Últimas

Quarta-Feira, 06 de Junho de 2007, 08h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Deputado defende queda do secretário Furlan

    O deputado estadual Percival Muniz (PPS) defendeu, durante sessão noturna desta terça (5), a queda de Alexandre Furlan da secretaria estadual de Indústria, Comércio, Minas e Energia. Segundo ele, Furlan está desmotivado, vem se dedicando a outros afazeres e não conseguiu até agora apresentar projetos macro de alternativas econômicas para o Estado.

    "O Furlan está andando muito. Então, se for o caso, vamos levá-lo para a secretaria de Turismo e colocar alguém na secretaria de Indústria e Comércio que possa desencadear o desenvolvimento do Estado. Não que ele não seja um bom secretário, mas é que precisa de tempo", comentou Muniz.. Da tribuna, o parlamentar observou que Furlan, que integra a direção da Confederação Nacional da Indústria, tem permanecido um bom tempo fora do Estado. "Ele (Furlan) chega aqui, fica um dia e sai de novo. Está desmotivado".

    Para Percival Muniz, que está distanciado da atual administração, em início de governo não se pode ter secretário desmotivado porque as dificuldades já são grandes. "Aí a coisa vai pro brejo". Cobra de Furlan projetos capazes de apresentar alternativas de desenvolvimento, principalmente à Baixada Cuiabana, como, por exemplo, no turismo rural. Defende que seja montada uma comissão técnica preparada, não para ouvir as massas, de onde só colheria reclamação e sofrimento, mas no sentido de levantar estudos e, a partir daí, apresentar soluções de viabilidade econômica às regiões.

    Na avaliação do deputado, o Estado está numa fase de crescimento pequena, longe do ritmo que vinha registrando antes. Se o Brasil destravar com o presidente Lula e começar a crescer 5%, comenta Muniz, Mato Grosso tem de crescer 20%. "Antes MT crescia no padrão da China, de 8% a 10%, e agora com a crise do grão travou".

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Alexandre Furlan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Não é verdadeira a afirmação do Deputado Percival Muniz de que eu esteja desmotivado. Efetivamente, passei por momentos delicados com a morte prematura e súbita de meu adjunto José Epaminondas, meu braço direito e pessoa importante na SICME.

    Talvez, pelo fato de que não é meu perfil ficar explorando os trabalhos realizados pela SICME, é que alguns tenham a imagem de meu trabalho distorcida.

    Nos primeiros quatro anos do Governo Maggi, atraímos investimentos industriais já consolidados da ordem de R$ 1.514.000.000,00 (um bilhão quinhentos e quatorze milhões de rais), que geraram mais de 11.300 empregos diretos e mais de 33.000 indiretos.

    Remodelamos o Distrito Industrial de Cuiabá.

    Fizemos o mapeamento geológico de todo o Estado e estamos concluindo o levantamento aerogeofísico, que permitirá que Mato Grosso seja um dos estados que mais irá desenvolver o setor mineral nos próximos anos no Brasil.

    Temos mais 25 projetos industriais em construção (entre eles os da Sadia)que gerarão mais de R$ 1,4 bilhão de investimentos.

    Outro ponto abordado na notícia, seria de que precisamos de diagnósticos para uma atuação mais macro. Ora, já se gastou demais em diagnósticos no Estado. O que se precisa é de ação para atração de investimentos. E isto fazemos todos os dias.

    Me chamou a tenção também, que o Deputado fala de Turismo Rural e outras coisas que não são atribuição da Sicme.

    Para finalizar, é bom que se diga, que o fato de eu ser Diretor Financeiro da Confederação Nacional da Indústria, só tem ajudado Mato Grosso, de vez que possuo livre trânsito com a "nata" do empresariado Brasileiro em todas as esferas.

    De mais a mais, tenho ido a CNI, em média, 03 (três) dias por mês, o que de forma alguma inibe meu trabalho por Mato Grosso.

    Obrigado pelo espaço e prestígio que sempre nos confiou a RD News

    Alexandre Furlan
    Secretário de Estado da Indústria Comércio Minas e Energia

  • eduardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens Percival Muniz, o Sr. é o unico que tem a coragem de mostrar as falhas do governo de Blairo Maggi, realmente o Sr. Furlan nao esta com essa bola toda nao, pois quando se precisa falar com ele o pessoal dele e assessoria dizem que ele esta ``viajando´´.

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....