Últimas

Segunda-Feira, 05 de Outubro de 2009, 12h:09 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

CULTURA

Depois de 2 meses, Cine Teatro reabre portas ao público

   Após ser reinaugurado com pompa pelo governador Blairo Maggi (PR) e voltar a ser fechado por dois meses, o Cine Teatro Cuiabá terá as portas reabertas novamente. A “novela” envolvendo o local parece ter chegado ao fim com a publicação do termo de parceria entre o governo do Estado e a entidade que administrará a casa de espetáculos pelos próximos cinco anos, o Instituto Mato-grossense de Desenvolvimento Humano (IMTDH), uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip).

   Para gerenciar o cine teatro, o instituto terá mais de R$ 477 mil à disposição no primeiro ano, retroativo a setembro de 2009. Nos outros quatro anos, o Estado vai arcar com R$ 420 mil, conforme o cronograma de desembolso previsto no termo de parceria.

   Devido à burocracia envolvendo a Oscip, incluindo ajustes no termo de parceria, que precisou do aval da secretaria de Infraestrutura, responsável pela execução das obras do prédio, o Cine Teatro foi fechado novamente em agosto deste ano, dois meses após ser reinaugurado por Maggi. Agora, deverá voltar a sediar os principais espetáculos culturais da cidade, já que cabe ao instituto realizar pelo menos 260 apresentações artísticas, sendo 40% delas selecionadas por meio de edital.

   Além de gerenciar a casa pelos próximos cinco anos ou mais, já que o contrato prevê opção de renovação, o IMDH deve manter um sistema de estrutura organizacional, administrativo e operacional, como também de recursos humanos, controle de patrimônio, comunicação, contratações, plano de cargos e salários e controle de custos.

   O secretário estadual de Cultura, Paulo Pitaluga, assinou em 29 de setembro o termo de parceria com o presidente do IMTDH, Plínio Alexandre Amorim Marques. A reforma do Cine Teatro começou no governo Dante de Oliveira (1995/2002). Naquela época, a pasta da Cultura era comandada por Elismar Bezerra. Dos R$ 4 milhões destinados ao projeto, R$ 1,8 milhão foi financiado pelo Fundo de Desenvolvimento Social e Estrutural do Estado (Fundesmat). A partir de um convênio com a CEF, outros R$ 2,2 milhões foram viabilizados.

   Apesar disso, em 1996 as obras acabaram interrompidas. O projeto só foi retomado no governo Blairo Maggi, que reinaugurou o prédio em maio deste ano, quase uma década depois. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Paulo Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muita gente ganhou dinheiro com a citada reforma
    E o píor que ficou nisso mesmo, ninguém foi puni-
    do!! Cadê o MPE....

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

MAIS LIDAS