Últimas

Sábado, 16 de Maio de 2009, 11h:54 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

EDUCAÇÃO

DCE ingressa com representação no MP contra reitora

    Após denúncias, o Ministério Público Federal (MPF) abrirá procedimento administrativo contra a reitora da Universidade Federal de Mato Grosso, Maria Lúcia Cavalli Neder, para investigar a decisão da gestora que aderiu ao vestibular unificado por meio de uma resolução “ad referendum”, prerrogativa do cargo. A chamada decisão monocrática. A atitude foi considerada autoritária pelos estudantes e docentes da instituição, como revela o jornal Diário de Cuiabá deste sábado – confira mais aqui. A representação foi protocolada nesta  sexta (15) por representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE) do campus de Cuiabá, que questionam a legalidade da decisão da reitora. Os estudantes reclamam do fato do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) não ter sido consultado. Segundo os estudantes, os 46 conselheiros do Consepe deveriam ter votado a favor ou contra a adesão. Algo que não ocorreu. Mesmo sob protestos dos universitários, que invadiram a reitoria por duas vezes, Maria Lúcia, recebeu o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT) e aprovou a adesão do Exame nacional do Ensino Médio (Enem) como único critério de avaliação nesta quinta (14).

   No Brasil, 25 das 55 universidades federais  já aderiram ao chamado vestibular unificado. Dessas, 14 tendem a utilizar somente o Enem para selecionar os estudantes. O primeiro concurso no novo formato será realizado nos dias 3 e 4 de outubro deste ano. O estudante deverá escolher cinco opções de cursos, que podem ser em uma mesma universidade ou em instituições federais diferentes.

  Novas regras

   O Enem 2009 terá 200 questões e será aplicado em dois dias. A idéia é que os estudantes não tenham que decorar fórmulas, por isso as questões contemplarão o raciocínio lógico. As áreas abordadas serão linguagens, que neste ano só haverão perguntas relacionadas à língua portuguesa, ciências humanas, ciências da natureza e matemática. Serão 50 perguntas em cada área, além de uma redação. Pelo novo sistema, o vestibulando poderá visualizar a nota do último candidato selecionado e comparar com a sua. Desse modo, poderá mudar suas opções quantas vezes quiser até o encerramento do prazo de inscrição. Até o ano passado os estudante do Ensino Médio podiam escolher se fariam ou não o Enem. Em 2009 a prova passa a ser obrigatória. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Prof. Shimizu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Agora, se essa decisão vingar, os estudantes de Mt. estarão visivelmente, em desvantagem: os concorrentes das universidades vizinhas apresentarão apenas seus ENEM na primeira fase do nosso vestibular e, os nossos vestibulandos, se quiserem ter uma chance terão lutarem muito longe de casa. Que pena que essa reitora não consegue ver uma coisa que está na cara! Ainda mais, com apoio dessa OAB de Mt.

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quero crer, que neste momento, a Magnifica Reitora, preferiu deixar de lado as condições ideais academicas, do vestibular tradicional, que realmente é superior ao sistema do Enem e adotar uma medida politica e conciliadora com o Ministro Hadad.
    O idealista não tem nenhuma chance em ser inimigo do rei e infelizmente é mais facil aderir do que se posicionar contra, investimentos prometidos para a UFMT, tais como: Hospital Universitário, pós-graduações em mestrado e doutorado, pesquizas que terãoé claro a vinda de novos ingressos doutores e só com isso no universidade pode melhorar o seu padrão educacional.
    Ou vocês estão achando que com estas associações de professores que ai estão, alguma diferença será realizada.
    Certas professoras de CS, aquelas que fomentam os movimentos do DCE, só conseguem fazer greves para informar que são das origens dos metalurgicos do velho ABCD, de rsultado concreto a mais de cinco anos não faturam nada.
    Embora estranho o caminho da magnifica Reitora, ao meu ver, é o mais acertado e mais plano a ser percorrido.

  • Eliane | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens a reitora !!
    graças a ela vai ser mais dificil um pobre de mt entrar na federal,

    Parabens a reitora !!!
    por facilitar a vinda de estudantes do sul e do sudeste ,de todo o país, pois os mesmo irão cair matando no vestibular de mt,pois o nosso curso de medicina foi considerado o melhor do país ,entre outros cursos que são excelentes.Do que nos adianta nos escrever p/ outras federais do pais se não temos condiçoes financeiras de morar em outro estado.

    é um absurdo isso ser aceito, as principais faculdades do brasil não aderiram a unificação,agora como a reitora pode decidir sozinha.e ajudar a acabar com o sonho de uma pessoa que sonha em entrar na federal do mt,não podemos aceitar isso ,gostaria que alguma autoridade publica ,entenda a gravidade dessa decisão e nos ajude ,a copa pode vir para cuiaba,e justamente que entrar na federal esse ano tera grandes chances de uma profissao ja prevendo essa revolução que pode ocorre em nossa cidade ou melhor em nosso estado,por essas decisoes que alguns lá fora acham que em mt so tem mato e bicho nas ruas.

    unificação e o fim de um sonho em mt temos temos que rever essa decisão...

  • Guto do Tijucal | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mérito! Apenas isso. Chega de querer colocar analfabeto nas universidades públicas. Ensino superior não é para todos e sim para os capacitados.
    Quem sabe um dia essa idéia errada propagada pela mídia e pelas universidades privadas de que para vencer na vida obrigatoriamente tem que se formar em algum curso superior (nem que seja pedagogia) irá acabar.

  • Cissão Do Coxipó | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muito me admira a OAB apoiar um concurso que vai impor 200 quetões em 2 dias para uma grande massa de candidatos oriúndos da rede pública de ensino, do ensino de suplência, que nunca teve e nunca terá condições de frequentar um pré vestibular, particular porque não vai ter condições financeiras e público( CBA VEST e MT VEST) porque não serão aprovados no teste seletivo. Some-se a tudo isto o tempo que é muito curto(03 e 04/10) para realização do ENEM. Para este tipo de modelo seriam necessários vários anos de preparação dos candidatos e até de boa parte de nossos professores. E aí, OAB, qual é o porquê desta adesão?

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS