Últimas

Domingo, 15 de Junho de 2008, 15h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

ARTICULAÇÃO

De secretários da 2ª gestão, só João é candidato

João Carlos, ex-secretário de Estado de Cultura, disputa para vereador Dos 24 secretários de Estado empossados e/ou reconduzidos no ano passado para o 2º mandato do governo Blairo Maggi, apenas um se arriscou a entrar na disputa eleitoral  deste ano. Trata-se de João Carlos Vicente Ferreira, que deixou a pasta da Cultura. Em princípio, ele seria candidato a prefeito em Barão de Melgaço, mas acabou enfrentando problemas por causa da transferência do título de eleitor. Por fim, decidiu concorrer a uma vaga de vereador por Cuiabá pelo PR.

   Os demais integrantes do staff da segunda gestão Maggi prefere ficar fora do teste das urnas, seja a prefeito, seja para vereador. O curioso é que em 2004, nada menos que 3 integrantes do primeiro escalão, além de diretores de empresas e de autarquias da máquina estadual se afastaram para entrar na corrida sucessória.

   Dito Paulo, que era secretário de Cultura à época, disputou e conquistou a Prefeitura de Jangada. Agora vai à reeleição pelo DEM. Ricardo Henry (ex-Desenvolvimento do Turismo) também se afastou do governo estadual em 2004 e venceu em Cáceres. Concorre a um novo mandato. O mesmo aconteceu com Dimorvam Alencar (PDT), ex-presidente do Ceprotec, que ganhou em Campo Verde e é pré-candidato à reeleição.

  Há 4 anos, outro que deixou o staff para disputar prefeitura foi Baiano Filho, do Esportes e Lazer. Foi derrotado em Sinop. Desta vez, ele chegou a ensaiar nova candidatura. Mas, quando percebeu que o barco começou a afundar, porque estava patinando nas pesquisas e ainda na condição de o mais rejeitado, "jogou a toalha".

  Augustinho Moro (Saúde) também entrou numa articulação para concorrer em Sapezal. Esbarrou nas pretensões do primo do governador Blairo Maggi, prefeito César Maggi, que buscará a reeleição. Diante disso, Augustinho recolheu o "flap". Há 6 meses, Carlos Brito (ex-PSDB, ex-PPS, ex-PDT e hoje no PR) também ensaiou pré-candidatura a prefeito da Capital, quando ainda estava à frente da pasta da Justiça e Segurança Pública. Diante do desgaste, o hoje ex-secretário também saiu do páreo.

   Vilceu Marchetti (Infra-Estrutura) começou a se articular para concorrer em Primavera do Leste, onde já foi prefeito. Depois, optou por desistir. Assim, praticamente todos os secretários do governo Maggi vão acompanhar as eleições de 5 de outubro como cabos eleitorais, uns "camuflados", outros nem tanto.

(16/6- às 17h18) - João Carlos anuncia desistência

  O ex-secretário de Cultura, João Carlos Vicente Ferreira, anunciou que não será mais candidato a vereador por Cuiabá. Apesar de ter cogitado a idéia resolveu recuar principalmente por uma questão legal que envolve seu domicílio eleitoral. Ele tentou transferir seu título para Barão de Melgaço, onde pretendia disputar à Prefeitura, mas o pedido foi negado.

  Além disso, João optou por se ausentar totalmente da militância política. Atualmente se dedica ao cargo de presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso (IHGMT) e também à literatura. Trabalha na reedição de livros e deve lançar já no próximo mês a obra “Cidades de Mato Grosso e Seus Nomes”. “Retornei ao trabalho de sempre e estou trabalhando com várias ações dentro desta área da literatura e também tenho me dedicado mais ao Instituto Histórico”, explica.

  João Carlos enfrentou forte desgaste político após sua saída da Secretaria, causados principalmente pelas críticas feitas pelo seu sucessor, Paulo Pitaluga, que afirma ter encontrado várias irregularidades no órgão e na aprovação de projetos. Pitaluga chegou a cancelar diversos projetos de quase R$ 2 milhões, alegando anormalidade no processo.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • FERNANDO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Séra q os puxa saco não tranferiram o titulo pra Barão na esperança de uma boquinha, me parece q esse eder coco esquerdo transferiu na esperança. rsssrrrsss vão todos pegar o bato muche...

  • joao | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Poxa fernando, já não chega a dor de cabeça que nós estamos passando por candidatos de baixa qualidade e ainda apareceu mais esta para tentar fazer pilhagem por aqui? chega deixa ele por ai mesmo.

  • Mario dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Percebe-se que algo deve estar errado no governo majji, ou estes assessores do governador não estão seguros do que fizaram e temem a resposta do povo, ou seria aquilo que já foi dito,e A BOKINHA COMO FICA?
    Com a palavra o governador ...

  • SARA MARIA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É claro que ninguém quer colocar seu nome a premio. Quem é louco de perder a boquinha? E esse João CArlos só vai tentar pois tá desempregado,se não nem ele iria querer se meter nessa encrenca. Tenho a certeza.Vc acha que um Vilceu, sossegado do jeito que tá, só comprando boi, e formando pasto, vai querer ser candidato, para gastar seu dimdim? tá fora chô mano.

  • Luiza da Silva Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tô pasma....João Carlos Vicente Ferreira querer ser candidato a Vereador por Cuiabá, é brincadeira!
    Como é pretencioso e vaidoso!
    Muita gente vai dar o troco pra ele, caso ele consiga pelo menos ser candidato!
    Tem um curriculo invejável...que digam as denúncias contra ele que estão do Ministério Público.
    Fui

  • Felipe Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou funcionário da Secretaria de Estado de Cultura e aqui nenhum servidor da casa vota em João Carlos Ferreira,ele é um ser desprezivel....
    Mas com certeza a tchurma dele vai elege-lo: o Wanderley da Silva, a Luiza Pereira,Alceu Cazarim,Cleuta Paixão entre outros imortais....

  • Dona Gilsa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nossa vc esqueceu do Funcionario e 2º sec. do estado Eder Amorim.
    agora vai ser o 2º ver. de cuiabá.
    bando de Incha coco.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...