Últimas

Domingo, 18 de Maio de 2008, 11h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

VÁRZEA GRANDE

De olho na reeleição, prefeito Murilo acorda cedo

 O prefeito várzea-grandense Murilo Domingos (PR) está determinado a sair vitorioso do maior desafio de sua trajetória política: conseguir a reeleição, mesmo na lanterna nas pesquisas de intenção de voto e na condição de o mais rejeitado. O desafio é muito maior do que quando chegou a deputado federal, após ficar na suplência, da derrota ao Senado, em 2002, pelo PTB, e da própria eleição para prefeito em 2004, quando ganhou de Wallace Guimarães por 588 votos de diferença.

   Agora, ao invés de estabelecer 9 ou 10 horas para atendimento no gabinete, Murilo Domingos chega cedo no Paço Couto Magalhães. Às 7h30, abre a porta do gabinete. Em seguida, checa a agenda, convoca assessores, despacha com algumas pessoas e, em seguida, sai para a rua. Assim, começa a desmistificar a praga jogada pelo ex-senador Antero de Barros (PSDB), que o batizou de "Murilo Dormindo".

    Murilo acha que na campanha corpo-a-corpo e na base do comparativo com às administrações passadas, principalmente em relação aos Campos, e destacando o que sua gestão realizou e que ainda não foi divulgado junto à população, conseguirá reverter o cenário negativo. Enquanto o conselheiro aposentado do Tribunal de Contas, Júlio Campos (DEM), e o deputado estadual Maksuês Leite (PP) trocam acusações e polarizam a pré-campanha, Murilo Domingos corre por fora.

   Seus assessores, principalmente o secretário de Comunicação e diretor do Dae-VG, Jeverson Missias, empurram o prefeito à reeleição. Interpretam os números das pesquisas de tal modo como se Murilo fosse quase imbatível. Eles acham que as obras do PAC que começaram a ser executadas, o funcionamento de novos Programa Saúde da Família, da inauguração de quadras poliesportivas cobertas, de reforma de escolas e de investimentos no Pronto-Socorro, além do fato dos servidores receberem salário dentro do mês trabalhado, vão resultar em reconhecimento nas urnas. É aguardar para crer.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • julio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eu era policial militar na época q

  • julio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eu era policial militar quando julio campos era governador, e tinha meu primeiro filho que tem sindrome de daw, e eu lembro que estava 5 meses de salário atrasado, alem de defasado, e estavamos passando fome, que meu vizinho ouviiu o choro da criança e nos levou até uma farmacia p/ comprar o leite fiado. Deus que nos vai livrar desse homem!!!!!!!JULIO CAMPOS NUNCA MAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Maria da Graça | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    acho que o povo teve o governo que mereceu ,pois tinhamos opiçao independente, que era dr Walace,e prefiriram arriscar no Murilo.Acho eu, que ele acordou tarde ,apesar de ter feito algo em VG ,não há tempo habil para ser mostrado

  • Marcelo Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson Dourado quem criou a alcunha de Murilo Dormindo não foi Antero coisa nenhuma, este apelido foi criado pelo Jornal Correio Varzeagrandese na campanha de prefeito onde Murilo foi eleito.
    Antero naquela época era senador e não estava nem ai com as eleições de VG.
    Acho que jornalismo também é pesquisa, basta ver os jornais da época na coluna do Velho Guerreiro.
    Romilson jornalismo ajuda a construir história de um povo, jornalismo é coisa séria não pode escrever coisas que não são verdadeiras.

    Resposta - Prezado Marcelo, pode até ter sido o Jornal Correio Várzea-Grandense quem criou o apelido "Murilo Dormindo", mas a pecha pegou mesmo a partir das declarações do então senador Antero em entrevista ao vivo ao programa Terceiro Mundo, da TV Record, em 2004, também durante a campanha eleitoral. Isso também é história, não é, meu caro!
    Aquele abraço. Continue nos dando o prazer dos seus comentários aqui no RDNews.
    Romilson Dourado

     

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

MAIS LIDAS