Últimas

Terça-Feira, 31 de Julho de 2007, 19h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INVESTIGAÇÃO

Daldegan diz que 98% do desmatamento é ilegal

     Em depoimento à CPI que investiga irregularidades no setor madeireiro nesta terça (31), na Assembléia, o secretário estadual de Meio Ambiente, Luís Henrique Daldegan, admitiu que 98% do desmatamento no Estado é ilegal. Ao afirmar isso, ele confirma uma crise na pasta, pois esse número mostra que a derrubada de árvores ocorre de forma descontrolada.

   As informações obtidas no depoimento de Daldegan serviram de orientação para que o presidente da CPI, deputado José Riva (PP), elencasse relatórios considerados importantes para o início dos trabalhos da Comissão, entre os quais a relação das Licenças Ambientais Únicas (LAUs) concedidas nos últimos 10 anos, inclusive as de retirada, transporte e queima de lenha por empresas que utilizam vapor na produção. Além disso, a CPI busca dados sobre a tramitação dos processos das licenças, com a data do protocolo e de liberação, com documentos das Pequenas Centrais Hidrelétricas, (PCHs) e Usinas de Mato Grosso nos últimos , bem como as que se encontram atualmente em análise da Sema.

    A CPI também está apurando os processos que resultaram nas prisões da Operação Guilhotina, juntamente com os assinados por engenheiros que tiveram projetos investigados e informação ano a ano e por regiões, do desmatamento. Quer saber da participação de cada um dos setores da atividade econômica nesse processo com o impacto ambiental causado.

     Na próxima sexta, a CPI vai a Sinop, ouvir empresários, madeireiros, segmentos sindicais e representativos da sociedade. Trata-se de uma região diretamente afetada pela crise no setor. (Simone Alves com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Mauricio Fernandes de Menezes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha só, a turminha do poder dá as suas caras, medo de perder o carguinho? Vitória e Maria luisa (?) será a mesma pessoa? pelo jeito está com insônia (por desespero?) ao ver que a vaca está indo pro brejo. Duro essa missão de tentar salvar o chefinho e tentar reverter o quadro (já irreversível) de demissão, conforme declarações do próprio governador é só aguardar o final dos trabalhos da CPI. É isso que dá não enfrentar em concurso público e ficar forçando a barra para não perder a mamata. Agora é tarde, tentaram escamotear a incompetencia, os desmandos, perseguições e tramóias, que vieram a tona na oitiva da assembléia legislativa. Respeito ao ser humano e ao meio ambiente são princípios inalienáveis para quem assume cargos estratégicos da administração pública, e que vocês lamentavelmente não assumiram, e está aí as consequências.

  • Getulio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como um secretário pode admitir que 98% do desmatamento no estado é ilegal? Isso é a mais clara declaração de incompetência de um gestor público. Seria mais bonito se ele dissesse que a SEMA está completamente sem rumo e que o setor madeireiro não acredita na sua gestão, mas não pode parar. Governador Blairo Maggi e membros desta CPI, mandem este secretário para outra pasta que não exija tanta competência. O risco para MT é muito alto, e pode ser irreversível.

  • Joao Siqueira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo amor de Deus Governador Blairo Maggi, nós que votamos e confiamos no senhor, estamos envergonhados com o total "despreparo" do secretário e de seus assessores que o deixaram na mão, pois também não sabiam responder a nada. Quem assistiu a oitiva de Daldegan, se concientizou que o senhor governador, a partir de agora, só não o exonera se tiver rabo preso. Tem?

  • Adilson Jamilsin | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Incompetente, incapaz, inoperante, mal assessorado... quer o que mais???? Ja ea, agora está provado de uma vez por todas que essa administração da Sema tem que ser mudada na íntegra. Imaginem o que esse Luiz Henrique diz lá nos Estados Unidos quando vai representar o Mato Grosso. Não sabe nada, totalmente despreparado.

  • Adriana Andrade | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha, ontem na C.P.I da Sema, o Daldegan provou de seu próprio veneno, pois no momento em que mais precisou de seus "amigos" assessores, ninguém o ajudou, ou talvez, não quiseram ajudá-lo pra ver como dói ser traído como ele fez nas oportunidades das operações com seus servidores.
    Incompetente, essa é a unica palavra que dá para definir o "ja ex-secretário"!

  • Antonio Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O secretário luiz henrique não soube explicar porque não afastou o superintendente jurídico que é irmão do promotor Domingos Savio quando soube da denuncia de suposta venda de sentença no jurídico da Sema. Pois bem, então por que afastou o superintendente da SGF no mesmo dia da operação, dizendo que era para dar "transparencia" as ações da operação. Por que nao afastou tambem os responsáveis pelo jurídico, já que as denuncias são gravíssimas e o Rogério nem teria sido denunciado??????? Será que as costas são largas de alguem?? Responda governador.

  • Homer Simpson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Simplesmente ilário ver a resposta sobre a quantidade de 98% de áreas desmatadas ilegais no estado, só dava assessor, deputado, fazendo contas para ver se estavam acreditando no que ouviram. Uma piada. O secretario não sabe de nada. Pior, deixou o Secretario Chefe da Casa Civil em apuros, ao seu lado, não sabia onde enfiar a cara. Quanta incompetencia.

  • Oliveira Jr | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vou dar uma sugestão para resolver esse problema da Sema: deixem o Luiz Henrique de adjunto e tragam de volta o Moacir Pires para comandar esta pasta de tamanha responsabilidade para o estado.

  • Silvio Pacato | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Wilian de Sentes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Único da família Oliveira pra vereador

luluca 400 curtinha   Na queda-de-braço entre irmãos, venceu, por enquanto, Luiz Arthur Oliveira Ribeiro, o Luluca (foto), que será candidato a vereador pelo MDB em Cuiabá, carregando o espólio político da família Oliveira. Irmão de Luluca, o ex-vereador Leonardo Oliveira, que procurou e...

2 nomes do DEM avaliam desistência

ivan evangelista 400 curtinha   A chapa de pré-candidatos do DEM a vereador pela Capital corre risco de sofrer duas baixas consideráveis. Os ex-vereadores Ivan Evangelista (foto), que atuou na Câmara por 13 anos, e Leonardo Oliveira, por dois mandatos, podem vir a desistir do teste das urnas. Mas, por enqanto, ambos garantem...

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.