Últimas

Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2007, 22h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

CONFRONTO

Deputado aciona colega por quebra de decoro

Deputado petista Alexandre Cesar  Pátio se irrita com projeto de Alexandre, xinga, joga  Regimento Interno sobre a Mesa Diretora e agora corre risco de cassação

   O deputado petista Alexandre Cesar anunciou que vai ingressar com uma representação na Comissão de Ética por falta de decoro parlamentar do colega Zé Carlos do Pátio (PMDB). A medida será reforçada por Dilceu Dal Bosco (DEM), que estava presidindo a sessão ordinária noturna desta terça (18), quando Pátio, descontrolado e aos gritos, partiu para xingamentos e jogou um livro do Regimento Interno sobre a Mesa Diretora. O documento bateu num copo e derramou água no deputado Walter Rabello (PP). Se ficar comprovada a quebra de decoro parlamentar, Pátio pode ter o mandato cassado. Ele é pré-candidato a prefeito de Rondonópolis.

Zé do Pátio parte para xingamentos e agora enfrentará processo por quebra de decoro  O peemedebista Zé do Pátio se irritou por causa da aprovação, com apenas dois votos contrários, de um projeto de Alexandre que assegura compensação de créditos com débitos do extinto Banco do Estado (Bemat). De acordo com a proposta, a arrecadação de dinheiro decorrente dos ativos do extinto Bemat serve como garantia ao pagamento da dívida renegociada do Estado, mas não impede as demais hipóteses de extinção das obrigações, como, por exemplo, a compensação e a dação em pagamento. A idéia, então, é  viabilizar o recebimento desses débitos por parte do governo.

       Para Pátio, a proposta foi inserida na pauta de última hora e votada quando ele não se encontrava em plenário. Em princípio, fez um discurso duro contra o que chamou de manobra da Mesa Diretora. Depois, foi rebatido por Dal Bosco e por Alexandre, com quem o peemedebista já vem enfrentando divergências. Ambos já se envolveram em ataques pessoais.

    Descontrole

    Após o discurso de Alexandre, Zé do Pátio subiu a tribuna de novo. Ele não aceitou que, antes de seu pronunciamento houvesse verificação de quórum. Dal Bosco, que presidia a sessão, não deu trégua e abriu o microfone para Rabello, que constatou a presença em plenário de apenas cinco dos 24 deputados. Com isso, deu por encerrada a sessão por falta de quórum.

    Nesse interím, Zé do Pátio partiu para o xingamentos. Não contente, jogou um livro sobre a Mesa, atingindo um copo com água. Toda a confusão foi transmitida ao vivo pela TV Assembléia. "Essa presidência tem que entender o nervosismo do deputado, mas, agora a pouco falou aqui o deputado Alexandre Cesar, que estará preparando um representação contra o deputado (Pátio) por falta de decoro parlamentar e essa presidência assinará junto", avisou Dal Bosco. Em seguida,  emendou: "É inadimissível um parlamentar chegar ao cúmulo do xingamento da forma que chegou. Portanto, não podemos admitir isso (...)".

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Flavio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Seria até engraçado o Zé do Pátio ser cassado pela Assembléia por ter xingado alguem. A mesma Assembleia que não tem coragem de cassar os Deputados que são acusados de desviarem milhões. A mesma Assembleia que nao tem coragem de cassar Deputados envolvidos nos negocios do Arcanjo. A mesma Assembleia que não tem coragem de cassar os Deputados que compraram mais de 80 mil em calcinhas com dinheiro da casa. A mesma Assembleia que nao tem coragem de cassar Deputados que fizeram ou fazem caixa 2 comprovadamente (até respondem processo por isso). Seria, realmente, muito engraçado cassarem o Zé do Pátio pq ele ficou "nervoso".

  • leonardo faria muniz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Zé do pátio, você deveria ter tido essa reação na ocasião da votação de arcanjo, desculpe, do deputado bosaipo para o tribunal de contas. deputado Pátio ficou quieto, assim como toda a assembléia, numa vergonha geral. Ah deputado, hoje a sociedade matogrossense toda estaria do teu lado e permitir perseguições politicas da mesa diretora, agora fica dificil. Quanto ao Alexandre, todos nós já o conhecemos, topa tudo para manter o seu mandato, passa por cima até da história do seu partido, é um engodo.

  • nilsinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tenho acompanhado as seções pela TV/AL, e o que temos visto desse Deputado Zé do Pátio é muita falta de respeito com os colegas, ser oposição não é problema é preciso ser opositor é preciso brigar pelo objetivo, mas é preciso ter respeito com as pessoas, José Riva é um dos Homens mais efluentes de Mato Grosso, porem o Respeito aos colegas e aos Governadores sempre prevaleceu, Humildade é isso que Zé do Pátio precisa, e se pra ter esse dom é preciso levar uma dura, vai em frente Deputado Alexandre e Dilceu Dal Bosco, e ensina boas maneiras, tem pessoas que só aprende sofrendo.

  • Antonio Dias Melhores | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse é o Politico que quer ser prefeito da prospera cidade de Rondonopolis ..Vóte vou fazer as malas

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Porque que o Dep. Alexandre não pede a cassação dos parlamentares que desviaram mais de R$ 90 Milhões através de 50 empresas fantasmas, Que podem chegar a mais de 140. No minimo esta prevaricando, o PT, vamos acordar companheiros.

  • Joaquim Anizio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha esses dias ouvir um Deputado dizer que esse parlamentar ..usava gardenalnão acreditei..mais dpois dessa acho que não tenho duvidas

  • ricardo lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Deputado petista Alexandre Cesar que deveria sofrer punição, pois foi no mínimo antiético e preconceituoso ao tirar a capa do microfone se referindo a uma possível doença contagiosa do Deputado Zé do Pátio.

    Cear faz gracinhas e não tem coragem de ir para o embate com Zé do Pátio, daí fica com risadinhas cínicas, da mesma forma o pateta do Dilceu Dal Bosco que se acha o inteligente e não respeita os outros.

  • Ademar Adams | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem razão o Zé do Pátio em ficar irritado. Quem não ficaria vendo as barbaridade que acontecem no legislativo?
    O Alexandre César é que deveria ser levado a um julgamento por falta de ética, pois, quando todos esperavam dele um papel atuante, virou mais governista "que o chumbo dos tipos gráficos da antiga imprensa oficial".
    Alexandre jamais questionou os gastos imorais que a Assembléia fez no passado e que faz hoje, como os dois milhões gastos em 2006 com aluguel de veículos.

  • alcantara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESSE DEP. A.CESAR SO SABE DEIXAR AS OUTRAS PESSOAS NERVOSAS INCLUSIVE SEUS PARES POR SER UM CIDADÃO DE SANGUE FRIO NEGA TUDO QUE FEZ ERRADO NA CAMPANHA ELEITORAL 2004 E AINDA CONTINUA CULPANDO A TURMA DA SERYS PELOS SEUS DESMANDOS NA CASMPANHA DE PREFEITO.
    NINGUEM MERECE TRABALHAR AO LADO DESTE CIDADÃO. O DEP. JOSÉ CARLOS DO PATIO AO CONTRARIO TEM SEU NOME LIMPO NA POLITICA E ÉTICO.

  • alcantara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    olha que o Alessandro cesar está ocupando momentaneamente na Assemblei uma vaga que não é sua , imagina si Ele fosse o titular da vaga, com certeza pederia a cassação até do Governador que lhe deu essa boquinha.

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.