Últimas

Quarta-Feira, 03 de Outubro de 2007, 08h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

EMBATE JURÍDICO

Decisão poderá cassar 9 deputados em MT

   A classe política está com as atenções voltadas para a sessão plenária do Supremo Tribunal Federal desta quarta, que começa a partir das 13h. Os 11 ministros vão tomar uma decisão que pode virar a Câmara Federal e também a Assembléia Legislativa de ponta-cabeça. O tribunal dirá se os mandatos eletivos pertencem aos políticos ou aos partidos.

   Se concluir que os mandatos pertencem aos partidos, colocará sob risco de cassação 45 deputados federais que trocaram de legenda, entre eles o mato-grossense Homero Pereira, que saiu do PPS e migrou para o PR. Estima que em todo país cerca de 200 deputados estaduais e algo como 10 mil vereadores tenham trocado de partido. Todos estariam igualmente sujeitos à perda do mandato.

   Em Mato Grosso, dos 1.291 vereadores nos 141 municípios, ao menos 500 trocaram de partido a partir da eleição de 2004, segundo admite a União das Câmaras Municipais (Ucmmat). Na Assembléia, também correriam o risco de ficar sem mandato os deputados Sérgio Ricardo, Sebastião Rezende, Mauro Savi, João Malheiros, Wagner Ramos, Roberto França e o primeiro-suplente Pedro Satélite. Todos deixaram o PPS para ingressar no PR do governador Blairo Maggi. França, depois da passagem relâmpago pela legenda republicana, está desfiliado. Ele ocupa a cadeira do titular Gilmar Fabris (ex-PFL e hoje DEM).

   Também perderiam seus mandatos os deputados Walter Rabello, que há duas semanas trocou o PMDB pelo PP, e Guilherme Maluf que deixou o PSDB e migrou para o PMDB. Dessa forma, chega a oito o número de estaduais sob risco de cassação.

   O que motivou as ações no Supremo foi a resposta do TSE, expedida em março, a uma consulta formulada pelo DEM. O tribunal eleitoral considerou que os mandatos pertencem aos partidos, não aos políticos. Em ofícios à Arlindo Chinaglia, os partidos de oposição exigiram que fossem empossados os suplentes. Mas o presidente da Câmara entendeu que o posicionamento do TSE não teve o peso de uma sentença. Daí os recursos ao STF.

   O Pleno do Tribunal Superior Eleitoral, em decisão unânime, entende que, se algum parlamentar (vereador, deputado estadual, federal e senador) trocar de partido, ainda que para outro da mesma coligação, deve perder o mandato. Com base nessa nova interpretação, diversos parlamentares, eleitos e/ou reeleitos tanto em 2004 quanto em 2006, perderiam o mandato em Mato Grosso.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    OS parlamentares devem estar doidinhos para retornar ao partido pelo qual foi eleito, agora resta saber se eles tem folego (R$) para retornarem.

  • Rafael Damian | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meu sonho é o STF decidir sobre a titularidade dos mandatos para o partido.

    Se isso acontecer, será a maior revolução de todas que o Brasil já viu em toda sua existência, o choque político será enorme, por outro lado, garanto a vocês que eles (os safados ou melhor os deputados) forçarão uma Emenda a Constituição para legalizar o crime que cometeram, em questão de horas.

    Veremos se a dona Elen honra o título que conquistou.

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...

Deputado defende cultos com até 600

sebastiao rezende 400   Num momento em que a segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus avança em MT, levando o governo a retomar medidas restritivas para evitar colapso, já que cerca de 90% das UTIs estão lotadas, o deputado Sebastião Rezende (foto), da Igreja Assembleia de Deus, teve a...

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto), que não tem a ver com o caso....

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...