Últimas

Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2007, 01h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

BARRA DO GARÇAS

Deputado critica despejo e denuncia fraudes

Deputado Adalto de Freitas ataca executor do Incra, imobiliária e vê falha da Justiça    Daltinho diz que imobiliária vendeu títulos fraudados, vê omissão do executor do Incra e irmão do prefeito Chaparral e falha da Justiça

   Um conflito urbano, marcado por fraudes, ameaças, omissão e embates jurídicos, eclodiu em Barra do Garças e começa a ganhar um cenário preocupante. Catorze de 70 residências de moradores que estão no bairro São José há mais de uma década foram destruídas, a partir de ordens judiciais de despejos. O clima é tenso e a desocupação no perímetro urbano deve retomar nesta sexta.

   O deputado Adalto de Freitas, o Daltinho (PMDB), pré-candidato a prefeito, resolveu comprar a briga em defesa dos moradores. Para ele, a comunidade está sendo injustiçada e acusa a Imobiliária Esteves, de Francisco Esteves, de ter montado fraude na negociação dos lotes há cerca de 11 anos. De acordo com Daltinho, em poder de "recibos de compra e venda", os supostos proprietários recorreram à Justiça e obtiveram êxito e agora as famílias estão sendo obrigadas a desocupar a área.

    Daltinho também vê omissão do executor do Incra, Joaquim Zózimo, irmão do prefeito Chaparral (PC do B). Afirma que não tem um vereador e muito menos o prefeito imbuído em resolver o impasse. "Ao longo dos anos, essa luta vem se arrastando e todos os prefeitos até agora têm conduzido esse processo de forma suspeita para proteger uma elite. Agora vamos passar isso a limpo".

   O parlamentar conversou com o governador Blairo Maggi no sentido de impedir que a Polícia Militar cumpra a ordem de despejo. Afirma que o Palácio Paiaguás proibiu a polícia "de fazer parte da estrutura" e que, após um levantamento, o governo contemplará as famílias despejadas com uma nova moradia. O problema, diz Daltinho, é que até lá essas famílias não têm onde se abrigar.

   Para o deputado, a área de 2,4 mil hectares na Gleba Araguaia 10, que fica na região central de Barra do Garças, pertence à União, portanto, seus lotes foram negociados ilegalmente. "Foi feita documentação fria. O incrível é que a Justiça está sendo induzida a erro. A liminar de reintegração de posse está sendo concedida em cima de documentos falsos de supostos proprietários".

   Daltinho explica que foi interposto recurso junto ao Tribunal de Justiça, na tentativa de derrubar as liminares e, assim, assegurar às famílias o direito de continuarem nos bairros São José, Novo Horizonte e Palmares, onde estão há mais de uma década. O relator do processo é o desembargador Leônidas Monteiro.

   Alternativa

   Considerando que o Incra nunca emitiu titulação de terrenos na área de conflito, nem mesmo para os supostos proprietários que recorreram à Justiça, o deputado sugere que a Justiça Federal reconheça a propriedade, cancele as escrituras que teriam sido fraudadas e repasse os loteamentos à prefeitura que, por sua vez, providenciaria as escrituras.

   "Se não for assim, esse impasse nunca será resolvido. Lá estão mais de 5 mil pessoas. Esse empresário (Francisco Esteves), apesar de ser conhecido da gente, comandou o loteamento em cima de fraudes. Há uma injustiça com as pessoas que estão sendo despejadas, com suas casas destruídas".

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • rafael | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TRATANDO-SE DA OPERAÇÃO "LACRAIA" NAO SE DUVÍDA DA FRIAGEM DOS TÍTULOS! HAVIA ATÉ UMA FUNCIONÁRIA DO INCRA POR DETRÁS DISSO!

  • joão batista da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o Dep. esta fazendo graça, porque ele não chama o MST, para ocupar suas fazendas, ele insentiva grileiros e faz campanha eleitoral em cima dos coitados que merece apoio, mas não politicagem demagogica, esse Deputado é igual catapora só ganha uma. ele se acha a ultima bolacha do pacote, vai ter uma supresa nas urnas para prefeito, vai perder feio. porque mentiram para o povo do araguaia dizendo que seria deputado do araguaia e agora quer ser prefito. esse governado se aceitar essa imposição de proibir a Policia Militar de cumprir senteça ele também é um irresponsavel.

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...