira de deputado e, aguarda pela posse de Bezerra - à época governador assumiu o mandato em março. Nesse interím, Augusto Mário veio a falecer. Teve uma ataque fulminante dentro do Palácio Filinto Muller, onde funcionava a Assembléia, hoje sede da Câmara Municipal de Cuiabá.

      Homenageado por Bezerra, Mário Vieira deu nome ao hall de entrada do gabinete do governador. O então assombrado Jaime Campos (91/94), que sucedeu Bezerra, retirou Mário Vieira do hall e o colocou na sala de entrada da chefia de Gabinete. De lá para cá, o falecido, certamente revoltado, "atormentou" tanto que acabaram com a chefia de Gabinete.

     Já o mais assustado Dante de Oliveira (1995/2002) também não deixou em paz o ex-deputado, que ficou divagando de sala-em-sala no Palácio Paiaguás. Hoje, de Mário Vieira, só resta uma placa de bronze, pois a sua fotografia sumiu com tanta andança.

     Neste governo Blairo Maggi, que começou em janeiro de 2003, a chefia de Gabinete é ocupada por dois militares (o tenente-coronel Alexsandre Maia e o major Eumar Novack). Ambos resistem à idéia de trazer para a sala a homenagem ao ex-deputado. Preocupado, o governador mandou reservar toda terça-feira pela manhã para um culto ecumênico. Não quer que o Palácio Paiaguás assuma a condição da Assembléia Legislativa que, de Casa do Povo, começa a ser batizada também de "Casa das Almas" .

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Lobo da Estepe | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu acho que não deve a placa em homenagem a Augusto Mario ser colocada na chefia de Gabinete, pois acho que o de-Q cujus não vai ficar a vontade com seus pares no mesmo recinto. Questão de ideologia.

  • Hélio Antunes Brandão Filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou discípulo fiel de Augusto Mário, também cultuo sua memória. Tive a honra de participar da campanha vitoriosa de Augusto em 1986, que culminou com a eleição do "poeta", "do poetinha", como era carinhosamente conhecido.
    Foi Augusto Mário quem me abriu as portas da política em Mato Grosso.
    Cassado pelo golpe de 64 conseguiu o retorno, creio que a emoção o levou... o plenário da Assembléia à época estava em obras e ele mal podia esperar pela oportunidade de ocupar novamente aquela tribuna.
    Serví ao Governador Jayme Campos como seu assessor e não é verdade que ele tenha retirado a placa da antesala do Gabinete do Governador.
    Por fim, partindo-se dessa premissa de serem retiradas as homenagens àqueles vultos que já se foram beira o rídiculo, a uma porque a Constituição Federal veda homenagens aos vivos e a duas porque em sendo assim ruas, avenidas, prédios e quaisquer outros logradouros, que em geral, encerram homenagens à personalidades que já se foram teriam que passar por revisão total dos nomes. Isso é coisa de alma frágil. Um governo se norteia por ações e nunca por supertições.
    Carrego em minha carteira o santinho que Augusto Mário utilizou na memorável campanha de 1986 e vou indo muito bem obrigado!
    A História de Mato Grosso pode e deve ser respeitada, aqueles que a escreveram por certo agradecerão o respeito!

  • Oriana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Brasil e Mato Grosso passam por momentos de crises de ordem moral, financeira, política, e, enquanto isso, as pessoas do "poder", brincam com coisa séria.
    Deveriam fazer o que lhes foi destinado por voto popular.
    Posso garantir, que me assombra, não só a falta de respeito para com a memória de um íntegro homem público (raridade), mas o fato de que, esses que aí estão, vivos, exercendo seus mandatos, nos assombrem constantemente, com tanta bandalheira. E fazem isso com postura de estadista.
    Vão trabalhar pelo Estado e rezem para que, um dia, sejam lembrados, ainda que, como saqueadores dos cofres públicos, atitude bem diversa da vida pública de Augusto Mário Vieira. Isso é bem coisa de quem não tem o que fazer.

  • nilsinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns Governador, que essa decisão seja tomada em todas as secretarias, nosso Município na secretaria de Saúde toda segunda e terça feira das 7:00 as 7:15 um Pastor lê a Bíblia Sagrada e ora com todos os funcionários, já é visível às mudanças, principalmente a maneira dos funcionários tratarem os munícipes que dependem daquele setor. Quanto a Augusto Mário Vieira melhor seria que tais comentários não saíssem ninguém que partiu desta tem poder para voltar, isso mostra que o povo precisa ter mais conhecimento bíblico e com certeza parariam de falar tanta besteira.

Os virtuais candidatos a governador

ygor moura 400   Mesmo que timidamente, alguns começam a externar, em privado, o desejar de disputar o governo estadual por um bloco de oposição, contrapondo o projeto de reeleição de Mauro Mendes. O empresário Ygor Moura (foto), da rede de clínicas de depilação Espaçolaser,...

Nomes "de fora" pra deputado federal

valtenir pereira 400   Enquantos os oito deputados da bancada federal de MT (Barbudo, Medeiros, Leonardo, Rosa Neide, Juarez, Bezerra, Emanuelzinho e Neri) vão em busca da reeleição, na esperança de continuarem em Brasilia por mais quatro anos, outros líderes correm por fora, dispostos a também entrar na...

Todos federais vão tentar a reeleição

carlos bezerra 400   Todos os oito deputados federais mato-grossenses estão trabalhando projeto de reeleição. Mas um resolveu espalhar, em paralelo, a ideia de tentar o Senado: Neri Geller (PP). Sabe-se, porém, que a jogada do deputado de Lucas do Rio Verde e que já foi ministro da Agricultura não passa de...

Mil cestas básicas vão para músicos

alberto machado 400   O secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está comemorando a decisão do governador Mauro Mendes e da primeira-dama Virginia Mendes, que desenvolve ações sociais de forma voluntária, de disponibilizar mil cestas básicas para...

Assembleia cede espaço pra vacinação

Eduardo Botelho _ 400   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro procurou e encontrou apoio da Assembleia para ampliar locais de vacinação da população contra Covid-19. Em reunião nesta sexta entre o prefeito e os deputados Eduardo Botelho (foto), Paulo Araújo e João José, que preside a...

VG fatura com os clientes da Capital

Com o feriado em Cuiabá nesta quinta (8), por força do aniversário de 302 de emancipação político-administrativa, o movimento no comércio migrou para a vizinha Várzea Grande, segundo maior município do Estado. Em alguns trechos, especialmente na região central, registrou-se congestiomanento no trânsito praticamente o dia todo. Em tempos de pandemia e com horário de funcionamento reduzido, lojistas e comerciantes...