Últimas

Quarta-Feira, 09 de Julho de 2008, 11h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

CONFRONTO

Deputado chama Zaeli de malandro e picareta

  Com seu estilo explosivo e polêmico, o deputado Gilmar Fabris (DEM) acusou nesta quarta (9) o empresário Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli (PR), candidato a vice-prefeito de Várzea Grande, de comprar votos com o dinheiro que, segundo o parlamentar, acumulou sonegando impostos. Fabris, que responde a processos na Justiça, disse que Tião da Zaeli "negociou" candidatura, bem como as supostas compra de votos, com o presidente estadual do PR, Moisés Sachetti, com o intuito de sonegar impostos. "Foi combinado que, se ele (Tião) fosse vice (da chapa de Murilo) teria sua vida na secretaria de Fazenda facilitada".

   Tião da Zaeli, que compõe a chapa encabeçada pelo atual prefeito Murilo Domingos (PR), que concorre à reeleição neste ano, é dono do Auto Shopping Fórmula e representante comercial em Mato Grosso da Zaeli Distribuidora de Alimentos Ltda. Em discurso que durou quase meia-hora, Fabris acusou Tião de possuir várias empresas fantasmas. Cita, como exemplo, a suposta empresa Fórmula Brasil Cosméticos Ltda que, segundo ele, funciona num apartamento, ou seja, atua de forma ilegal. "Ele (Zaeli) é o maior sonegador de impostos do Estado", ataca.

    Com um "calhamaço" de papéis nas mãos, o  parlamentar disse que vem recebendo uma série de denúncias contra Zaeli, inclusive dos próprios funcionários do empresário. Diz ainda que possui uma equipe exclusivamente para "investigar" os "podres do republicano e que essas denúncias serão encaminhadas ao Ministério Público. "Na Sefaz nós também temos o nosso grupo e já mandei cuidar disso".

   Fabris afirma que os republicanos "estão apoiando essa sujeirada que está havendo em Várzea Grande". Por outro lado, exime de responsabilidade o governador Blairo Maggi, maior liderança do PR. Entende que Maggi não deva "apoiar esse tipo de atitude". "Há 3 elementos ligados ao governador que querem derrubar os Campos ao invés de cuidar melhor da campanha em Cuiabá. Quero deixar claro que o governador não aceita esse tipo de molecagem. Ele (Maggi) deixou bem claro que não é para misturar governo com política". Segundo Fabris, Moisés Sachetti é um desses três "elementos".

"Zaeli está com Hilux cheia de dinheiro pra comprar voto"

   Na tentativa de reforçar as denúncias feitas por Farbis, o deputado Maksuês Leite (PP) também subiu à tribuna e diz que Tião da Zaeli está com uma camioneta cheia de dinheiro para comprar votos dos várzea-grandenses. "Zaeli está andando com uma Hilux preta cheia de dinheiro para comprar votos. Ele (Zaeli) é o homem que tá tentando comprar Várzea Grande", diz o deputado que, de opositor virou aliado de carteirinha de Júlio Campos, candidato a prefeito. Em seguida, Fabris retoma o polêmico discurso para dizer que a Polícia Federal vai estar no pé de Zaeli. "Agora ele terá atrás dessa Hilux uma camioneta Mitsubishi da Polícia Federal".

    Cabo eleitoral do candidato a prefeito do DEM, Júlio Campos, Gilmar Fabris chega a chamar de malandro e picareta o companheiro de chapa de Murilo. "Deêm um voto firme em Júlio Campos e não nesse malandro e picareta do dinheiro do povo". Esbravejando, dá uma espécie de conselho aos eleitores. "Quando o seu Tião chegar na sua casa, lembre-se de que esse dinheiro ele sonegou. É um dinheiro que é seu. Ele (Zaeli) está devolvendo em migalhas o que pegou em milhões".

   Para acompanhar de perto o processo eleitoral, Fabris diz que vai se mudar para Várzea Grande. Hoje, sua base eleitoral é Rondonópolis e possui uma fazenda na vizinha Pedra Preta. "Vou à Várzea Grande. Aluguei uma casa lá para acompanhar ele de perto". (Pollyana Araújo)

(Às 11h29) - Sachetti diz que acusações não tem nexo

   O presidente do PR, Moisés Sachetti, classificou as acusações feitas por Fabris de absurdas, infundadas  e sem nexo. Conta que não pretende fazer nada em sua defesa, já que, segundo ele, essa atitude de Fabris é eleitoreira por ser coordenador da campanha de Júlio Campos. "Ele (Fabris) está tentando fazer um factóide de campanha". Sachetti argumenta que não pretende fazer nada, pois, já que o parlamentar vai protocolar as denúncias, caberá ao Ministério Público averiguar as provas apresentadas.

   O dirigente da sigla republicana enfatiza que essas denúncias em nada vão atrapalhar a reeleição de Murilo e avalia que isso está acontecendo, pois, os adversários estão se sentindo incomodados. "Ninguém bate em cachorro morto. Acho que o deputado tá fazendo política à maneira dele".

(19h) - Em nota, coligação pró-Murilo repudia Fabris


Tião da Zaeli e Murilo Domingos reagem aos ataques de Fabris

   Uma nota encaminhada ao RDNews pelos 5 partidos da coligação do prefeito várzea-grandense Murilo Domingos (PR, PPS, PSB, PMN e PHS) repudia as declarações do deputado Gilmar Fabris que, da tribuna, atacou o candidato a vice da chapa, empresário Sebastião Gonçalves, o Tião da Zaeli. "A coligação Pra Frente Várzea Grande vem a público
apresentar o seu repúdio ao uso dessa prática que rebaixa o pleito eleitoral e aproveita para alertar a população da falta de dignidade que é acusar outros sem apresentar as devidas provas. Ressalta ainda  que tal conduta reflete apenas o desespero frente ao descrédito dos eleitores várzea-grandenses a políticos com essa estirpe."

 Eis, abaixo, a íntegra da nota de repúdio contra Fabris

   "As lideranças políticas que formam a coligação Prá Frente Várzea Grande, composta pelos partidos PR,PPS, PSB, PMN e PHS, vêm a público repudiar a tentativa de baixar o nível das eleições 2008, para Prefeito e Vereadores do município de Várzea Grande, a exemplo do que está sendo perpetrado pelo deputado estadual, Gilmar Fabris (DEM).
   Usando a tribuna da Assembléia Legislativa, o deputado Fabris vem fazendo acusações contra o candidato a vice-prefeito da coligação PR,
Sebastião Gonçalves, o Tião da Zaeli, ajudado nesse propósito pelo deputado Maksues Leite (PP).
    A coligação Pra Frente Várzea Grande não acredita que o papel dos parlamentares seja usar a tribuna do Legislativo para lançar dúvidas e disparar calúnias em período eleitoral que, pelo próprio conteúdo delas, são ridículas.
    No entender das lideranças políticas que apóiam Sebastião Gonçalves, o Tião da Zaeli, como candidato a vice-prefeito na coligação Pra Frente Várzea Grande, a tribuna da Assembléia Legislativa de Mato Grosso é para a apresentação de Projetos de Leis, Indicações e recomendações que venham tornar mais digna a vida dos cidadãos de Várzea Grande e de todo o Estado de Mato Grosso. O que não está sendo feito pelos dois Deputados.
    Além disso, as acusações que vêm sendo lançadas da tribuna do Legislativo contra Tião da Zaeli são feitas por um deputado estadual que teve o seu mandato cassado por acusação de compra de votos, provada e aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral, mas que vem se mantendo no cargo por força de repetidas liminares. E por outro deputado de quem se suspeita ter vendido os votos que aparentemente detinha na preferência popular, no município. Suas condutas, portanto, retiram toda a força moral que por ventura pudessem, um dia, possuir estes senhores, para acusar outros candidatos. Por outro lado a coligação Prá Frente Várzea Grande acredita que  essa postura é uma séria demonstração de irresponsabilidade por parte de quem adota essa atitude.
     No caso dos candidatos políticos a cargos eletivos nas eleições de outubro de 2008, o fórum onde as acusações, com as devidas provas, devem ser apresentadas, primeiro, é o Ministério Público Eleitoral.
    Usar outro expediente, com vem sendo feito pelos dois deputados estaduais, demonstra falta de maturidade política e pode gerar até mesmo
interpelações jurídicas sobre a autenticidade dessas acusações.
    Por tudo isso a coligação "Pra Frente Várzea Grande" vem a público apresentar o seu repúdio ao uso dessa prática que rebaixa o pleito eleitoral e aproveita para alertar a população da falta de dignidade que é o acusar outros sem apresentar as devidas provas. Ressalta ainda  que tal conduta reflete apenas o desespero frente ao descrédito dos eleitores várzea-grandenses à políticos com essa estirpe.
    Por fim é imperioso ainda alertar ao Ministério Público Eleitoral, a Justiça Eleitoral, e a Presidência da Assembléia Legislativa para que a Tribuna daquela Casa de Leis não seja usada para fins eleitoreiros e que continue cumprindo o seu valoroso papel Constitucional."
   Coligação Prá Frente Várzea Grande

Postar um novo comentário

Comentários (110)

  • João Cordeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gente esse Julinho Bererê não aprende mesmo em, pois veja só estava liderando as pesquisas para Governador em 98 ai teve a brilhante idéia de negociar a desistência do Carlos Bezerra, o povo todo percebeu como foi a negociata. Agora vinha mal nas pesquisas, pois estava muito tempo afastado da política varzeagradense, forçou a barra, com pesquisas falsas, para ser o candidato, depois negociou a desistência do Maksuês Leite, ou seja, Murilo Dormindo que já tinha sido enterrado ressuscitou e tem bala na agulha, se souber construir um bom discurso demonstrando que os Campos que é o atraso, vai acabar levando essa na moleza, pois a equipe de campanha do Julio acha que já ganhou e estão mais preocupado em querer eleger um despreparado e incompetente para administrar Cuiabá, é só ver a coordenação do Walter para perceber isso.
    Há já ia me esquecendo, para os malandros da política só um insaciável por dinheiro lagar a cadeira vitalícia da bolsa de valores do Tribunal de Contas de Mato Grosso, para encarar uma loucura dessas. Não me venham dizer que é por que está no sangue ser político com mandato e gosta do contato com o povão, está no sangue sim o vil metal!!!!!!

  • poliana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    sao todos caras de paus mesmo, esse gilmar fabris, falar de compras de votos, sera que ele pensa que somos imbecis?? a policia federal deveria e ir atraz desse cobrador que usa carteirinha da assembleia pra intimidar as pessoas, todos aqui da VG sabem disso e sabemos tambem qto o sr. MANINHO de barros fica falando aos quatro cantos da cidade qto gastou pra arrumar os votos pra esse senhor, e o JULIO CAMPOS, sera que nao sabe que sabemos por quanto vendeu sua vaga no TRIBUNAL DE CONTAS?? DEUS NOS LIVRE DESSA CORJA...

  • cesar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Me espanto com a corangem do nobre deputado maksu-es! A coragem que vem a publico criticar ou acusar adversarios novamente!! Ou alguem ja esqueceu as criticas ate mesmo ofencivas feita pelo mesmo ao seu candidato a prefeito julio campos!! Oque mudou?? Vai ver o Zaeli nao quis por dinheiro na campanha do deputado!! vamos pensar p/ falar, quem sabe deputado amanha vs.ex. nao muda sua opiniao sobre o zaeli!!!

  • ajsantos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • romulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que a assembléia ia fazer com as calcinhas???? Será q ia destribuir para o povo, rsrsrsrs

    e a chica nunes????o que vai acontecer com ele??? nada, pq os amiguinhos dela os deputados vao arquivar o processo contra a tal meliante..

    e o maxsu-ex esse nem se fala, foi comprado, como dizem o povo heim mas q pouca vergonha essa assembléia de mato grosso, todos tem o rabo preso mas só veem os dos outros...

    tomem vegonha na cara, e vai trabalhar para o povo e nao para e nao fiquem querendo defender os seus interesses próprios......

  • EDSON FIGUEIREDO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E O SENHOR DOS ANEIS DOS CAMPOS JA PERDENDO O RUMO COMO SEMPRE FIQUEM CALMO DANTE JA MORREU E SO E MORILO DORMINTO

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem é Maksues e Fabris para falar de alguém. Acorda povo da Vaezea Grande.

  • Andrade Dias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Não voto no Durmindo, que só soube soltar peixe no rio Cuiabá, e ainda vender alimentos para a Prefeitura de Várzea Grande com uma empresa fantasma cuja nota fiscal, incrivel que pareça, continha o telefone da nada mais, nada menos da CASA DOMINGOS.... Gente, de Dormindo NÃO TEM NADA, é só levantar as compras feitas pela prefeitura, sem licitação... Agora se junta com o TIÃO CAIXEIRO-VIAJANTE DA ZAELI, que sem explicações, de vendedor de porta em menos de 10 anos se transforma em uma grande empresario. Dono da SH Empreendimentos, uma HOLDING, composta por mais de 10 empresas. É só levantar a EVOLUÇÃO PATRIMONIAL dele junto a RECEITA FEDERAL. Aliás, em vez de nota de repúdio, o Sr. TIÃO CAIXEIRO-VIAJANTE DA ZAELI deveria apresentar publicamente as ÚLTIMAS 10 DECLARAÇÕES DE IMPOSTO DE RENDA DELE E DAS SUAS MAIS DE 10 EMPRESAS.

    Acorda povo de Várzea Grande, o DORMINGO que vendeu produto dele para Prefeitura juntou com o CAIXEIRO MILHIONÁRIO, a fome com a vontade de comer!!!!!!!!!!

  • Antônio Silvério | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Esse Tião devia explicar como ficou tão rico, meu pai que mora no Cristo Rei há 30 anos conta que esse moço chegou aqui pobre, humilde, de repende num passe de mágica começou a andar em uma mercedes.... E ainda deu calote no Banco, não quis pagar a mercedes. O processo corre no Fórum. Eu falo isso porque trabalhei no financeiro da Formula Alimentos e sabia dos pagamentos inclusive da vida pessoal dele.

  • Rosana Duarte | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    É PRECISO FAZER UMA INVESTIGAÇÃO SÉRIA NESSES EMPRESÁRIOS QUE DE REPENTE DESCOBREM UMA VEIA POLITICA. É SÓ PENSAR UM POUCO: SUAS EMPRESAS É QUE VENDERAM PRODUTOS PARA O ESTADO OU MUNICIPIO. SUAS EMPRESAS É QUE PRESTARAM SERVIÇOS PARA O ESTADO OU MUNICIPIO. AINDA TERÃO INCENTIVOS FISCAIS.
    PRECISAMOS É DA POLICIA FEDERAL INVESTIGANDO ESSES EMPRESARIOS QUE ATUALMENTE SONHAM EM SER POLITICO. A TROCO DE QUE? SEQUER TEM TRADICAO NA POLITICA! VEJA AI O BLAIRO QUE NÃO DÁ AUMENTO PARA FUNCIONARIOS PUBLICOS MAS DÁ INCENTIVO FISCAL DE 2 BILHOES E MEIO PARA SEUS AMIGOS EMPRESARIOS. VAMOS VER SE A ZAELI FOI BENEFICIADA...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...

Candidato irritado chama EP de traste

abilio junior 400 curtinha   Abílio Júnior (foto), candidato do Podemos ao Palácio Alencastro, tem se mostrado mais irritado depois do debate promovido pela Fecomércio, na quarta à noite, quando, em vários momentos, se viu questionado e desqualificado pelo prefeito e candidato à...

Prefeito reeleito sob investigações

ze do patio 400 curtinha   A situação jurídica do prefeito populista e desgastado Zé do Pátio (foto), que acaba de ser reeleito para o terceiro mandato em Rondonópolis, sendo o segundo consecutivo, não é das melhores. Contra sua gestão tem pipocado denúncias sobre...