Últimas

Sexta-Feira, 01 de Fevereiro de 2008, 08h:07 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

MEIO AMBIENTE

Daldegan monta operação para reduzir estrago

   Enquanto árvores são derrubadas, principalmente no Nortão, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Luis Henrique Daldegan, cada vez mais blindado pelo governador Blairo Maggi, corre contra o tempo para, por conta própria, concluir a revisão dos dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O governo de Mato Grosso garante que, ao contrário do que assegura o Inpe, o Estado não aumentou o índice de desmatamento.

    O secretário assegura que as primeiras varreduras feitas em campo já encontraram inconsistências em alguns dos supostos desmatamentos identificados entre outubro e dezembro do ano passado pelo Deter. Para a Sema, os números foram inflados, com repetição de áreas.

   Tanto Maggi quanto Daldegan apostam numa consciência ambiental que, na prática, foge a realidade do que se vê no Nortão por parte de alguns produtores e madeireiros. Diante de uma fiscalização falha e de uma Sema que trava a análise dos processos, principalmente de licenciamento ambiental, os madeireiros não perdem tempo.

   A Sema tenta agir rápido para o estrago ficar menor. Iniciou uma operação conjunta com o Ibama e a Polícia Militar nos municípios de Juara e Marcelândia e nas regiões do rios Xingu e Araguaia. O trabalho inspecionou 113 pontos de áreas possivelmente desmatadas de abril a setembro. Garante que cerca de 80,5% dos pontos inspecionados são áreas que não sofreram corte raso. Em Marcelândia, que nos dados do Inpe aparece como município campeão em desmatamento, houve só 12% de desmate entre abril e setembro, garante o governador, que esteve pessoalmente na região.

    Mesmo que o governo continue contestando os números, o fato é que MT está sendo localizado pelo mundo como um Estado que avança na destruição da Floresta Amazônica e que tem um governador "rei da soja" que não prioriza o setor.

Postar um novo comentário

Comentários (25)

  • valter luiz azevedo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Têm uma frase do governador que está disponível neste site:
    "É questão superada. Fizemos a contestação e provamos que os números do Inpe estão errados"
    Essa frase, pasmem, é do Blairo Maggi, o nosso governador, negando aumento do desmatamento em MT. Agora se vocês pegarem os jornais e sites a nível nacional, a versão é totalmente contrária do governador, o presidente do INPE reafirmando os indices de desmatamento, o ministro da ciência e tecnologia também, a ministra do meio ambiente idem, o ministro da justiça idem, este inclusive já declarou uma operação especial da policia federal que estará vindo para mato grosso neste mês de fevereiro. Então, ou o governador pensa que matogrossense não lê jornal ou não acessa a internet, ou ele imagina que está com a corda toda e o povo matogrossense o está apoiando a devastação ambiental que ele e a sema estão promovendo no Estado. Com certeza, nós matogrossense estamos envergonhados, e até irritados com a incompetência deste governador em tratar a questão ambiental.

  • Marcos cesar de miranda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O governador está mal assessorado, e com acaba falando muito abobrinha, pois esse pessoal que está na sema está escondendo coisas, e isso pode deixar o governador em situação muito mais complicada do que já está. Olha só que situação, o governador está baseando seus dados de "redução" de desmatamento em dados da Ong Imazon, do Para, e hoje o pesquisador do IMAZON afirmou em varias fontes da imprensa que é fundamental informar ao modelo matemático usado no processamento das imagens o que deve ser visto como floresta e o que precisa ser registrado como área "degradada".

    "Em Mato Grosso, às vezes, uma área detectada pelo SAD como degradada não virou ainda pastagem. Para nós [do Imazon] houve perda de biomassa florestal, mas, para a secretaria [do Estado] aquele área ainda não é alterada", disse Souza Jr. Portanto, meus senhores, minhas senhoras, o governador esta mal informado ou esta falando bobagem mesmo, pois nao precisa derrubar toda a floresta (corte raso) para ser considerado desmatamento, e isso esta ocorrendo e muito em mato grosso, com a conivencia de muita gente, inclusive dos atuais dirigentes da sema, que consideram floresta como mato. tomara que a responsabilidade nao fique somente nas costas dos tecnicos, mas, desta vez pegue peixe grande que financiam este esquema. DIANTE DOS FATOS, RESTA O MINISTERIO PUBLICO COMECAR A AGIR.

  • henrique silvério dos reis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo que estamos vendo há um certo protecionismo do governo do Estado para que o setor agropecuário atue livremente, sem fiscalização, sem controle e sem responsabilidade para com as presentes e futuras gerações.
    Eu diria que duas frases retratam muito bem a situação atual da politica ambiental de mato grosso:
    "Está no mato sem cachorro"
    "se ficar o bicho come, se correr o bicho pega".

  • ricardo jose | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • rosana garcia werner | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ontem a noite em uma grande rede de televisão houve um debate sobre os indices de desmatamento, e os jornalistas da grande mídia nacional não perdoaram, detonaram mato grosso e o seu governo. O governador maggi, informado do debate participou por telefone e só lhe restou dizer "o que vocês querem que eu faça, que eu fiscalize cada km² do Estado? É governador, não precisa o senhor fiscalizar, basta que tenha uma equipe comprometida com a questão ambiental, e os atuais dirigentes da sema já provaram que não possuem competência para lidar com os desafios da área. O senhor governador não disse na campanha que iria quebrar paradigmas? está quebrando a imagem do Estado.

  • Luiz Fernando Gatass de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PARA VOCÊS VEREM COMO SÃO ARDILOSOS ESSA TURMINHA QUE ESTÁ NA SEMA. FINGIRAM O TEMPO TODO QUE ESTAVAM SE DIGLADIANDO COM OS DEPUTADOS DA CPI, QUE NA VERDADE ESTAVAM BARGANHANDO ESPAÇO NO ÓRGÃO, E LÁ NO INTERIOR, AS NOSSAS FLORESTAS ESTAVAM SENDO SACRIFICADAS EM NOME DO MODELO DE DESENVOLVIMENTO DEFENDIDO POR GRUPOS COMO A AMAGGI. HOJE ESTÁ CLARO QUE A CPI FOI UM TEATRO MONTADO PARA DISTRAIR A SOCIEDADE DO QUE ESTAVA ACONTECENDO, E AGORA, PASMEM, A COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE DA OAB DIZ QUE VAI ACOMPANHAR A EXECUÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES DA CPI. ORA, A OAB TAMBÉM QUER PARTICIPAR DO TEATRINHO AMADOR? TODOS SABEM QUE O SECRETÁRIO ADJUNTO DA SEMA, O SENHOR BATHILDE, AQUELE MESMO ACUSADO DE INCOMPETENTE E DE PARTICIPAR DE DIVERSAS ARMAÇÕES NA SEMA, É MEMBRO DA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE DA OAB (VEJA O SITE DA OAB/COMISSÕES) E QUE VÁRIOS DE SEUS MEMBROS NÃO SAEM DO GABINETE DO BATHILDE PARA APROVAR PROJETOS. QUANTA SACANAGEM ESTÁ ACONTECENDO NA SEMA, E ESTÃO PREPARANDO MAIS???CHEGA!!! GOVERNADOR TOME UMA ATITUDE NA VIDA, OU O MINISTÉRIO PÚBLICO, OU SERÁ PRECISO APELAR PARA O PAPA???

  • alice vasquez olivarria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo totalmente com o luiz fernando, e o que será que a OAB está tramando para legitimar o desastre da atual gestão na sema? Alguém têm que dizer ao Leonardo que se de fato ele está interessado em contribuir para que o órgão ambiental seja eficiente é só começar fazendo mudanças nos dirigentes, comprovadamente incompetentes, inclusive o bathilde, seu companheiro de comissão da oab. Como se não bastasse a influência que alguns dos membros desta comissão têm dentro da sema, será que a OAB também deseja participar dessa farsa que se transformou a politica ambiental do Estado de Mato Grosso?

  • Carlosalv@gmail.com | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Alta Floresta vai estar na crista da onda e não por suas belezas, hotel cinco estrelas e reservas naturais.
    PELO DESMATAMENTO!
    Fico recebendo o tempo todo notícias da capital sobre as atividades da SEDTUR onde uma ou outra notícia se salva, sobre os patrimonios históricos, igrejas de responsabilidade do papa, museos para ingles ver e nada de palpável sobre a preservação de nossas matas, de nosso ar.
    E quero saber mais, o que o Pagot vai fazer no Dinit.Arvores caindo, estradas despencando....
    Governador Blairo, é hora ação. Chega de marketing popularesco e arregaça as mangas.A coisa está ficando preta e o estado já está lendo o Blog do Romilson e outros mais.Daqui a pouco é o mundo.Mal para nós que acreditamos em política de desenvolvimento, cheia dos pilares, transparência e outras conversas mais.Governador a responsabilidade é sua e de sua assessoria.A nossa foi votar!

  • Manoel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que pena que a grande maioria acredita na informaçao do Governo federal e critica sem base o governador Blairo Maggi, no trimestre anterior foi detectado uma falha de 80,53% do governo federal e mesmo assim que vive neste estado continua acreditando no governo federal que esta vendendo o nosso querido Brasil voceis que criticam sem saber que o grande poluidor do plane sao as grandes nassoes que querem a fome de nosso populaçao nada faqz para recuperar o que destruiram mas querem que o brasil pague a conto de tudo que eles destruiram vamos refletir e ajudar no desenvolvimento de nosso estado com
    reponsabilidade

  • william | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Comentam-se em todas as rodas que a cpi da SEMA foi so encenação: Que a conclusão da pizza foi uma aliviada para se obter algumas vantagens. Sera? não acredito...Dizem que um certo deputado consegui depois da cpi Licença para Desmatamento eu nao acredito ponho a mao no fogo! o RIVA nao chegaria a tanto ou chegaria? CHEGA DE BLA BLA MATOGROSSO NÃO TEM POLITICA DE MEIO AMBIENTE A SEMA É SÓ PRA INGLES VE E ESTA CUMPRINDO O SEU PAPEL. ONDE ANDA O MINISTERIO PUBLICO DESTE ESTADO..SOCORRO...EU QUERO DESCER!!!É CASO PARA O MINISTERIO PUBLICO FEDERAL! AÍ O PAU VAI COMER!!

Mais 20 respiradores para Cáceres

leonardo 400   O Ministério da Saúde enviou mais 20 respiradores para Cáceres, em atendimento ao pedido do médico  e deputado federal Leonardo (foto). Os equipamentos foram entregues na segunda (12) para a secretaria municipal de Saúde e serão instalados no Pronto Atendimento Municipal para tratar...

Isenção de IPVA a algumas categorias

max russi 400   A Assembleia Legislativa deve aprovar esta semana uma proposta do governo para, em tempos de pandemia, isentar algumas categorias do pagamento de Imposto de Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício de 2021. O projeto chega nesta quarta à Mesa Diretora, sob Max Russi (foto), e vai ser votado no...

CAA-MT fará vacinação contra H1N1

ittalo leite 400 caixa de assistencia   A Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAA/MT), presidida por Ittalo Leite (foto), já deu início à Campanha de Vacinação Contra a gripe H1N1. Serão disponibilizadas seis mil doses da vacina para imunização contra a Influenza A e B,...

Governo compra 103 motos para PM

O governo estadual vai entregar nos próximos dias 103 motocicletas à Polícia Militar. Isso deveria ter ocorrido nesta segunda, mas foi adiado e ainda sem data definida. As motos serão utilizadas pelas equipes de policiais da Companhia Raio de Moto-Patrulhamento, Força Tática e pelo policiamento ordinário na Região Metropolitana de Cuiabá e em vários outros municípios. No primeiro lote, o governador Mauro...

Ex-prefeito, contratos e multa do TCE

jeovan faria 400   O ex-prefeito de Campinápolis, Jeovan Faria (foto), vai ter de pagar uma multa equivalente a 10 UPFs/MT, o que corresponde hoje a R$ 1,8 mil, como punição por contratação de pessoal por tempo determinado sem atender à necessidade temporária de excepcional interesse público....

Decon investiga "fura-fila" da vacina

O delegado Rogério Ferreira, da Especializada do Consumidor (Decon), instaurou o que se chama de Auto de Investigação Preliminar para apurar possíveis irregularidades no cumprimento da ordem de vacinação contra a Covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura de Cuiabá. Na prática, busca investigar possíveis situações de “fura-fila” e outras circunstâncias ilegais. Rogério...