Últimas

Quinta-Feira, 18 de Janeiro de 2007, 13h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Daltinho diz que Riva desrespeita bancada

    O deputado Adalto de Freitas (PMDB), da Grande Barra do Garças, ganhou apoio do colega de partido Juarez Costa na queda-de-braço com Walter Rabello para ocupar a segunda-secretaria da nova Mesa Diretora da Assembléia. A confusão dentro da bancada peemedebista é tamanha que a executiva estadual, sob o cacique Carlos Bezerra, resolveu interferir. Atuando como bombeiro, convocou uma reunião para a próxima semana para tentar apagar o incêndio. Rabello não abre mão do cargo. Já Daltinho argumenta que a indicação do colega não teve aval da bancada do PMDB.

     Ontem, em nota, Daltinho, ao receber apoio de Juarez, resolveu partir para o ataque. Disse que o primeiro-secretário da Assembléia, deputado José Riva (PP), está desrespeitando a bancada do PMDB ao insistir na tese de que a indicação de Rabello está sacramentada porque partiu do líder da bancada, deputado Zé o Pátio. Segundo Daltinho, foram estabelecidas regras para a escolha daqueles que vão compor a Mesa. Lembrou que existe uma definição institucional, através de acordo dos partidos representados por suas bancadas na Assembléia, que as agremiações políticas escolherão os nomes que participarão da Mesa.

   "O primeiro-secretário da Assembléia está querendo contrariar um princípio de convivência institucional estabelecido pelos partidos para a composição da Mesa Diretora", defendeu Daltinho. Segundo o parlamentar, "a bancada do PMDB não decidiu oficialmente quem será o líder, até porque os deputados nem tomaram posse".

    A única chapa que se apresentou de forma completa até agora para a eleição de 1º de fevereiro está assim composta: presidente, Sérgio Ricardo (PPS); primeiro-vice, Dilceu Dal Bosco (PFL); segundo-vice, João Malheiros (PPS); primeiro-secretário, José Riva (PP); segundo-secretário, Walter Rabello (PMDB); terceira-secretária, Chica Nunes (PSDB); e quarto-secretário, Ademir Brunetto (PT).

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Lei em Cuiabá veta cortar luz e telefone

misael galvao 400 curtinha   Seguindo exemplo de outros municípios, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), rejeitou veto do prefeito Emanuel e promulgou uma lei, que proíbe empresas de gás e concessionárias de serviço público de energia elétrica, no caso a Energisa,...

Visita a todos setores e agradecimento

domingos neto tce 400 curtinha   Numa demonstração de humildade e respeito aos servidores, o presidente do TCE Domingos Neto visitou nesta 4ª todo os setores do Tribunal para agradecer pessoalmente o esforço, dedicação e a contribuição de cada colaborador para que sua gestão do...

Equipe, foco e elogios ao governador

mauro carvalho 400 curtinha   Mauro Carvalho (foto), o número 2 do Palácio Paiaguás, faz questão de destacar que o governador Mauro Mendes está fechando o 1º ano de mandato sem promover uma única mudança no quadro dos 16 secretários, incluindo os que comandam a CGE e PGE. Entende isso...

Até Galvan quer o Senado pelo agro

antonio galvan 400 curtinha   A eleição suplementar ao Senado para início de 2020 começa a despertar interesse de diferentes setores. Só dos chamados representantes do agronegócio são pelo menos quatro possíveis candidatos. Até Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja Mato...

Sem elo com a servidora denunciante

abilio 400 curtinha   Sob investigação da Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá por causa de reincidentes casos de quebra de decoro, Abílio Brunini (foto), em nota, contesta o colega Juca do Guaraná, que divulgou imagens e afirmou que o vereador do PSC esteve no Hospital São Benedito e...

Goleada na cassação no TRE e no TSE

edson fachin 400 curtinha   No TRE-MT, em abril, a juíza aposentada e senadora Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, teve o mandato cassado por unanimidade. No julgamento do recurso da parlamentar no TSE, nesta terça, o placar também foi "elástico": 6 a 1. Somente o ministro Edson Fachin (foto) votou acatando o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.